Página 1 de 1 [ 5 mensagens ] 
 
 Mensagem não lidaPublicado: Seg Nov 04, 2019 5:59 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 18677
Administrador
Imagem

Há muitas informações sobre Nova York e, mesmo assim, nunca será o suficiente. O destino é muito popular e complexo ao mesmo tempo. A grande maçã não é uma cidade óbvia, tanto é que até os viajantes mais experientes sempre fazem essa viagem várias e várias vezes sem cansar. Se você está indo para Nova York pela primeira vez, há alguns mitos sobre o destino que você precisa saber para não cair em roubadas.

Leia também: 50 coisas que você precisa saber antes da sua primeira viagem para Nova York

Mito nº 1: Este é o destino para se jogar nas compras

Sim, é verdade que Nova York tem todas as marcas possíveis e imagináveis e que por onde você anda as ruas são recheadas de lojas, mas não é verdade que isso é sinônimo de um bom negócio. A grande maçã é uma das cidades com imposto mais alto do país - adicione 8,875% no valor dos produtos para saber quanto você irá pagar. O imposto de Orlando, por exemplo, é de 6,5%. Ainda em comparação com a terra dos parques temáticos, diferente de Orlando, em Nova York também não há uma vasta disponibilidade de outlets e hipermercados. É natural que você queira fazer comprinhas, mas não é o destino para se jogar.

Leia também: 5 lojas que valem a pena a visita mesmo que você não vá comprar em Nova York

Mito nº 2: Os famosos táxis nova-iorquinos são o melhor transporte

Em qualquer filme que se passa em Nova York, os protagonistas usam táxi como principal meio de transporte. A verdade é que locais e turistas, ricos e pobres, e todos que de fato conhecem NY usam o metrô, já que há muito trânsito na cidade, o que faz uma breve corrida de táxi sair cara. O metrô não é o mais moderno ou limpo, mas é pra lá de funcional - por causa dele, os nova-iorquinos sequer têm carro próprio. Há estações em praticamente toda esquina, o que faz de Nova York uma cidade mais democrática para se hospedar - no quesito localização, não preço -, já que você estará sempre bem conectado. Compre o ticket semanal do MetroCard e use e abuse do transporte subterrâneo.

Mito nº 3: Tudo acontece em Manhattan

O tipo de mito que te faz parecer careta perto de quem conhece Nova York na palma da mão. Cruze a ponte! Além de NY ser uma cidade, também é um estado que engloba o Brooklyn, Queens, Bronx e outras cidades menos turísticas, porém muitíssimo interessantes. O Brooklyn, por exemplo, passou por um processo enorme de revitalização e se tornou uma região muito jovem, badalada e moderna. É claro que Manhattan tem todo o glamour, mas para verdadeiramente conhecer Nova York você precisa passear também pelo Queens, Bronx e Brooklyn. Inclusive, muitos turistas que já fizeram essa viagem várias vezes passam a se hospedar no Brooklyn para explorar mais este lado mais cool do destino.

Mito nº 4: A cidade é perigosa

O projeto de segurança pública aplicado em Nova York é usado como exemplo a ser seguir no mundo todo. A série de medidas transformou uma cidade dominada por gangues e tráfico de drogas em um lugar que homicídios e roubos estão cada vez mais raros. A prova está nos números: a cidade, que é a mais populosa dos Estados Unidos, teve 290 homicídios em 2017, segundo dados oficiais. É o menor número desde 1951, quando essas informações começaram a ser coletadas. É claro que isso não significa que você não deve ficar atendo com seus pertences, mas saiba que não é preciso ter medo de usar e abusar das ruas nova-iorquinas. Mesmo se você estiver caminhando de madrugada em ruelas vazias e sombrias, a chance de algo acontecer é minúscula. Aproveite sem medo!

Mito nº 5: Posso deixar para decidir tudo na hora

A movimentação em Nova York é intensa. Junto a isso, as principais atrações turísticas da cidade são pagas. O resultado são tickets limitados que exigem uma programação antecipada. As filas para subir no Empire State Building, por exemplo, são imensas. Garantir um bom lugar para os espetáculos da Broadway também pode ser desafiador. Também vale pensar que todas as turnês de bandas passam pela cidade. Então, a melhor dica que podemos te dar é para você se planejar com antecedência para os eventos e passeios.

Leia também: 10 museus incríveis para você visitar em Nova York

Mito nº 6: É possível conhecer o Central Park em uma voltinha

O Central Park é gigantesco e é impossível conhecer tudo em um só dia. Não se trata de um parque "comum", que em uma voltinha o passeio já está feito. A área é realmente enorme e serve tanto para a prática de exercícios físicos como para um descanso no gramado. Você pode optar por deixar as ruelas te levarem ou pesquisar onde ficam as atrações dentro do parque que você quer conhecer: como o lago, a loja de vidro da Apple (que fica na Quinta Avenida - uma das entradas do parque) e a homenagem Imagine.

Mito nº 7: Musicais são chatos

Não venha com essa de "Mas eu detesto filmes do gênero musical!". É preciso entender que os musicais da Broadway vão além de gênero. É impossível não se impressionar com a megaprodução oferecida. Os atores/cantores são treinados e afinados como ninguém e a estrutura do cenário e do teatro em si são de outro mundo. Por isso, se você tem birra com peças de teatro ou filmes com o gênero musical, saiba que a Broadway é superior a tudo que você já viu ou verá na vida. Há peças de diferentes assuntos, histórias e níveis de complexidade, para todos os gostos. Como este é um passeio caro, escolha pelo menos uma noite para se presentear com essa experiência.

Mito nº 8: A Estátua da Liberdade é um monumento incrível

Quem ainda não conhece Nova York pode pensar que a Estátua da Liberdade é um dos passeios mais imperdíveis, como é o Cristo Redentor no Rio de Janeiro. Ao visitar a grande maçã, rapidamente percebe-se que, na verdade, este é um dos passeios mais sem graça entre as centenas de opções incríveis de lazer oferecidas pela metrópole. O passeio é válido para turistas de primeira viagem, mas é o tipo de visita que a maioria das pessoas só faz questão de fazer uma vez, exatamente por não ser tão interessante assim. Não estamos dizendo para você não conhecer a o monumento, mas alinhe suas expectativas, porque não é essa bola toda.

Mito nº 9: A Times Square é o lugar mais legal da cidade

Calma, não vamos estragar seu sonho de se emocionar com a Times Square. Para quem está na primeira viagem para Nova York, chegar naquele turbilhão de luzes, estabelecimentos e pessoas é o momento em que a ficha cai. É realmente algo único e que faz os olhos brilharem, mas também tem várias ressalvas que você precisa saber. A primeira é e mais importante: não caia no erro de resumir Nova York à Times Square. Há incontáveis outras opções do que fazer na cidade que merecem atenção. A segunda é que apesar da área ser conhecida como um burburinho comercial, lá é o pior lugar possível para se fazer compras. A Times Square está sempre lotada, o que resulta em lojas também cheias e muitas vezes desarrumadas, com filas e produtos em falta. Há lojas icônicas, como a do M&M, que só existem lá, então não tem para onde fugir. Mas se o seu interesse for comprar em lojas de rede, como H&M e Sephora, o melhor a se fazer é procurar qualquer outra unidade espalhada pela cidade. Onde são os melhores lugares para fazer compras, então? O SoHo e a Quarta e Quinta Avenida ainda são bastante turísticas, mas muito mais interessantes para este propósito.

Mito nº 10: Alimentação é um gasto secundário

Uma das principais características responsáveis por fazer Nova York uma das melhores metrópoles do mundo é a gastronomia. Há uma infinidade de excelentes restaurantes na cidade para conhecer, o que significa que a alimentação jamais pode ser um gasto secundário. Em um destino que oferece tantos lugares originais e incríveis para comer, jamais desperdice uma refeição em um lugar que não é especial da grande maçã. E isso não significa gastar muito! Um excelente exemplo são as clássicas pizzas de balcão e barraquinhas de hot dogs, que são econômicas e a cara da cidade.

Leia também: 10 restaurantes incríveis em Nova York

Mito nº 11: Escolher o hotel mais barato possível é uma boa ideia

É fato que Nova York é um daqueles destinos que os hotéis só são usados para dormir. Muitas das redes mais luxuosas do mundo nem oferecem piscina e variedade de opções nas áreas comuns. Ao mesmo tempo, o grande desafio do viajante está nos preços. A grande maçã oferece diárias acima da média, o que faz com que muitos turistas passem a buscar a oferta mais baixa possível - e aí mora o grande perigo. Exatamente por ser um destino tão popular e movimentado, o bom é muito bom e o ruim é muito ruim. A diária mais baixa provavelmente será de um hotel sujo e até perigoso. Você não merece isso. Lá, não é como Orlando, que os hotéis são padronizados e você já sabe mais ou menos o que esperar de uma hospedagem mais baratinha. Se o luxo estiver fora da sua realidade, busque um meio termo para que você possa descansar em paz após bater muita perna pela grande maçã.

Mito nº 12: Os nova-iorquinos são grosseiros

Os nova-iorquinos têm uma má fama mundial de grosseria. Não estamos aqui para falar se isso é uma verdade ou mentira absoluta, e sim para questionar esta unanimidade. O rótulo se dá pelo passo apertado em que eles vivem: em Nova York, o ritmo é intenso. Se você estiver bloqueando a calçada ou fizer besteira no trânsito, é regra que você irá ouvir reclamações. Nos restaurantes, os atendentes gostam que você decida o seu pedido rápido. Mas estes são apenas traços culturais que não significam que você irá ser maltratado ao pedir informações, por exemplo. Nova York é uma cidade composta por imigrantes de todos os lugares do mundo e muito progressista em pautas minoritárias, como a LGBT e antirracista. A cidade te acolhe e faz com que você abrace as suas diferenças. Não por acaso, de lá nasceram estrelas como Lady Gaga e Jay-Z. Resumir toda esta cultura a uma mera grosseria é uma forma rasa de se olhar para o destino.

Boa viagem!

E você, conhece Nova York? Concorda com os mitos que citados? Tem algum mito para adicionar? Conte para nós a sua experiência!

Imagem
ImagemImagemImagemImagemImagem

_________________
Você já conferiu as últimas matérias do Falando de Viagem? Acesse: https://fdv.im/materias



 Mensagem não lidaPublicado: Seg Nov 04, 2019 6:34 pm 
Mensagens: 650
Para quem está indo a primeira vez, o melhor é ficar em Manhattan, ir no Central Park, na Times Square, na loja do M&Ms, Madame Tussauds, World Trade Center etc.


 Mensagem não lidaPublicado: Sex Nov 08, 2019 9:41 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 39351
Ótimo texto, desvendando vários mitos importantes.

_________________
Você já conferiu as últimas matérias do Falando de Viagem? Acesse: https://fdv.im/materias


 Mensagem não lidaPublicado: Ter Dez 17, 2019 7:56 pm 
Mensagens: 16872
Veja abaixo algumas dicas de passeios no inverno:

PATINAÇÃO NO GELO
• O Pier 17, em Seaport District, é o local onde fica a única pista de patinação da cidade instalada em um terraço, contando com belas vistas da ponte do Brooklyn e de Lower Manhattan.
• No TWA Hotel, requintado adendo ao Terminal 5 do aeroporto JFK (Queens), os hóspedes podem se divertir com o ‘Runway Rink”, localizado na pista asfaltada perto do Connie, um avião Lockheed Constellation de 1958 que foi convertido em um bar de drinques.
• O The Rink at Rockefeller Center já está aberto para a temporada 2019/2020, oferecendo aos visitantes uma experiência de patinação icônica e próxima à clássica árvore natalina.
• A Bank of America Winter Village, no Bryant Park, conta com a única pista de patinação gratuita da cidade, além de várias opções de compras, comidas e bebidas.
• No Central Park, Wollman e Lasker Rinks estão de volta mais uma vez neste ano com várias opções de aulas e atividades gratuitas de patinação, tudo isso com vistas estonteantes do parque e da paisagem urbana.
• No Prospect Park, o LeFrak Center at Lakeside (Brooklyn) oferece a opção de patinar em pistas cobertas e abertas, para quem preferir estar ao ar livre.
• A cada inverno, o Conrad New York Downtown apresenta o “Conrad Skate with the Greats”, em que os hóspedes têm a chance de praticar com ex-patinadores no Brookfield Place (essa atividade está inclusa na estadia do hotel).

PASSEIO DE TRENÓ
• Para aqueles que querem dar uma volta de trenó em Nova York, vale a pena ir a um desses parques famosos: o Central Park com o Pilgrim Hill, o Inwood Hill Park com suas trilhas no Upper West Side, o Riverside Park às margens do rio Hudson e o Prospect Park no Brooklyn.

ACONCHEGO AO ESTILO NOVA-IORQUINO
• De dezembro a março, o hotel Arlo SoHo vai dar as boas-vindas ao inverno com o “Après Arlo”, um espaço montado em seus jardins, que contará com cabanas de cedro aquecidas, mobília aconchegante e um menu de coquetéis sofisticado, assinado pelo bar A.L.B.
• No Peninsula New York, o terraço da ala oeste do Salon de Ning Rooftop Bar and Terrace foi transformado no Chalet de Ning – uma cúpula intimista instalada no 23º andar e que conta com fogueiras nas chaminés para aquecer os visitantes e mobília com inspiração nórdica que orna com a estética acolhedora. Funciona até abril de 2020.

Chalet de Ning, no Peninsula New York: espaço aconchegante vai funcionar até abril de 2020.

• The Hoxton, Williamsburg comemora a estação com o ‘Winter Hideaways’ – três casas de vidro erguidas no jardim da propriedade, com decoração da estação e capacidade para receber um público de até 12 pessoas.
• No Lodge by STK Rooftop, na região de Meatpacking District, o visitante pode tomar uma dose do Rockies em um dos restaurantes de carnes mais proeminentes de Manhattan. É possível aproveitar o conforto do bar que tem janelas imensas, com extensão do chão ao teto.
• O 230 Fifth, bem como seu iglu aquecido no terraço, é um local popular para ‘residentes’ e visitantes com as diversas opções de chocolate quente, cidra, café – tudo isso bem pertinho do Empire State Building.
• Ainda na região do Empire State Building, o terraço de vidro com teto retrátil do Refinery Hotel permite com que você se aqueça perto da fogueira sem perder nenhum detalhe da cidade, que fica de pano de fundo.
• O Library Bar no Sheraton New York Times Square e o Southgate Bar & Restaurant no JW Marriott Essex House são indicados para quem deseja se aquecer junto à lareira, com uma bebida em mãos.
• O The Royalton New York e o Lowell Hotel oferecem lareiras com lenha aromatizada, várias opções de drinques e pratos selecionados que podem ser entregues nos respectivos quartos.
• No Black Mountain Wine House (Boerum Hill, Brooklyn), o público se sentirá como se estivesse em um ambiente com montanhas, nesse wine-bar que foi criado para ter ares do interior.
• No The Bronx Brewery, em Port Morris, o visitante tem a oportunidade de provar uma autêntica cerveja no Winter Lodge – um quintal com ares de inverno que recebe eventos especiais ao longo do ano.

NOVIDADES NA CENA CULTURAL
• Um novo Museum of Modern Art (MoMA) abriu as portas em outubro. Seu espaço está um terço maior, com novas coleções e as obras já existentes apresentadas de maneira inédita.
• Fotografiska, uma organização fotográfica com sede em Estocolmo, vai inaugurar um espaço neste inverno em um prédio do Flatiron District, trazendo ainda um cardápio assinado por Stephen Starr, um bar e uma área para eventos.
• Com abertura neste inverno, o Jackie Robinson Museum, próximo do Soho, vai comemorar a vida e o legado do primeiro jogador afro-americano da MLB (Major League Baseball), contando com duas galerias com exposições temporárias e um teatro com 75 assentos.

PARA AMANTES DE CHOCOLATE
• Inaugurada em 1923, a Li-Lac Chocolates é a mais longeva casa de chocolates de Manhattan, oferecendo doces em um estilo único. Originalmente fora da região de Greenwich Village, a Li-Lac hoje conta com seis operações espalhadas pela cidade – uma delas fica em Hudson Yards.
• O Slice of Brooklyn Chocolate Tour é o único passeio de ônibus de Nova York que adota o chocolate como tema. Percorra quatro das lojas de chocolate mais conhecidas do Brooklyn: Jacques Torres, The Chocolate Room, Raaka Chocolate e Li-Lac Chocolates. Ao mesmo tempo, os visitantes ainda conhecerão bairros como Red Hook, Cobble Hill, Industry City e Gowanus.
• Serendipity 3, em Midtown East, é um restaurante (e loja) que ficou conhecido pelo inovador ‘frozen de chocolate de quente’.
• Depois que a British Cocoa abriu no ano passado sua primeira unidade nos EUA, localizada perto do Grand Central Terminal (Lexington com a 44th Street), é hora do Hotel Chocolat se preparar para abrir a segunda unidade em Nova York em Columbus Circle, o que deve acontecer em breve. O público pode aguardar uma seleção premium de guloseimas, bem como um menu com chocolates quentes, cafés e sorvetes, entre outros produtos.

HORA DE IR ÀS COMPRAS
• Neste ano, a Nordstrom abriu uma flagship feminina em Columbus Circle – fica exatamente do outro lado da rua da loja masculina, inaugurada em 2018. Os clientes contarão com sete espaços de varejo e gastronomia.
• O Empire Outlets de St. George (Staten Island) oferece marcas como Nike, Nordstrom Rack, American Eagle, H&M e Brooks Brothers. O centro de compras é de fácil acesso, basta utilizar o Staten Island Ferry – sistema gratuito de barco.
• Na última primavera norte-americana, o Hudson Yards passou a contar com uma unidade da loja de departamento Neiman Marcus (a primeira em Nova York), além de 100 marcas e 25 opções gastronômicas, com destaque para nomes como David Chang e José Andrés.

ESPETÁCULOS DA BROADWAY
• Freestyle Love Supreme, o show de improvisação de hip hop apresentado por Lin-Manuel Miranda, que teve início no outono norte-americano, foi prorrogado até meados de janeiro.
• A comédia romântica Slave Play tem causado muito burburinho desde sua estreia em 2018 e completará 13 meses em cartaz ao final de janeiro.
• Jagged Little Pill, a adaptação para os palcos do álbum de Alanis Morissette de 1995, já foi um sucesso off-Broadway e agora se encontra no Broadhurst Theatre.
• The Inheritance, um espetáculo “importado” do West End, dividido em duas partes e abordando diversas gerações de ativistas gays, teve início em novembro e vai até março de 2020.
• Neste mês, o West Side Story, uma das histórias de amor mais famosas na Broadway, está de volta para um revival que fica em cartaz até 6 de setembro de 2020.

TOUR COM TREINO EM MANHATTAN
• O Fit Tours combina atividades físicas com turismo, contando com passeios únicos como o Central Park 5K e o 5K Core Tour, ambos disponíveis em janeiro e fevereiro (não esqueça de ir vestido com sua roupa de ginástica mais quente).

HORA DO JOGO
• Times icônicos como os Knicks, Nets, Rangers e Islanders são pura animação, pois no inverno estão no meio das competições da temporada.
• O Pro Bull Riders (PBR) tem início nesta estação no Madison Square Garden pelo 13º ano consecutivo. Vai de 3 a 5 de janeiro.

EXPERIMENTE O NYC WINTER OUTING
• Durante o NYC Winter OutingSM, uma campanha organizada pela NYC & Company e realizada de 21 de janeiro a 9 de fevereiro, o público desfrutará de menus com preços fixos para almoço e jantar e promoções de ‘2 ingressos pelo preço de 1’ durante eventos como NYC Restaurant Week®, NYC Broadway WeekSM e NYC Must-See WeekSM, todos com duração de três semanas.

_________________
Participe do nosso grupo no Telegram. Entre agora mesmo, pois estamos Falando de Viagem: https://t.me/falandodeviagem


 Mensagem não lidaPublicado: Sáb Mai 09, 2020 6:59 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 39351
São Paulo - Nova York por R$ 960,00. Com taxas. Com bagagem. 10 vezes sem juros no parcelamento. E ainda pode alterar sem multa.

Imagem

_________________
Você já conferiu as últimas matérias do Falando de Viagem? Acesse: https://fdv.im/materias


 
 Tópicos Relacionados      Respostas 
6 lugares com pistas de patinação no gelo em Nova York

em New York City

Última mensagem Qui Fev 06, 2020 10:23 am GabrielDias Ver última mensagem

 

4

10 novidades nos icônicos cartões-postais de Nova York

em New York City

Última mensagem Seg Jan 20, 2020 10:32 am GabrielDias Ver última mensagem

 

3

Eventos esportivos em Nova York no segundo semestre de 2019

em New York City

Última mensagem Sex Ago 23, 2019 7:44 pm GabrielDias Ver última mensagem

 

2

Empresas de brasileiros que oferecem transporte em português em Nova York

em Transporte em Nova York

Última mensagem Qua Set 04, 2019 7:20 pm GabrielDias Ver última mensagem

 

3

Como visitar Nova York sem sair de casa | Tours virtuais

em New York City

Última mensagem Qui Abr 09, 2020 10:01 am GabrielDias Ver última mensagem

 

1

 


Booking.com




Ir para:  
 

 

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante