Tourist Traps em Miami: Cuidado para não pagar valores abusivos

Troca de informações sobre Miami.
Uma situação comum que ocorre em algumas cidades com grande volume de turistas é a presença de alguns estabelecimentos comerciais que, se aproveitando do bom humor e da situação financeira das pessoas em férias, cobram preços muito acima da média por alimentos, produtos ou serviços.

Em Miami não é diferente. Especialmente em South Beach, região mais agitada e com vida noturna mais proeminente.

Esses lugares são chamados de "tourist traps" (armadilhas para turistas), pois os moradores locais sabem que o estabelecimento cobra extremamente caro pelo que oferece, portanto não costumam ir até lá. Estes comércios vivem literalmente da exploração do turista desavisado que, pelo calor do momento, acaba caindo na armadilha.

Talvez o exemplo mais claro no caso de South Beach sejam alguns bares e restaurantes da Ocean Drive, avenida de frente para o mar.

Me lembro de um lugar que oferecia uma atendente simpática convidando as pessoas que passavam para tomar café no estabelecimento. Estavam em promoção, dizia ela "Quatro opções diferentes de comidas por US$ 6,00". Para um café da manhã em um restaurante de frente para o mar, parecia um ótimo negócio. Entretanto uma surpresa estava reservada: o valor das bebidas. Os sucos de laranja custavam 12 dólares o copo !!! Com esse preço em outros locais ali mesmo dá para tomar entre três e quatro copos do mesmo suco e no mercado da para comprar cerca de 10 litros do mesmo suco servido. Esse é um exemplo claro de tourist trap (o estabelecimento em questão era o La Baguette Bar & Grill).

Outro ativo bastante discrepante na mesma rua é a famosa margarita gigante (versão com ou sem cerveja no copo, a com cerveja costuma ser mais cara). O preço da mesma margarita (sem cerveja), na mesma rua, varia entre US$ 20 e US$ 45 dólares. Eles sequer usam uma tequila diferente no drinque (a não ser que você solicite).

Lojas que vendem lembrancinhas também podem ser super valorizadas. Camisetas, bonés, entre outros artigos que turistas gostam de comprar podem ser encontrados pela metade ou 1/3 do preço dependendo do lugar?

Qual a chave para evitar essas armadilhas e gastar seus dólares de maneira consciente?

1º Cuidado com os pontos com alta concentração de turistas, pois a chance de encontrar esse tipo de estabelecimento é infinitamente maior do que em uma região menos frequentada. Não precisa fugir completamente do local, mas é preciso cautela e pesquisa.

2º Não se deixe enganar pela aparência do local nem do vendedor. Muitos restaurantes ou lojas são propositalmente bem arrumados e colocam atendentes simpáticos e eloquentes para tentar te vender algo ou fazer com que você sente para uma refeição. Isso não garante que a sua experiência (produto comprado ou refeição) terá qualidade. Há locais bonitos, porém ordinários e caros.

3º Duvide das promoções. Quando ver algo do tipo "Refeição de café da manhã por 4 dólares", pergunte, de preferência antes de sentar, os preços, por exemplo, de um café em si, dos sucos e dos drinques. Não raro, como no exemplo citado, lugares mal intencionados podem colocar a comida em promoção e duplicar ou triplicar o preço da bebida. E mesmo caso já tenha sentado, se não achar o preço no cardápio, pergunte para ter certeza. Se não concordar, levante e vá embora.

4º Pergunte pelo preço dos "specials". Frequentemente o garçom te oferecerá um prato especial do dia, que em grande parte das vezes não consta no cardápio. Antes de aceitar o special, caso este lhe agrade, não esqueça de perguntar o preço para não correr o risco de ter uma surpresa no final.

5º Verifique os preços em mais de um local. O caso das margaritas é clássico. Se você sentar em um bar aleatório da Ocean Drive, talvez pague US$ 20, talvez pague US$ 45 exatamente no mesmo drinque. Então não tenha vergonha, pesquise. Veja no menu disponibilizado na porta do estabelecimento e, caso não conste o preço, pergunte aos funcionários.

6º Pegue dicas com pessoas que moram ali. Alguém que você conheça previamente ou mesmo durante a viagem que more na cidade pode te dar dicas valiosas sobre estabelecimentos bons e com preço justo.

7º Internet. Felizmente vivemos em tempos nos quais o acesso à informação é muito fácil. Porque não, antes de ir a um lugar, ler opiniões a respeito?
Sites como o próprio Falando de Viagem, Yelp, TripAdvisor e aplicativos como Foursquare são fontes de comentários valiosos. Recomendo fortemente a um turista que esteja em Miami adquirir um plano de dados de celular por vários motivos. Um dos principais é exatamente a possibilidade de consultar a reputação dos locais na internet.

Espero que estas dicas tenham sido úteis, especialmente para viajantes em sua primeira viagem. Viajantes experientes tem chances menores de cair em tourist traps, mas mesmo estes não devem baixar a guarda, pois ao menor vacilo haverá um rostinho bonito tentando te vender um suco de laranja por 12 dólares :lol:

GJulio Mensagens: 243
Qui Jul 31, 2014 3:15 pm
Belo tópico GJulio !!!

Quero abusar de sua generosidade e pedir a indicação de algum desses estabelecimentos que não nos explorem como muitos. Sou louco pra tomar uma dessa margarita gigante com 2 garrafas de Corona, mas vi um vídeo no youtube que custava 80 dólares... ai pra uma margarita fica pesado.

E pra tomar café da manhã ? Tem algum especial ?

Abs

felipecesarbr Mensagens: 202
Qui Jul 31, 2014 5:06 pm
Se eu bem me lembro, para as margaritas, o lugar em que achei o melhor preço foi no Mia Bella Romma. Era bom para beber (mas comer não). Paguei US$ 25 na ocasião (último abril), enquanto outros lugares cobravam US$ 45. Sem as Coronas em cima. Com as Coronas, eles pedem mais. Não acho que vale a pena pois acaba estragando o drinque e a cerveja.
Para o café da manhã recomendo fugir da Ocean mesmo. A Española Way tem opções interessantes. O restaurante Havana 1957 é um espetacular custo-benefício. Para almoço e jantar em South Beach recomendo fuçar na Lincoln Road mesmo. Há opções para vários gostos e bolsos ali. A comida é igual ou melhor que na Ocean e o preço é menor.
Fora da praia, em Midtown Miami, um lugar que vale a visita é o Gigi. Não é barato (mas está longe de ser caro) e possui comida de ótima qualidade.

GJulio Mensagens: 243
Qui Jul 31, 2014 5:38 pm
Conforme nosso currículo de viajante aumenta a gente adquire um "faro" para essas armadilhas para turistas.

Avatar do usuário
baran Mensagens: 10210
Qui Jul 31, 2014 5:47 pm
Tourists traps existem em todo o mundo. Estou vivendo há 4 meses na europa e cada cidade que vou já uma infinidade deles... prefiro chamar de "pega turista" mesmo. Minhas dicas:

1. Se o restaurante precisa colocar uma vendedor(a) boa pinta na porta pra tentar te convencer a ir lá, já nem olho...

2. Outra coisa, sempre peço para ver o menu antes de entrar.

3.Consulte o trip advisor antes de entrar no restaurante, procure um wifi aberto ou já baixe a cidade antes de viajar.

pcalixto Mensagens: 371
Qui Jul 31, 2014 6:21 pm
Outra pegadinha comum em restaurantes turísticos é colocar 20% de serviço na conta, como se fossem uma obrigatoriedade. E muitos ainda colocam um campo escrito "additional tip" na conta, para vc colocar um valor além dos já cobrados 20%.

FabioCalderon Mensagens: 3831
Qui Jul 31, 2014 6:39 pm
Obrigado! Gostei desse restaurante da Espanhola Way. Vou com certeza.

felipecesarbr Mensagens: 202
Qui Jul 31, 2014 10:44 pm




Booking.com

Voltar para “Miami”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 3 visitantes


Anúncio