Como é a alfândega no Aeroporto de Curitiba

Troca de informações sobre alfândega no Brasil.

Avatar do usuário
falandodeviagem Mensagens: 19232 Administrador
Qui Abr 17, 2014 2:05 pm
Imagem

Em todos os aeroportos brasileiros, onde chegam voos internacionais, há o controle de imigração, realizado pela Polícia Federal, e o controle de bagagem, realizado pela Receita Federal. Isso acontece não apenas no Brasil, mas em todos os países do mundo. Popularmente, a gente chama sempre de alfândega o controle feito pelos fiscais da Receita Federal. Esse controle é realizado por vários motivos, como barrar a entrada de produtos ilegais e proteger o comércio local. Por isso, todos os brasileiros têm uma cota, no valor de US$500, para trazer produtos comprados no exterior sem o pagamento do imposto.

Leia também: Entrevista com a Receita Federal sobre os procedimentos da Alfândega

Além do valor da cota da alfândega, que não sofre variação há muitos anos, é possível trazer sem pagamento de imposto uma câmera digital, um relógio e um celular. Entretanto, para ser elegível a este benefício, o produto deve ter sido usado durante a viagem e deve ser único. Se você voltar, por exemplo, com dois celulares, você perde o benefício da isenção. Vale ressaltar que esses três itens isentos podem ser de qualquer valor.

O Aeroporto Internacional Afonso Pena (CWB) recebe poucos voos internacionais, pois seu maior movimento é em voos domésticos. Normalmente, em aeroportos com pouco movimento o controle tende a ser muito mais rigoroso e quem extrapola a cota acaba tendo que pagar imposto até em cima de roupas.

Voos internacionais no Aeroporto de Curitiba

Atualmente, o aeroporto tem apenas um voo internacional:
- Buenos Aires, com a Aerolíneas Argentinas.

Como funciona a alfândega?

O processo funciona de forma bem simples e, na maioria das vezes, os passageiros são escolhidos aleatoriamente. Por isso, se o fiscal não lhe parar, você passará direto. Muitas pessoas, inclusive, acabam não percebendo que passaram pela alfândega quando não são paradas. Além disto, passageiros podem ser parados por causa do reconhecimento facial, que detecta quem viaja com muita frequência e quem faz viagens muito curtas, para destinos de compras, como EUA.

Basicamente, três situações podem ocorrer:
- Você passar direto sem ser fiscalizado;
- Você ser escolhido para passar no raio-x, mas ser liberado em seguida;
- Você ser escolhido para passar no raio-x e ter que abrir as malas para inspeção manual.

Leia também:
- Como é a alfândega no Aeroporto de Belo Horizonte
- Como é a alfândega no Aeroporto de Brasília
- Como é a alfândega no Aeroporto de Fortaleza
- Como é a alfândega no Aeroporto de Guarulhos (GRU) em São Paulo
- Como é a alfândega no Aeroporto de Manaus
- Como é a alfândega no Aeroporto de Porto Alegre
- Como é a alfândega no Aeroporto de Recife
- Como é a alfândega no Aeroporto de Viracopos
- Como é a alfândega no Aeroporto do Galeão (GIG) no Rio de Janeiro
- Como é a alfândega no Aeroporto de Salvador

Vale lembrar que, além da cota no valor de US$500, existe um limite quantitativo de produtos iguais que podem ser trazidos:
- Abaixo de 10 dólares: 10 produtos iguais;
- Acima de 10 dólares: 3 produtos iguais.

Como é a fiscalização no Aeroporto de Curitiba?

A fiscalização, conforme já falamos anteriormente, é aleatória ou pelo reconhecimento facial. É possível que o voo inteiro seja fiscalizado, devido ao pouco movimento do aeroporto. Geralmente, só chega um voo de cada vez. O Falando de Viagem nunca viajou pelo aeroporto, então não temos relatos próprios, mas você pode ler todos os relatos dos nossos leitores nas páginas de comentários.

Declarar ou não declarar?

Cada viajante sabe o que faz o quanto está trazendo do exterior. A função do Falando de Viagem não é decidir por você, mas sim explicar como funcionam as coisas para que você tome uma decisão. Claro que existe sempre a possibilidade de não declarar e passar direto, acima da cota, sem pagar um centavo de imposto. Também existe a possibilidade de você ser parado e pagar uma multa de 100% em cima do valor excedente da cota.

Principalmente no caso de eletrônicos, que você levará para o exterior em viagens futuras, vale a pena declarar para ter o produto legalizado, caso contrário você pode ser taxado em outra viagem.

Matérias interessantes sobre a alfândega

Caso você queira se aprofundar no assunto, a leitura dessas matérias irá lhe ajudar:
- Cota da Alfândega: tudo o que você precisa saber sobre o imposto cobrado
- Como funciona a alfândega nos aeroportos brasileiros?
- 12 mitos sobre a alfândega
- Como os fiscais da alfândega definem quem será fiscalizado?
- Para onde vão os produtos apreendidos pela alfândega?
- A cota de 500 dólares da alfândega é acumulativa para famílias?
- Pague o imposto de compras no exterior antes de voltar ao Brasil
- O imposto pago entra na soma da cota da alfândega?
- Celular entra na cota da alfândega?
- Qual é a quantidade de bebidas que posso trazer do exterior?
- Sala de retenção da Receita Federal no Aeroporto do Galeão
- Fiscal da alfândega me chamou pelo nome e me enviou para a inspeção de bagagem no GIG
- Preciso declarar o dinheiro que vou levar em uma viagem ao exterior?

Conclusão

Todo mundo sabe que o valor da cota da alfândega está defasado. Todo mundo sabe que os brasileiros trazem produtos acima da cota. Todo mundo sabe que é impossível fiscalizar todos os passageiros. O maior problema são os excessos, principalmente de pessoas que viajam com a intenção de comprar produtos para revender ilegalmente no Brasil. Os fiscais sabem quem são essas pessoas e o reconhecimento facial ajudou ainda mais na identificação.

Fica sempre a critério do fiscal decidir se você está ou não acima da cota e se os produtos são de uso pessoal ou não. Geralmente, os fiscais são razoáveis, e não criam problemas por excessos pequenos, mas irão lhe taxar em caso de exageros. Além disto, eles conhecem todas as desculpas que você pode inventar para tentar se livrar de uma taxação, por isso acaba sendo pior mentir.

Planeje a sua próxima viagem

Para você não ter trabalho, nós fizemos selecionamos as melhores empresas, com os melhores preços e totalmente confiáveis, para você reservar on-line e com opção de parcelamento.

- Quer pegar a estrada? Alugue um carro clicando aqui.
- Prefere ir de avião? Compre sua passagem aérea clicando aqui.
- Hotel de luxo ou custo-benefício? Escolha a melhor hospedagem clicando aqui.
- Quer curtir sem preocupações? Garanta o seguro de viagem clicando aqui.
- Quer ficar 24 horas on-line? Compre seu chip de internet clicando aqui.
- Quer comprar moeda estrangeira? Receba em casa ou escritório clicando aqui.
- Ingressos para as principais atrações? Compre on-line e parcele clicando aqui.
- Precisa de uma mala nova? Compre on-line e parcele clicando aqui.

Leia também:
- Grupos do Falando de Viagem no WhatsApp
- Grupos do Falando de Viagem no Telegram

Boa viagem!

E você, já passou na alfândega de Curitiba? Foi parado? Os fiscais foram exigentes? Te cobraram imposto? Conte para nós a sua experiência!
Imagem
ImagemImagemImagemImagemImagem
rayrcm Mensagens: 361
Qui Abr 17, 2014 2:43 pm
Estou planejando fazer a rota direta MIA - CWB da AA em Novembro.

Se alguém já tiver feito essa rota, como foi a experiência?
kelydm Mensagens: 54
Qui Abr 17, 2014 3:22 pm
Uma dúvida, quem volta no voo da AA CWB - POA, com destino a POA, faz a alfândega Porto Alegre né? Não desce em Curitiba né?
rayrcm Mensagens: 361
Qua Abr 30, 2014 11:33 am
Kelly: Eu acho que faz em Curitiba, porque ele é direto MIA - CWB na volta. Só depois de CWB vai para POA.

Comprei esse voo para Outubro/Novembro, depois posto relato.
bftandrade Mensagens: 468
Dom Mai 04, 2014 11:03 pm
A alfandega de quem vai pra POA é em POA, mesmo tendo que descer da aeronave em CWB. Pelo que senti, a alfandega em Curitiba está bem tranquila, parece-me que só invocaram com produtos cuja importação é proibida...
Ajudante Mensagens: 17864
Dom Out 12, 2014 4:19 pm
Sala de retenção da Receita Federal no Aeroporto do Galeão http://www.falandodeviagem.com.br/viewtopic.php?f=224&t=9733" onclick="window.open(this.href);return false;
Ajudante Mensagens: 17864
Qui Out 17, 2019 11:21 am
*** MATÉRIA ATUALIZADA ***
JPSAL Mensagens: 722
Qui Out 17, 2019 2:33 pm
Nem lembrava que já houve um voo direto Miami - Curitiba. Outros tempos...



Booking.com

Voltar para “Alfândega”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes


Anúncio