Ir para página «  1, 2, 3  »

 Página 2 de 3 [ 24 mensagens ] 
 
 Mensagem não lidaPublicado: Sex Jun 19, 2020 9:54 am 
Mensagens: 17575
Olá, Guilherme!

Entramos em contato com o C6 Bank, que nos esclareceu:

Citação:
O valor do spread não mudou. O que aconteceu é que começamos a oferecer para os clientes câmbio 24 horas. Quando o mercado está aberto, o spread continua 2%. Se o mercado está fechado e a pessoa quer fazer a operação, o spread é variável. Com isso, o cliente pode fazer remessa em qualquer dia e qualquer horário. Na tela de contratação do produto, mantendo o nosso pilar de transparência, o cliente vê de forma clara o spread que está sendo aplicado.

_________________
Participe do melhor grupo de descontos do WhatsApp. Acesse: https://fdv.im/Descontos11



 Mensagem não lidaPublicado: Seg Jul 13, 2020 12:27 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 10164
Alguém sabe se incide IR sobre transferências SWIFT da conta internacional BS2 para contas em outros bancos fora do Brasil?

Perguntei no chat deles mas sequer entenderam minha dúvida. Responderam algo totalmente diferente do que perguntei.

_________________
http://fdv.im/FlavioBaran


 Mensagem não lidaPublicado: Seg Jul 13, 2020 1:37 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 40448
Veja se isso lhe ajuda: https://www.remessaonline.com.br/blog/imposto-de-renda-2020-como-declarar-envios-de-dinheiro-ao-exterior

_________________
Você já conferiu as últimas matérias do Falando de Viagem? Acesse: https://fdv.im/materias


 Mensagem não lidaPublicado: Seg Jul 13, 2020 1:48 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 10164
Não exatamente. Minha dúvida não é quanto à declaração de bens e direitos, mas quanto à incidência ou não de IR numa remessa da conta internacional para uma conta em outro país. Em outras palavras: sendo a conta internacional do BS2 uma conta off shore, as regras de tributação para esse tipo de remessa são quais? Se a remessa for originada de uma conta no Brasil pode incidir IR, dependendo da destinação dos recursos. Mas e na conta internacional?

_________________
http://fdv.im/FlavioBaran


 Mensagem não lidaPublicado: Seg Jul 13, 2020 5:54 pm 
Mensagens: 121
Off shore... IR... transferência internacional...

Isso eh zica pra qualquer brasileiro... kkkk


 Mensagem não lidaPublicado: Seg Jul 13, 2020 6:01 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 10164
Por isso que eu queria uma resposta, kkkk

Não vou fazer sem ter 100% de certeza de que a Receita Federal não vai pegar no meu pé.

_________________
http://fdv.im/FlavioBaran


 Mensagem não lidaPublicado: Ter Jul 14, 2020 9:58 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 40448
Mandei um e-mail para o BS2, que me respondeu:

Citação:
A Conta internacional do BS2, a título de imposto de renda, deve ser tratada assim como qualquer outra conta no exterior. Neste caso em específico, em se tratando de uma transferência realizada a partir de seu saldo em dólares para outra conta fora do país, não há incidência de Imposto de Renda em virtude da conta estar domiciliada no exterior, não no Brasil. Porém, o destinatário estará sujeito aos impostos do país onde está domiciliada sua conta.

Ajuda?

_________________
Você já conferiu as últimas matérias do Falando de Viagem? Acesse: https://fdv.im/materias


 Mensagem não lidaPublicado: Ter Jul 14, 2020 10:24 am 
Mensagens: 121
Ninguém entende o sistema tributario brasileiro... por isso precisa urgentemente de uma reforma....

Já fiz esse mesmo questionamento ha um tempo, sobre as bases juridicas dessas contas internacionais...

É uma conta de propriedade brasileira mas sediada em um paraiso fiscal que não atende as regras do BC... e sim do país em que está sediada. Juridicamente é muito complicado entender qual ordenamento de fato deve obedecer.

Sou advogado, e após estudar o tema, cheguei a seguinte conclusão:

Para não haver problemas com este tipo de contas no tocante a RF, elas devem ser usadas exclusivamente como contas turismo, ou seja, devemos utiliza-las para o fim específico a qual se destina.

Você vai depositar seu dinheiro no Banco sediado no Brasil e vai fazer a declaração dos valores normalmente... depois de depositado o dinheiro, vai fazer a transferência para a conta internacional (dentro dos limites estabelecidos pela lei) e daí gasta / transfere como quiser!! Não precisando informar nada a RF...

O Banco BS2, diferentemente do C6, é uma conta "HIBRIDA" DE FATO, que permite o recebimento e a transferência para outras instituições internacionais... Então, cada origem de transação deve se adequar ao país em que está sediada a conta. Por exemplo: se você tem conta em corretora nos USA e quer transferir para o BS2, pode fazê-lo, e deverá prestar as contas a RF dos USA e pagar os impostos incidentes nos USA... nada tem a ver com a RF do Brasil... a não ser que transforme esse dinheiro proveniente dos USA em Reais... aí sim deverá informar a transção e valores à RF Brasil...

Seria esse o meu entendimento juridico depois de pesquisar o que encontrei sobre o tema, que ainda eh muito novo para os Brasileiro... inclusive falta legilação especifica sobre o tema...

Lembrando que ambas as contas internacionais, tanto do BS2 quanto ao C6, estão sediadas nas Ilhas Cayman e não possuem proteção do FGC, diferentemente da conta em Reais, que está sediada no Brasil e tem proteção FGC...

Se o banco quebrar, perde tudo que tem na conta internacional... na conta do Brasil, tem até 250 mil garantidos pelo FGC...

Enfim... resumo do resumo: É UMA CONTA PARA TURISMO!!! NÃO PARA ESPECULAR OU FAZER POUPANÇA DE DOLARES!!!!!!


Precisamos ainda aguardar jurisprudências que esse tipo de conta e transações irão provocar, conforme os questionamentos e problemas vão surgindo...

O Brasil está muito atrasado no tocante ao Sistema Bancário, Financeiro e meios de pagamento... essas contas, acredito, serão o futuro das contas, totalmente DIGITAIS e GLOBALIZADAS.

Talvez mais a frente teremos uma moeda única digital.

Então por hora... USEMOS COM MODERAÇÃO!!


Espero ter contribuido e me corrijam se falei algo errado...


 Mensagem não lidaPublicado: Qui Jul 23, 2020 6:45 pm 
Mensagens: 762
Citação:
Você vai depositar seu dinheiro no Banco sediado no Brasil e vai fazer a declaração dos valores normalmente... depois de depositado o dinheiro, vai fazer a transferência para a conta internacional (dentro dos limites estabelecidos pela lei) e daí gasta / transfere como quiser!! Não precisando informar nada a RF...


Sobre essa parte de "não informar nada a RF", entendo que na declaração de ajuste do IRPF ao declarar o saldo em 31/12 o banco vai enviar no informe de rendimentos 2 saldos: em Reais e na moeda estrangeira e você deve declarar cada um em seu lugar no IRPF. Se o banco informar somente o saldo em Reais (e esse valor não conter o valor da moeda estrangeira), mesmo assim você deve declarar o saldo em moeda estrangeira como uma conta no exterior. Afinal esse valor não pode simplesmente sumir. Essas contas começaram em 2020 né ? Ninguém teve informe de rendimentos delas ainda né ?


 Mensagem não lidaPublicado: Ter Ago 11, 2020 9:26 pm 
Mensagens: 1
@GustavoGomide Sua mensagem está ótima e estendeu bastante a discussão. Permita-me pautar alguns pontos:

Citação:
Ninguém entende o sistema tributario brasileiro... por isso precisa urgentemente de uma reforma....


Sim! E desde já tá claro: Uma conta internacional não está sujeita à jurisdição brasileira.

Citação:
É uma conta de propriedade brasileira mas sediada em um paraiso fiscal que não atende as regras do BC... e sim do país em que está sediada. Juridicamente é muito complicado entender qual ordenamento de fato deve obedecer.


Não é de propriedade brasileira, ela é da subsidiária do banco no paraíso fiscal. Assim como uma empresa brasileira, ao abrir uma subsidiária no Paraguai, obedece jurisdição paraguaia pra todos os fins, o mesmo acontece com as Ilhas Cayman. Declarando o a conta e o saldo no IR, as movimentações da conta estrangeira já não são mais problema da Receita Federal. Desde que o mundo é mundo brasileiros abrem conta em países fora do Brasil.

Citação:
Para não haver problemas com este tipo de contas no tocante a RF, elas devem ser usadas exclusivamente como contas turismo, ou seja, devemos utiliza-las para o fim específico a qual se destina.


Não tem como haver problemas perante esse tipo de conta se o seu sigilo bancário não for quebrado; declara-se o saldo da conta no IR e pronto! Não tem como taxar fora da jurisdição BR

Citação:
Seria esse o meu entendimento juridico depois de pesquisar o que encontrei sobre o tema, que ainda eh muito novo para os Brasileiro... inclusive falta legilação especifica sobre o tema...


Pra isso que existem paraísos fiscais: Pra você ter conta em dólar sem ter que pagar imposto pros americanos. Ao contrário do Brasil, as legislações tendem a ser muito mais simples.

Citação:
Lembrando que ambas as contas internacionais, tanto do BS2 quanto ao C6, estão sediadas nas Ilhas Cayman e não possuem proteção do FGC, diferentemente da conta em Reais, que está sediada no Brasil e tem proteção FGC...
Se o banco quebrar, perde tudo que tem na conta internacional... na conta do Brasil, tem até 250 mil garantidos pelo FGC...


FGC é Placebo, porque se todos os bancos do Brasil quebrarem ao mesmo tempo o FGC não vai cobrir todos. Nesses casos, é mais provável que a subsidiária nas Ilhas Cayman sobreviva. Mesmo que não sobreviva, o FGC não vai salvar mesmo. Por isso que sempre é importante ter ouro/colchão de dólar e franco suíço pra proteger grandes patrimônios. Mas aí vai de cada um, só de ter saldo em dólar e não real muita gente brasileira não teve o patrimônio derretido nos últimos meses. Agora, o uso que cada um vai fazer (especular/poupança de dólares) não é da conta da Receita Federal. Ela não pode proibir transferências para o exterior.

Existe um ótimo link do remessa online a respeito:
https://www.remessaonline.com.br/blog/c ... %A7%C3%A3o.

A conta da C6 e da BS2 obedecem as mesmas regras porque o dinheiro não está no Brasil nem sob uma empresa brasileira. E sim sob uma subsidiária estrangeira de uma empresa brasileira.

Citação:
Se o banco informar somente o saldo em Reais (e esse valor não conter o valor da moeda estrangeira), mesmo assim você deve declarar o saldo em moeda estrangeira como uma conta no exterior. Afinal esse valor não pode simplesmente sumir.


Pode sim! Quando a gente faz turismo o "sumir" é exatamente o que acontece com o dinheiro kkkkkkkkkk
A Receita Federal vai pedir cupom fiscal do restaurante em Miami?
Ela só pede que o saldo seja informado, mais nada, a conta não tá no Brasil. A RF só cobra imposto se vc trouxer o dinheiro de volta, e mesmo assim com as regras definidas no link acima


 
 Tópicos Relacionados      Respostas 
Como funciona a Conta Global (internacional) do C6 Bank

[ Ir para página: 1, 2, 3, 4, 5 ]

em C6 Bank

Última mensagem Ter Set 15, 2020 4:07 pm Fonsa Ver última mensagem

 

45

Vale a pena abrir uma Conta Internacional no Banco BS2?

[ Ir para página: 1 ... 6, 7, 8 ]

em Banco BS2

Última mensagem Qui Set 24, 2020 10:54 am Mustang Ver última mensagem

 

78

Vale a pena abrir uma conta digital gratuita no Acesso Bank?

em Cartões de crédito e serviços financeiros

Última mensagem Seg Jul 20, 2020 8:23 pm GabrielDias Ver última mensagem

 

4

Vale a pena abrir uma conta no Banco BS2?

[ Ir para página: 1 ... 4, 5, 6 ]

em Banco BS2

Última mensagem Seg Set 14, 2020 9:58 am Ajudante Ver última mensagem

 

57

Vale a pena abrir uma conta digital no Banco PAN?

em Banco PAN

Última mensagem Qua Fev 19, 2020 8:59 am GabrielDias Ver última mensagem

 

2

 


Booking.com


Ir para:  
 

 

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante