Lanchonete The Fifties (São Paulo) - Uma péssima experiência

Troca de informações sobre empresas que não merecem o nosso dinheiro.
FabioCalderon Mensagens: 3832
Sáb Jul 02, 2011 1:54 am
Tem hora em que eu realmente tento acreditar que o Brasil é um país no qual o serviço e o respeito ao cliente vêm melhorando gradativamente. Também tento acreditar que não, não somos uma sociedade movida a status e aparência. Mas tem hora em que fica difícil acreditar nisto. E que ser um cliente ciente de qualquer regra relativa ao bom-senso torna-se sinônimo de ser um palhaço nesta terra de ninguém.

A experiência: Grupo de amigos reúne-se no The Fifties, tradicional rede de lanchonetes de São Paulo. A unidade escolhida foi a da Alameda Santos, nos Jardins. Éramos um grupo de 7 pessoas. Ao chegarmos no restaurante, embora existissem várias mesas vazias, nos foi permitido sentar somente em uma mesa, que ficava ao lado de uma grande mesa de adolescentes.

Tudo corria normalmente, até que começamos a ouvir gritos histéricos da mesa ao lado. Tudo porque duas celebridades (???) haviam chegado ao local. Uma delas era uma apresentadora da MTV, cuja figura eu nunca vi mais gorda. Após a histeria coletiva, que chamou a atenção de todo o restaurante, seguiu-se um tumulto generalizado. Os tais adolescentes começaram a circular entre as mesas, abraçando as tais celebridades, especialmente a mulher, e perturbando as mesas ao redor. Tomaram conta do resturante, enfim, chegando inclusive a empurrar as cadeiras nas quais alguns clientes estavam sentados.

Neste meio tempo, os garçons simplesmente esqueceram-se das mesas dos "meros mortais", atendendo apenas à mesa dos artistas (???) e à corja de adolescentes. Ao reclamarmos com o garçom, cobrando uma atitude frente à baderna generalizada e ao esquecimento das mesas dos não-famosos, ouvimos um sonoro: "O que vcs querem que eu faça? Não tenho o direito de empurrar a moça pelo braço de volta pra mesa dela". A resposta mal educada do garçom, somada à displicência do serviço, ao tratamento desigual e à falta de profissionalismo, fizeram com que nos recusássemos a pagar os 10%. Ao anunciarmos nossa decisão, fomos alvos de olhares mal encarados dos funcionários, reprovando uma atitude baseada em um direito do consumidor, previsto em lei.

Não é a primeira vez que a lanchonete The Fifties apresenta falhas. Das outras vezes, tais falhas foram "perdoáveis". Hoje, no entanto, elas ultrapassaram o limite do bom senso. A inércia dos garçons e a resposta atravessada de um deles é algo inaceitável, que renderia uma grave reprovação no exterior. O Gabriel, administrador do site, recentemente relatou uma experiência positiva que teve num Outback da Pensilvânia (http://www.falandodeviagem.com.br/viewtopic.php?f=125&t=1748&hilit=carmine%27s&start=0" onclick="window.open(this.href);return false;), graças a uma atitude extremamente profissional da equipe de atendimento.

Mas como estamos no Brasil, ao invés de uma advertência formal, tudo se resolve com o velho tapinha nas costas, e o cliente que reclama e que exige seus direitos é taxado como chato, mal educado, arrogante. Este tipo de situação, desde o mau comportamento dos adolescentes até a falta de profissionalismo dos garçons, prova o quanto ainda somos atrasados em questões relativas não apenas aos direitos do consumidor, mas também à educação e ao grau mínimo de civilização. Não é à toa que aqui, turista francês despenca dos arcos da Lapa e ainda é assaltado enquanto agoniza. Tudo tem origem num só fator: A displicência que se sobrepõe ao profissionalismo, o jeitinho que vem acima das regras, e que causa transtornos que vão desde um jantar malsucedido até o atraso em obras vitais para um país que pretende sediar Copa do Mundo e Olimpíadas.

Hoje, no The Fifties, mais do que uma experiência horrível, que me fez decidir nunca mais colocar os pés em qualquer restaurante da rede, tive uma prova do atual estágio de nossa evolução social. E posso afirmar que vamos mal, muito mal...

[html]





http://www.addthis.com/bookmark.php?v=250&pub=gmdias" class="addthis_button_compact">Compartilhe




Avatar do usuário
GabrielDias Mensagens: 41747
Sáb Jul 02, 2011 2:17 am
Bad service? No tips! Eu escrevo isso na nota, ao assiná-la!
É realmente lamentável tal atitude. Já deixei de frequentar restaurantes aqui no Rio de Janeiro devido ao péssimo atendimento. Temos que reclamar e usar nossa arma mais poderosa: Não voltar ao local.

Sugiro que você envie um e-mail aos responsáveis relatando o ocorrido. Aproveite e coloque o link deste texto, para eles saberem que a reclamação é pública.

jvinicius Mensagens: 507
Sáb Jul 02, 2011 12:34 pm
Particularmente não sou fâ do The Fifties... Pra comer hamburguer eu prefiro o Sujinho, Joakin's ou mesmo A Chapa.

Em relação ao atendimento você foi correto em tirar os 10%. Fiz isso uma vez na Pizza Hut da Rua Amauri e também no Outback do Center Norte. No caso da Pizza Hut ninguém veio questionar o motivo, apenas a cara feia, como você relatou. Já no Outback a gerente veio receber a conta e nos questionou o motivo, pedindo desculpas pelo ocorrido e que iria apurar. O pior, foi em outro local que fiz questão de esquecer a existência dele, onde recusei os 10% e o garçon pegou meu cartão e jogou de volta pra mim falando que "não passa - tá sem crédito!!!". Só virei pra ele e disse "Esse cartão (Amex Green), não tem limite." e arranquei a máquina da mão dele educamente e passei o plástico. Meia hora depois, veio uma ligação da Amex falando que fizeram uma tentativa de compra informando o código de segurança errado por duas vezes...

A grande questão é que tem muita gente que não gosta de servir e acaba por mal-tratar o cliente. Sempre falo para meus funcionários que "se você trata mal o cliente, a empresa fecha e você vai pra rua." A frase é dura, mas, real. Se não gosta de servir, procure outra profissão ou cargo.

No Brasil vem outro caso que é a cultura do "jeitinho", "vai que dá certo", "empurrar com a barriga" e da burrice aguda. Já passei por isso quando um tal de Rouge (acho que é isso), entrou num restaurante que estava e fui a mesma coisa, porém, os garçons dançaram feio. Vi que o empresário foi chorar pra não pagar a conta e ao sair num tom de brincadeira ele disse "10% de R$ 0,00 dá R$ 0,00!". No final só virei pro garçon e disse "vocês são umas bestas quadráticas, sabe que esse povo vem aqui na base da cortesia e não deixa caixinha pra vocês e vocês deixaram nossa mesa aqui. Traga a conta e tire os 10% também!".

¡hasta luego!

afure Mensagens: 1
Sáb Jul 02, 2011 4:46 pm
Esse Fifties da Santos é um restaurante muito grande (muitas mesas), e lota sempre, seja no almoço seja no jantar. Muitas vezes o quadro de funcionários não dá conta mesmo, aí tudo demora. Com muito serviço, os garçons muitas vezes esquecem os pedidos feitos, e reiterar pedidos já feitos muitas vezes gera caras feias também...

FabioCalderon Mensagens: 3832
Sáb Jul 02, 2011 5:06 pm
Pra comer hamburguer, prefiro o Joakin's (2).

Vinícius, gostei muito de sua reação, especialmente no último caso relatado! Foi mais ou menos como aconteceu no The Fifties: Entra qualquer subcelebridade no local (porque artista de verdade não tomaria conta do estabelecimento, posando para fotos em cima das outras mesas), e aí os garçons simplesmente esquecem de servir os outros clientes.

No Brasil, falta conhecimento, por parte dos clientes e principalmente dos funcionários, de que os 10% que já vêm incluídos na conta não são obrigatórios. Por causa disso, o serviço torna-se relaxado e amador em muitos casos. Outra coisa que me espanta é a reação dos gerentes/funcionários quando ocorre alguma reclamação. Ao invés de um pedido de desculpas e de um reconhecimento da falha, o que se ouve é um "não posso fazer nada".

Afure, o engraçado é que ontem o restaurante não estava lotado, pelo menos não na nossa área. Vimos diversos garçons parados em pé, ao invés de atenderem às poucas mesas. As únicas que recebiam um atendimento melhor eram a da tal vc da MTV e a dos aborrecentes. Mas vc tem razão, a brigada de funcionários é inerte e não dá conta do restaurante, o que é mais uma falha grave.

Gabriel, já mandei um email para o restaurante relatando o ocorrido e colocando o link deste post. Vamos ver se haverá alguma reação por parte deles.

jvinicius Mensagens: 507
Dom Jul 03, 2011 9:47 am
FabioCalderon escreveu:Pra comer hamburguer, prefiro o Joakin's (2).
E claro, a boa maionese deles que é pra deixar as artérias super saudáveis!

Espero que você tenha resposta e sucesso em sua reclamação, mas, a coisa é assim mesmo por essas bandas latinas: Quando você reclama é o chato, tapado, arrogânte, metido e outros adjetivos afim... Como diz o sábio "é mais fácil culpar do que ser culpado", e é essa postura que muitos dos nossos prestadores de serviço tomam. Lamentável isso para um país que quer crescer.

¡hasta luego!

FabioCalderon Mensagens: 3832
Ter Jul 05, 2011 9:10 pm
Eis a resposta que recebi para minha reclamação, no site Reclame Aqui:

"Prezado Fabio,

Em primeiro lugar, gostaríamos de agradecer por ter nos comunicado o ocorrido da unidade Alameda Santos.

Gostaríamos de nos desculpar formalmente pelo ocorrido em virtude do atendimento prestado nesta data.

Seu email foi encaminhado para o gerente operacional e para o gerente da loja, para que eles possam fazer os ajustes necessários e evitar que incidentes como este se repitam.

Estamos à disposição para maiores esclarecimentos no telefone 5094-5454.

Atenciosamente,
Tatiana Lopes"

jvinicius Mensagens: 507
Qua Jul 06, 2011 7:35 am
Tipico "fala muito" e não resolve nada. Será que o email será encaminhado? Tenho minhas dúvidas, se for, terá algum impacto para os funcionários? Creio que não.

Esse é o respeito que nós consumidores temos aqui: pagar caro e não ter respeito.

¡hasta luego!

FabioCalderon Mensagens: 3832
Qua Jul 06, 2011 2:54 pm
Faço minhas as suas palavras, Vinícius!

Típica resposta-padrão de assessoria de imprensa. Basta pegar a parte de reclamações dos guias da Folha de São Paulo e do Estadão para ver que as respostas das empresas, sejam elas cinema, bar, balada ou restaurante, são sempre as mesmas. E melhorar o serviço que é bom, nada!

Abraços!

Avatar do usuário
gobbato Mensagens: 1524
Qua Jul 06, 2011 3:42 pm
Olá pessoal, eu trabalho diariamente com atendimento ao consumidor, e neste caso a minha postura seria outra:
1) Checar se realmente ocorreu o tumulto;
2) Confirmado, solicitar providências ao gerente da loja que estava no momento. Se for o caso, montar procedimento para sanar este tipo de problema quando houver.
3) Responder diretamente no e-mail do Fábio, pedir as desculpas, e convidá-lo a retornar gratuitamente com um convidado para verificar se houve mudanças no atendimento.

Bem disse o Gabriel, o maior castigo é não voltar.

Bruno Gobbato





Booking.com

Voltar para “Denuncie”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Google [Bot] e 2 visitantes


Anúncio