Ir para página 1, 2, 3  »

 Página 1 de 3 [ 21 mensagens ] 
 
 Mensagem não lidaPublicado: Qua Ago 02, 2017 2:08 pm 
 Atualizado: Dom Ago 25, 2019 8:39 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 10127
Imagem

Quase todo mundo que já foi a Buenos Aires já teve algum problema com os táxis. Eu já recebi de troco nota falsa de 5 pesos e fui cobrado em 100 pesos pelo transporte das minhas malas, algo que depois fui saber ser ilegal. E provavelmente algum motorista já deve ter feito um caminho mais longo comigo, sem eu perceber. Em julho passei uma semana na capital argentina e resolvi experimentar os dois serviços de transporte individual por aplicativo que também já chegaram naquela cidade: Uber e Cabify. Esta matéria resume minha experiência com ambos.

Leia também: 10 coisas que você precisa fazer na sua primeira vez em Buenos Aires

Categorias

Diferente do Brasil, o Uber argentino só oferece o serviço na categoria X. Já o Cabify oferece as categorias Lite e Executive. Com este último, usamos apenas a categoria Lite.

Regulamentação

O serviço prestado por ambos ainda não está regulamentado na Argentina. Quando o Uber chegou a Buenos Aires, em abril de 2016, a recepção por parte dos taxistas foi péssima, como em qualquer lugar do mundo. O presidente argentino chegou a afirmar que o serviço era ilegal e que os taxistas portenhos eram “um símbolo”.

Não tivemos nenhum problema com taxistas, porém mais de uma vez o motorista me pediu para ir no banco da frente para não parecer que eu era passageiro. Havia táxis parados por perto.

Disponibilidade

A disponibilidade de ambos é muito boa durante o dia ou mesmo à noite. Contudo, um amigo que esteve recentemente e chegou pelo Aeroporto de Ezeiza (EZE) de madrugada disse que não havia disponibilidade naquele local, naquele horário.

Aplicativo

Não é necessário instalar nenhuma versão nova desses aplicativos. Os utilizados no Brasil funcionam perfeitamente na Argentina, sem a necessidade de nenhuma mudança de configuração. Só é necessário que o cartão de crédito cadastrado seja internacional e esteja habilitado para uso no exterior, pois as cobranças serão em pesos.

Preço/Tarifa

O Cabify cobra somente pelo quilômetro rodado, independente da duração da corrida, mas o preço do quilômetro varia conforme a distância total percorrida e é mais caro nos horários de pico. Também há a cobrança de tarifa mínima, pelo tempo de espera e em caso de cancelamento após 5 minutos.

O Uber cobra pelo quilômetro rodado e pela duração da corrida. Como no Brasil, há tarifa dinâmica quando a oferta de carros é baixa. Também há preço mínimo por corrida. O cancelamento, após 5 minutos, custa 30 pesos.

Pode-se simular o preço de uma corrida nos sites dos aplicativos:

Uber: https://www.uber.com/pt-BR/cities/buenos-aires

Cabify: https://cabify.com/es/argentina/buenos-aires

Como não peguei táxi nenhuma vez, não saberia comparar os valores das corridas com o equivalente em táxis.

Pagamento

Assim como no Brasil, o Uber aceita pagamentos com cartão de crédito e em dinheiro. Já o Cabify só aceita pagamentos em cartão. Escolher o pagamento em dinheiro é uma saída para economizar no IOF. Por praticidade, optei por pagar todas as minhas corridas com cartão.

Lembre-se que o cartão cadastrado no aplicativo deve ser internacional e estar habilitado para uso no exterior.

Códigos de desconto

Assim como no Brasil, o Cabify Argentina costuma divulgar códigos de desconto. Assim, sugiro seguir a empresa nas redes sociais para ficar por dentro dos descontos. O Cabify Argentina tem perfis no Facebook, no Instagram e no Twitter.

O Uber não costuma oferecer códigos de desconto, mas oferece 100 pesos de desconto para quem se cadastrar no aplicativo e usá-lo pela primeira vez. Os códigos para esse desconto são divulgados pelo Uber e por seus usuários no Instagram e no Twitter.

Reservas

Não precisei reservar corridas, mas ambos oferecem esse serviço.

Avaliação do serviço

De maneira geral, é muito parecido com o Brasil. Assim como aqui, o Cabify presta um serviço melhor que o Uber X e oferece carros melhores.

Nos sete dias que passei na cidade, tive os seguintes problemas:

1. Na corrida do Aeroporto de Ezeiza para o hotel o aplicativo do Uber ficou louco e não entendia que a corrida havia começado. A corrida só foi iniciada quando já estávamos em frente ao hotel e o valor cobrado, que havia sido estimado em 320-441 pesos, foi só de 33 pesos. Alguns dias depois recebi um e-mail avisando da correção do valor cobrado para 333 pesos.

2. Um dos carros que o Uber me mandou cheirava a cigarro. Assim que começou a corrida o motorista me perguntou se eu me incomodaria se ele fumasse. Respondi que sim e dei a ele uma estrela.

3. Um problema recorrente era o aplicativo mostrar que havia carros próximos e estimar a chegada em 3 minutos, mas após a confirmação do pedido o carro levar 10, às vezes 15 minutos para chegar. Isso se repetiu várias vezes e chegou a ser irritante.

4. Em uma das corridas com o Cabify eu informei o endereço de onde eu me encontrava, mas o motorista foi parar o carro em uma rua transversal, a uns 100 metros de onde eu estava. Após ele me ligar, conseguimos localizá-lo, mas houve cobrança pelo tempo de espera.

5. As placas de carros na Argentina possuem letras brancas em fundo preto, o que faz com que seja um pouco difícil de distinguir os números à distância ou à noite. O aplicativo do Uber informa somente os quatro últimos caracteres das placas, já o Cabify informa a placa completa. Não chega a ser um problema, mas atrapalha.

Resumo de utilização

Número de dias na cidade: 7.
Número de corridas: 21 (15 de Uber e 6 de Cabify).
Quilômetros rodados: 161.
Duração total das corridas: 7h 27min.
Total pago: 2.381 pesos.
Corrida mais longa: 33,92km (do hotel, na Recoleta, ao aeroporto de Ezeiza).
Corrida mais curta: 1,4km (das Galerías Pacífico ao restaurante Cabaña Las Lilas, em Puerto Madero).
Corrida mais cara: 438,54 pesos (do hotel, na Recoleta, ao aeroporto de Ezeiza).
Corrida mais barata: 53,53 pesos (restaurante Bice, em Puerto Madero, ao hotel Palacio Duhau, na Recoleta).
Gasto com IOF: 151,90 pesos (cerca de R$ 27, no câmbio atual).

Leia também: 7 dúvidas que você vai ter ao usar a Uber no exterior

Conclusão

Achei que valeu muito a pena usar os aplicativos em Buenos Aires. Não usei táxis em nenhum momento, mas em algumas ocasiões teria sido mais prático pegar um táxi em um ponto próximo ou passando na rua do que esperar pelo Uber ou Cabify.

Mais alguém com experiência com Uber ou Cabify em Buenos Aires?

Imagem
ImagemImagemImagemImagemImagem

_________________
http://fdv.im/FlavioBaran



 Mensagem não lidaPublicado: Qui Ago 03, 2017 10:05 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 198
Usei o Uber em Buenos Aires no ano passado, em Novembro. Só usei o taxi na chegada, para ir do aeroporto ao hotel, pois não havia disponibilidade alguma do Uber por volta de meia noite, e em outra ocasião, que não tinha Wi-Fi para chamar o Uber. Paguei muito mais caro, e no segundo caso, ainda tive que pagar uma tarifa de rádio taxi.
Só para ter uma ideia de comparação, gastei 580 pesos do aeroporto Ezeiza ao hotel, em Palermo. Na volta, com Uber, gastei 330 pesos do mesmo hotel para Ezeiza. Diferença brutal.

Sem contar a cordialidade dos motoristas do Uber em relação aos taxistas. Só tive boas experiências na utilização do serviço por lá


 Mensagem não lidaPublicado: Qui Ago 03, 2017 11:24 am 
Mensagens: 167
Acredito que o principal diferencial do Uber e Cabify é nas corridas de e para o Aeroporto de Ezeiza


 Mensagem não lidaPublicado: Qui Ago 03, 2017 12:37 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 5729
Fui recentemente para Buenos Aires e só usei Uber (no lembrei de usar Cabify) e além da vantagem do preço, você não fica com aquela desconfiança que os taxistas podem lhe passar a perna! Ou dando voltas ou com notas falsas...
Ou seja, só vantagens!

_________________
http://fdv.im/JulianaMagalhaes


 Mensagem não lidaPublicado: Qui Ago 03, 2017 12:45 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 10127
Paguei todas as corridas no cartão. Mesmo tendo que pagar os 6,38% de IOF achei que valeu muito a pena.

_________________
http://fdv.im/FlavioBaran


 Mensagem não lidaPublicado: Qui Ago 03, 2017 1:42 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 39226
Vale muito a pena principalmente por dois motivos:
- Paga no cartão e não se preocupa com notas falsas;
- Não é enganado com trajetos mais longos.

E mesmo se for enganado, com um trajeto longo, basta reclamar que automaticamente o Uber analisa e devolve o dinheiro. Aconteceu comigo em Santiago do Chile, pois o motorista errou o caminho e demos uma volta desnecessária. O Cabify ainda é arcaico no sistema de reclamação.

_________________
Você já conferiu as últimas matérias do Falando de Viagem? Acesse: https://fdv.im/materias


 Mensagem não lidaPublicado: Qui Ago 03, 2017 2:07 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 581
Todo mundo fala que taxi na argentina é furada! A melhor opção e uber e cabify mesmo!


 Mensagem não lidaPublicado: Ter Set 26, 2017 5:52 pm 
Mensagens: 508Barão Geraldo
Semana passada usei bastante em Santiago do Chile, em todos os usos e simulações UberX estava mais barato que Cabify City (que lá é mais barato que o Lite).

Outro porém do Cabify é que não aceitou o cadastro do meu cartão americano do BBA, então se o usasse teria que pagar IOF + câmbio ruim do cartão brasileiro.


 Mensagem não lidaPublicado: Seg Nov 20, 2017 1:45 am 
Mensagens: 202
Desembarco no Aeroparque mês que vem. Ouvi falar que o sinal é bloqueado na região. Caso sim, para que ponto devo me deslocar para obter o sinal ?

Aproveito pra divulgar uns códigos que achei na internet: CABIBAR1425 e CABIDAR2568.

Também ouvi falar que o 99 táxi também funciona por lá. Alguém usou ?


 Mensagem não lidaPublicado: Seg Nov 20, 2017 6:00 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 10127
RViagem,

Nunca ouvi falar disso. Já experimentou simular uma chamada no Aeroparque, mesmo estando no Brasil, para ver se há carros disponíveis?

_________________
http://fdv.im/FlavioBaran


 
 Tópicos Relacionados      Respostas 
Onde comer em Buenos Aires: Bistro Sur, dentro do luxuoso Faena Hotel Buenos Aires

em Alimentação em Buenos Aires

Última mensagem Qua Fev 19, 2020 11:13 am GabrielDias Ver última mensagem

 

3

Onde comer em Buenos Aires: Elena, dentro do luxuoso Four Seasons Hotel Buenos Aires

em Alimentação em Buenos Aires

Última mensagem Seg Fev 17, 2020 12:24 pm JulianaMagalhaes Ver última mensagem

 

3

Uber Rewards: o que é e como funciona o programa de fidelidade da Uber e Uber Eats

em Aplicativos para celular

Última mensagem Seg Dez 23, 2019 12:33 am GabrielDias Ver última mensagem

 

4

O que fazer em Buenos Aires com chuva?

em Buenos Aires

Última mensagem Seg Jan 27, 2020 12:49 pm SilvaBR Ver última mensagem

 

6

Chip de internet da Claro em Buenos Aires

em Buenos Aires

Última mensagem Qua Fev 05, 2020 10:58 am Beatriz Ver última mensagem

 

5

 


Booking.com




Ir para:  
 

 

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante