Qual é o spread (ágio) que o Bradesco cobra nas compras internacionais com cartão de crédito

Informações sobre cartões de crédito e produtos do Bradesco.

Avatar do usuário
falandodeviagem Mensagens: 19570 Administrador
Seg Set 30, 2019 9:55 am
Imagem

O Bradesco é um banco brasileiro fundado em 10 de março de 1943 na cidade de Marília, interior de São Paulo, por Amador Aguiar. O banco tem muitos cartões de crédito, sendo que alguns deles são nacionais e outros internacionais. Clicando aqui você confere toda a extensa lista de cartões oferecidos, além do valor das suas anuidades.

Leia também: Guia de cartão de crédito | As melhores opções de cada banco

Com os cartões do Bradesco, você pode:
- Fazer compras no Brasil, em qualquer lugar que aceite a bandeira do cartão;
- Fazer compras no exterior, em qualquer lugar que aceite a bandeira do cartão.

Ao usar o cartão de crédito para compras no Brasil você não pagará nenhuma taxa. O valor do produto é sempre o valor final, mas algumas lojas dão descontos para pagamento à vista, em dinheiro. Quando o desconto é bom, vale a pena aproveitá-lo e trocar o meio de pagamento, mas se o valor é o mesmo vale a pena usar o cartão para ter um prazo maior para o pagamento e ainda acumular milhas aéreas.

O que é spread (ágio)?

Caso o seu cartão seja internacional, você poderá usá-lo no exterior, seja na Argentina, no Japão ou em qualquer lugar do mundo. Neste caso, você será taxado em:
- Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) de 6,38%;
- Taxa (ágio) do banco em cima da cotação do dólar comercial PTAX.

O spread é a diferença entre a taxa interbancária e a taxa cobrada pelas instituições financeiras.

Leia também: Qual a diferença entre câmbio comercial, turismo e paralelo?

O Bradesco cobra ágio?

Sim, cobra. Enviamos um e-mail ao banco perguntando quanto eles cobram, mas o banco preferiu não informar o valor. Entretanto, pelas consultas que fizemos, o valor varia entre 4,0% e 5,5% de spread. Alguns bancos informam de forma clara essa cobrança, em seus respectivos websites.

Na última pesquisa que realizamos, o spread foi de 4,3%. A Porto Seguro e o Santander, nessa mesma pesquisa, eram os dois mais caros, cobrando 4,9% e 6,0% respectivamente.

Até onde sabemos, no Bradesco todos os cartões cobram spread.

Tem outros cartões que não cobram spread?

Sim, tem. Os cartões da Sicoob (Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil) e Unicred não cobram spread, então a cotação utilizada é a do dólar comercial, sem nenhuma porcentagem em cima. Com isso, as compras no exterior ficam mais baratas. A Sicredi (Sistema de Crédito Cooperativo) tinha spread zero, mas passou a cobrar 1%, o que não é totalmente ruim.

O Itaú oferece os cartões Pão de Açúcar Itaucard 2.0 Mastercard Platinum e Pão de Açúcar Itaucard 2.0 Mastercard Gold, que também não cobram spread, e são ótimos cartões para acumular milhas aéreas, pois usam o real para base para conversão e não o dólar americano.

Leia também: Cartão de crédito com a melhor cotação do dólar americano para compras internacionais

O IOF é obrigatório?

Sim, é. Todas as compras realizadas com cartões de crédito ou débito precisam pagar, obrigatoriamente, o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Não há como fugir dessa taxa, infelizmente. Saque em caixas eletrônicos no exterior também incide o mesmo valor.

Leia também: Qual o valor do IOF que vou pagar ao fazer uma viagem internacional?

Qual o valor do IOF para comprar papel moeda?

O valor é de apenas 1,1%. Por isso, levar dinheiro vivo (cash) também é interessante. Você tem menos segurança e não acumula pontos com as compras, mas em compensação pode conseguir realizar uma boa economia.

Para comprar moeda estrangeira, acesse: https://cambio.falandodeviagem.com.br

Variação cambial

Além do spread, havia a variação cambial - que não existe mais. O Banco Central do Brasil, desde 1º de março de 2020, obriga que todos os bancos usem o valor que será convertido para reais com base na cotação do dólar do dia em que foi feita a transação - dia da compra. Antes, os bancos poderiam considerar a data de fechamento da fatura, fazendo depois o ajuste para mais ou para menos com o dia do pagamento da fatura. Com a instabilidade do real frente à moeda americana, esse novo método oferece mais segurança nas compras internacionais, pois você sabe exatamente quanto vai pagar.

Os emissores devem divulgar a taxa de conversão praticada no dia anterior em todos os seus canais de atendimento.

Leia também: Câmbio no cartão de crédito | Dia da compra x Dia do fechamento x Dia do pagamento

Taxa final para compras internacionais

Então, se você tem um cartão Bradesco, pagará em torno de:
- 5,5% de spread;
- 6,38% de IOF.

Total (considerando juros compostos): 12.23%. Isso significa que todas as suas compras custarão 12% mais caras.

E-books: Guia de Cartão de crédito e Cartão de crédito para Viajantes

No passado, você perdia dinheiro para os bancos. Hoje, você ganha dinheiro dos bancos usando todos os benefícios dos cartões de crédito. Milhas aéreas (para usar e/ou vender), cashback (dinheiro de volta), seguros, proteções, salas VIP, chip de internet, traslado para o aeroporto, Concierge, upgrade e convites exclusivos são alguns dos motivos para você ter um bom cartão de crédito. Dá até para ter uma renda extra vendendo milhas!

São 2 e-books pelo preço de 1 (valor promocional):
- Guia completo de cartão de crédito;
- Cartão de crédito para viajantes.

Compre o seu agora e comece a transformação na sua vida financeira: https://fdv.im/ebookcartoes

Os grupos pagos do Falando de Viagem no WhatsApp

- Cartões, Milhas e Viagens (R$ 39,90 mensal - todos os níveis de conhecimento): esse é o grupo mais completo, com a mentoria diária do Gabriel Dias. Divulgação de promoções, estratégias, oportunidades em vários setores e suporte individualizado (inclusive no privado). Faça a inscrição clicando aqui.

- Cartões de crédito PRO (R$ 10,00 mensal - nível de conhecimento avançado): discussões entre os membros de estratégias avançadas, além de divulgação de promoções e oportunidades em primeira mão. Não é um grupo onde tem a mentoria do Gabriel Dias e tampouco o bê-á-bá. Faça a inscrição clicando aqui.

- Tudo sobre as salas VIP (R$ 10,05 trimestral - todos os níveis de conhecimento): grupo para falarmos sobre as salas VIP no Brasil e no mundo. Os principais gestores de salas VIP do Brasil estão nesse grupo. Os membros podem ser convidados para conhecer os lounges e recebem descontos nos passes de acesso. Faça a inscrição clicando aqui.

- Como tirar o visto americano (R$ 99,00 - pagamento único): grupo para quem deseja tirar pela primeira vez ou renovar o visto americano. Assessoria para orientações no agendamento, preenchimento dos dados, informações e dicas para a entrevista. Faça a inscrição clicando aqui.

- Promoções Premium (R$ 10,00 mensal): grupo para quem deseja receber as melhores ofertas da internet, de todos os setores, para economizar muito no dia a dia. Faça a inscrição clicando aqui.

Conclusão

No mercado brasileiro não temos um cartão de crédito que seja unânime, oferecendo o melhor de tudo. O Bradesco tem cartões de crédito bons, mas que não estão entre os melhores do mercado, e o banco tem realizado algumas mudanças positivas, mesmo que ainda de forma muito superficial. O spread cobrado é alto e, sem dúvidas, é uma grande desvantagem dos cartões. Já as cooperativas de crédito têm a vantagem de não cobrarem spread, e serem uma boa opção para usar no exterior, mas não há regras claras para isenções ou descontos, variando de cooperativa para cooperativa, além de benefícios também limitados na maioria dos cartões.

Ao realizar qualquer viagem ao exterior vale sempre misturar os meios de pagamento, levando a moeda local (ou dólares americanos e euros), além de cartões de crédito. Se você tem um cartão que não cobra spread, já terá uma economia que pode chegar aos 6%, o que é válido. O ideal, é sempre ter mais de um cartão de crédito na carteira, para ter o melhor de cada um deles, mas sempre tomando cuidado para não pagar anuidade à toa.

Boa viagem!

E você, tem um cartão de crédito do Bradesco? Já fez as contas de quanto está pagando de spread? Conte para nós a sua experiência!
Imagem
ImagemImagemImagemImagemImagem
Conheça os grupos pagos do Falando de Viagem no WhatsApp: https://fdv.im/grupospagos
Avatar do usuário
GabrielDias Mensagens: 41643
Seg Set 30, 2019 4:50 pm
Quando o banco não quer divulgar oficialmente a informação a gente já sabe o motivo: o valor cobrado é alto. Acho que deveria ser obrigatória a informação de forma clara para todos os cartões.
Conheça os grupos pagos do Falando de Viagem no WhatsApp: https://fdv.im/grupospagos
Avatar do usuário
LMBJR Mensagens: 11168
Seg Set 30, 2019 4:53 pm
Obrigatório é, afinal o Código de Defesa do Consumidor obriga que preços e custos sejam sempre apresentados ao consumidor de forma clara. Só não é cumprido.
JPSAL Mensagens: 768
Seg Set 30, 2019 9:37 pm
Dia23/09 o Bradesco me cobrou R$ 4,37 por dólar no meu Infinite (sim, quando. Uber a fatura vai estar diferente etc. mas serve de referência) - R$ 0,20 a mais, perto dos 5%.
Ajudante Mensagens: 18069
Sex Abr 03, 2020 10:20 am
Cartão de crédito com a melhor cotação do dólar americano para compras internacionais https://www.falandodeviagem.com.br/viewtopic.php?f=4&t=18743" onclick="window.open(this.href);return false;
Conheça os grupos pagos do Falando de Viagem no WhatsApp: https://fdv.im/grupospagos



Booking.com

Voltar para “Bradesco”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 3 visitantes


Anúncio