O futuro do cartão de crédito Credicard Mastercard Black

Informações sobre cartões de crédito e produtos do Credicard.

ljnobre Mensagens: 73
Sex Nov 13, 2020 2:06 pm
O status tem seu preço. Ou o cliente rende o suficiente pra empresa conceder uma isenção, ou simplesmente aceita pagar a anuidade. Quando se solicita um cartão alta renda a pessoa sabe muito bem onde tá se metendo, esses que reclamam acabam piorando q situação do coletivo que usufrui corretamente dos cartões.
emmanuelkalispera Mensagens: 2377
Sex Nov 13, 2020 2:50 pm
Tem esse lado, mas pelo outro o banco cobrar mais de mil reais de anuidade e oferecer muito pouco também parece contribuir com essa confusão.

Nos EUA, me parece que o choro na anuidade não é comum, convertendo há valores estratosféricos para nós, mas me parece que são mais proporcionais aos benefícios que se recebe, inclusive o welcome bônus.

Aqui a maioria dos cartões teria que pagar para a gente usar, porque quase nenhum têm benefícios interessantes.
francisdavis08 Mensagens: 90
Dom Nov 15, 2020 9:22 am
Santander fechou com Visa e agora Itaú. Tô esperando a Master reagir .. mas só toma pé na bunda agora.
Deutriex Mensagens: 84
Dom Nov 22, 2020 12:35 pm
TR;DL

A descontinuação do produto parece ser um esforço do Itaú em empregar o conceito de suitability na concepção de produtos mais a sério, ou seja, tornar os produtos de alta renda para o público de alta renda, como deveria ser:

Só neste ano tivemos o aumento os requisitos para ser enquadrado como cliente Personnalité: De R$ 10 mil para R$ 15 mil e/ou investimentos de R$ 150 mil para R$ 250 mil (Os requisitos de renda era o mesmo desde julho de 2011, quando R$ 7 mil bastavam para ser Personnalité)
Cartões Uniclass Black e Infinite tiveram PA mínimo necessário para emissão de R$ 10 mil para R$ 15 mil cada

Sinceramente fiquei surpreso quando aprovaram este cartão para mim em Setembro de 2018 declarando renda de um pouco mais de R$ 5 mil na proposta (Não pediram comprovante de renda) após três meses de tentativas. Definitivamente um perfil não compatível com a proposta do produto.

O produto em si parece ter sido designado para jovens que desejam ostentar um cartão Black na carteira, que é sinônimo de status por ser atribuído ao público de alta renda, a elite Brasileira (Inclusive nos EUA o Mastercard Black é chamado de World Elite ou literalmente "Elite Mundial"), pois este está longe de ser o melhor cartão Black do mercado: O produto não tem visitas grátis às salas VIP, o que torna pouco atrativo para o público alta renda de verdade, que tem condições de conseguir cartões Black e Infinite com visitas grátis.

Quando soube que até mesmo Estagiários estavam conseguindo o cartão, fiquei surpreso. Mas as coisas só iriam a piorar ao passar do tempo: Relatos de salas VIPs lotadas após o lançamento do Credicard Black e por experiência própria, me empolguei demais com o produto a ponto de gastar 4x o valor da minha renda líquida em uma fatura e para colocar mais fogo na lenha liberaram limite emergencial e chegava a passar 2,5x o valor do limite do cartão quando a função funcionava.

Mas uma hora a conta iria chegar: Desde o início deste ano, a função de limite emergencial parou de funcionar e os gastos no cartões resultaram em empréstimos consignado e pessoal que consomem cerca de 60% da renda por três anos e no auge da crise quase perdi o emprego e a tranquilidade na família, noites sem dormir e até mesmo foi apelado o lado espiritual da coisa para ir nos cultos de determinadas igrejas para pedir orientação de como superar a fase. Tive que vender boa parte dos meus bens para poder evitar o pior e não ficar inadimplente e ter bens de família mais valiosos confiscados por um oficial de justiça em uma possível execução judicial de cobrança de dívida. Até mesmo o PROCON foi acionado no programa PAS (Programa de Apoio ao Superendividado), mas a intervenção do órgão terminou sem acordo pois os bancos entendiam que ainda tinha como pagar as dívidas e um em particular se recusou a parcelar a dívida pelo programa por ver vínculos empregatícios com o mesmo, que coincidentemente é do grupo de empresas que administra o Credicard Black, mesmo caminhando para as profundezas do limite do cheque especial.

Como diz Tio Ben "Com grandes poderes vem grandes responsabilidades", mas poderia ser pior. Poderia ter 90% da renda comprometida e manter meus pertences e tentei abrir conta no C6 Bank para obter o cartão C6 Carbon Mastercard Black, mas sem sucesso, em um tempo onde o banco estava emitindo cartões Black para quem conseguisse ser aprovado na análise de crédito do banco, agora não é bem assim. Já tentei até mudar a conta Uniclass para tentar o cartão Infinite de lá, convertendo o também descontinuado Itaucard 2.0 Visa Platinum, mas o banco até agora não muda o segmento da conta por nada neste mundo. Se um produto deste nível causou este estrago todo, imagina três.

Que este post sirva de exemplo para os designers de produto de cartão de crédito de grandes bancos às fintechs em levar o conceito de suitability a sério.

Edit.: Ainda mantenho o cartão na minha carteira pelo menos até mudar de emprego ou o Itaú cancelar ou migrar unilateralmente o produto para um outro, enquanto estiver com ele, vou usá-lo com mais responsabilidade do que no ano quando o Coronavirus foi descoberto.

Sobre os bônus, o cartão ainda participa das promoções bonificadas, pois eu tenho o cartão Itaucard 2.0 Visa Platinum, que não existe mais e pontua no iupp e as transferências do iupp independentemente de qual cartão se originou estão pontuando, esta coisa de não pontuar é coisa do banco do Capeta.

Sobre o mais provável que vai acontecer é que os cartões não vão receber mais novidades, como por exemplo, o cartão Itaucard 2.0 Visa Platinum que não tem tecnologia contactless, mas o substituito o Click tem e provavelmente este recurso de limite investido que aparece no Credicard On não vai vir para os cartões Credicard antigos salvo comunicado oficial.
Lincolns Mensagens: 1475
Dom Nov 22, 2020 5:13 pm
@Deutriex, o seu relato é igual a de muitos e verdadeiro. Banco ilude cliente com segmentos e cartões com nomes pomposos para ganhar em cima da - perdão da palavra - ganancia e status. Já passei por isso anos atrás, por isso que não ligo para segmentos.
A minha mudança para cartões acima do platinum foi para apenas melhorar a pontuação.
rodriguerj Mensagens: 562
Dom Dez 20, 2020 12:46 am
Deutriex Belo relato mano

Verdade, mas os bancos são espertos , sabem que brasileiros gostam mais de status do que em outro lugar do mundo, vejo um grande exemplo aqui no RJ, onde tem maioria carros 4x4 (em lugares de ricos claro rs) mas nao sabem nem oq é pegar terra rs, só para mostrar seus utilitários e coisas do tipo...

Bem cartão foi aceito até sem enviar comprovante de renda, oq é surreal, mas o itaucard/credicard tem uma politica de dar tudo fácil mas juros altissimos , meu amigo esta negativado e mesmo assim recebeu um itaucard e so aumenta o limite a cada 6 meses ....

E isso nao vai mudar, só não entendi porque param com o black e deixaram apenas UMA opção, isso que eu achei estranho, tipo onde eles tiveram várias opção e do nada UMA...

Bem, eh vamos ve o que vai dar rs
Deutriex Mensagens: 84
Ter Dez 22, 2020 4:10 pm
O problema da ostentação não é exclusivo no Brasil, lá nos EUA tem todo um mercado que explora os consumidores millenials que gostam de ostentar cartões.

Havia uma empresa chamada Magnises que tinha um cartão Black feito de metal que foi inventado por um jovem americano que não tinha condições de adquirir o Amex Centurion Card e tinha uma anuidade de apenas $250 (O Centurion Card tem anuidade de incríveis $5 mil ou mais de 25 mil reais!), a mesma cobrada pelo Amex Gold Card americano, cartão focado em consumo em restaurantes e supermercados, a empresa foi para a bancarrota após o fiasco do Fyre Festival (Assistam ao documentário na Netflix) e o dono foi processado pela Securities and Exchanges Commission, a CVM americana.

Atualmente tem uma empresa americana cujo negócio é dedicado a explorar esse público e eles inclusive emitem até cartões de metal de ouro de 24K, minha mãe jurou que se fizesse um cartão desse iria declarar insanidade e me internaria em um hospício.



Booking.com

Voltar para “Credicard”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante


Anúncio