Dicas de viagem

Todos os horários são GMT - 3 horas [ DST ]




 Página 1 de 1 [ 7 mensagens ] 
 
 Mensagem não lidaPublicado: Ter Mai 08, 2018 11:24 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 19129
Administrador
Imagem

Quem acha que as melhores viagens são apenas aquelas de avião está enganado. É possível realizar viagens incríveis de carro, principalmente para locais próximos à sua cidade, seja em um simples final de semana ou em um feriado prolongado. Quando você viaja de carro, precisa ter alguns cuidados extras com o seu automóvel, evitando qualquer problema na estrada. Para lhe ajudar, conversamos com os especialistas da Honda, pois seus carros são excelentes e têm fama de não darem problema. Como somos especialistas em viagem, preferimos falar com os especialistas de automóveis, trazendo assim informações de altíssima qualidade.

Leia também: Honda HR-V Touring

Iluminação

Todas as lâmpadas do carro estão funcionando? Cheque o funcionamento de faróis baixo e alto, luz de posição (lanterna), faróis de neblina, caso o carro seja equipado, bem como setas, luzes de freio e pisca-alerta. Caso alguma lâmpada esteja queimada, substitua-a por outra com a mesma especificação da original.

Pneus

Além de verificar a calibragem do pneu, sempre observando as recomendações expressas no manual do proprietário, quanto a pressão adotada com o carro carregado ou sem carga, é necessário verificar também o estado geral dos pneus: uma marca no meio dos sulcos, chamada de TWI, indica o limite máximo de desgaste da banda de rodagem. Caso o pneu já tenha atingido, ou esteja próximo desta marca, o correto é substituir os pneus por novos.

Verifique também se há desgaste irregular do pneu, que pode indicar problemas em componentes da suspensão, ou falta de alinhamento. Confira também o balanceamento dos conjuntos de roda e pneu. Calibre o estepe também, considerando a recomendação para carga máxima.

Óleo

Não existe meio visual ou tátil para identificar a viscosidade ou a durabilidade do óleo. Por conta disso, siga rigorosamente o plano de revisão do veículo e utilize o óleo recomendado pelo fabricante para a troca, respeitando os prazos adotados para cada modelo.

Caso a viagem seja longa, antecipe a troca de óleo do veículo, para garantir óleo dentro do prazo de troca. A única verificação recomendada é a checagem do nível do óleo. Caso haja variação do nível de óleo considerável dentro do período de troca, deve-se levar o carro para um concessionário para procurar por vazamentos ou consumo de óleo irregular. Verifique se há presença de fumaça saindo pelo escapamento, que indica problemas no motor que causam consumo de óleo e que requerem manutenção imediata.

Itens de segurança

Macaco, chave de roda, triângulo de emergência, estado e calibragem do estepe. Faça uma checagem da presença e do estado geral destes equipamentos antes da viagem. Acrescente fusíveis e lâmpadas adicionais no kit, que podem ser úteis no caso de emergências.

Freios

Pedal esponjoso (com a sensação de pisar em uma esponja ou bola furada), pedal vibrando em frenagens leves, desvios de direção no momento da frenagem ou ruídos, podem indicar problemas nos freios. A frenagem do veículo deve ocorrer de forma segura e sem sustos. Caso o carro apresente alguma destas características, o concessionário deve ser consultado, para a verificação do estado geral de discos e pastilhas, bem como do estado geral do sistema.

Um ponto importante dos veículos equipados com freios ABS: a atuação do sistema em uma frenagem de emergência causa vibração no pedal do freio, justamente pelo fato do sistema estar evitando o travamento das rodas, aplicando e aliviando pressão repetidamente. Isso não é um defeito.

Suspensão

Direção instável, ruídos, barulhos metálicos, trepidação, ou balanço excessivo da carroceria (sensação de estar em um barco) podem indicar problemas no conjunto de suspensão. Por ser um sistema que trabalha integrado – buchas de suspensão dependem do bom estado de amortecedores, que, por sua vez, dependem de pivôs íntegros –, um defeito em um componente pode comprometer a durabilidade e o funcionamento dos demais componentes, acelerando o desgaste total do conjunto e aumentando o risco de acidentes. Por isso é importante a verificação e a correção de problemas no primeiro sinal de anormalidades.

Presença de vibração no volante

Diversos são os motivos que causam vibração no volante. E essa vibração pode se acentuar no uso em estradas. Vamos à três principais causas:
- Vibração variando conforme a velocidade: balanceamento incorreto, deformações nas rodas ou pneus
- Vibração na aceleração, que para com velocidade constante ou em frenagens: problemas de folgas ou desgaste excessivo no conjunto de transmissão de tração da transmissão para as rodas (semieixos e trizeta).
- Vibração em frenagem: deformação nos discos de freios, empenamento do cubo de roda.

Em todos os casos, o concessionário deve ser consultado, para a solução do problema.

Filtros

Verifique o estado geral dos filtros do carro: filtro de ar do motor, que caso esteja muito carregado, interfere no desempenho do veículo, e o filtro de ar da cabine, que interfere no funcionamento do ar condicionado e na qualidade do ar interno.

Escapamento

Vazamentos no sistema de escapamento são danosos não só para o veículo, como para o meio ambiente e para o condutor. Além do desconforto acústico – causado pelo ruído dos gases do motor que não passaram pelos abafadores – há também, dependendo do caso, a passagem de ar não tratado pelos catalisadores para o meio ambiente, aumentando as emissões de poluentes.

Além disso, o vazamento de gases pelo escapamento pode causar alterações nos sensores de oxigênio instalados na peça, causando aumento de consumo e funcionamento irregular do motor.

Outro ponto de atenção é que, caso o CO2 gerado pelo escapamento entre na cabine, ele pode causar sonolência no condutor, aumentando substancialmente o risco de acidentes, além de ser danoso à saúde.

Bagagem

Acomodar bagagens no veículo requer atenção para evitar acidentes. Respeite a carga máxima indicada para o veículo, acomodando objetos mais pesados na parte mais funda do porta-malas, para equilibrar o peso. Evite colocar objetos acima da linha do porta-malas, para não prejudicar a visibilidade do retrovisor e evitar acidentes no caso de uma frenagem. Caso opte por utilizar caixas de bagagem no teto, atente-se ao limite máximo de carga e utilize suportes originais, para não danificar o veículo

Atenção também na condução: com o carro mais pesado, o comportamento dinâmico do veículo se altera sensivelmente, com maior distância nas frenagens e respostas mais lentas de aceleração, além da mudança da distribuição de peso no carro. Antecipe movimentos e mantenha uma distância segura do carro à frente, respeitando sempre os limites de velocidade da via.

Limpeza do veículo

Vidros limpos evitam reflexos indesejados tanto em chuvas como em condições de iluminação difusas – como o lusco fusco, a luz de começo de dia e fim de tarde, que camufla pedestres e motocicletas na paisagem, aumentando os riscos de atropelamento.

Os vidros limpos também garantem o correto funcionamento dos limpadores de para-brisa – que devem estar em bom estado, sem gerar ruídos ou faixas no vidro em sua operação.

Faróis e lanternas limpas garantem a visibilidade correta e o correto funcionamento dos faróis, evitando ofuscamentos no sentido contrário. Caso tenha usado o carro em condições de fora de estrada, limpe os faróis e lanternas assim que possível.

Uso das luzes na estrada

Use sempre o farol baixo na estrada, opcionalmente acompanhado dos faróis de neblina (instalados na parte inferior da dianteira, que ampliam a visibilidade das laterais da pista, ou em condições de neblina.

As luzes de posição, também conhecidas como lanternas, que são normalmente o primeiro estágio na chave de iluminação do carro, só devem ser usadas para indicar a posição do carro parado e não devem ser adotadas como iluminação. Usá-las, em detrimento do farol baixo, é passível de multa, além de prejudicar a visibilidade do carro.

Farol alto e faróis de milha (de longo alcance, normalmente instalados em partes superiores do para-choque ou teto) só devem ser usados em condições de iluminação deficiente e sem veículos à frente, ou no sentido contrário.

Lanterna de neblina: item pouco conhecido dos brasileiros, trata-se de uma iluminação traseira adicional e de forte intensidade adotada em alguns veículos, acionada junto do botão do farol de neblina, que aumenta a visibilidade do veículo em condições de neblina ou chuva intensa. Fora destas condições, seu uso é prejudicial, pois a intensidade da luz pode ofuscar o motorista que vem atrás, bem como prejudicar a indicação de frenagem, já que a intensidade da luz de neblina é a mesma das luzes de freio.

Boa viagem!

E você, costuma viajar de carro? Verifica sempre as condições do carro? Conte para nós a sua experiência!

Imagem
ImagemImagemImagemImagemImagem

_________________
Compre seu chip de internet 4G para viagens internacionais (cupom de desconto SUPER): https://chip.falandodeviagem.com.br



 Mensagem não lidaPublicado: Ter Mai 08, 2018 1:53 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 11614
A dica mais importante para quem vai viajar é nunca, jamais em tempo algum faça a revisão do seu veículo na semana em que vai viajar.. a revisão deve ser feita uns 10/20 dias antes...
Isto porque nos últimos 30 anos, os veículos estão com um receptáculo de motor/caixa de câmbio apertado e, cada vez mais, se incorporam sensores/fios nos veículos...
É cada vez mais difícil para os mecânicos/eletricistas trabalharem no veículo... muitas vezes eles vão substituir um simples filtro e, sem querer, acabam desconectando ou deixando frouxo um sensor, um cabo eletro/eletrônico...
Outro aspecto é que mesmo em concessionárias autorizadas, é cada vez pior o nível técnico do pessoal especializado.... ninguém mais quer ser mecânico/eletricista de carros... pessoal quer fazer Pronatec e ser Técnico/Tecnólogo Mecânico...
É notório que o Brasil sofreu nos últimos anos um apagão de mão de obra especializada..
E a probabilidade de um mecânico desses fazer um serviço mal feito no seu carro é bem crível...
Já imaginou vc descobrir que o serviço foi mal feito no meio da viagem ???
Então, faça a revisão com bastante antecedência.... porque qq problema, vc detecta na cidade, onde vc tem serviço de reboque grátis da seguradora (meu plano de SOS só sobre até 400km de reboque da minha residência).. e tb, vc pode enviar o carro para oficina, pegar o taxi do serviço SOS da seguradora e depois usar Uber até seu carro ser consertado..
Na estrada, com mala e família, não dá pra fazer isso... e isso acaba com as férias da pessoa.....


 Mensagem não lidaPublicado: Ter Mai 08, 2018 4:04 pm 
Mensagens: 843
Eu amo fazer roadtips. Mas pegas estrada pode ser extremamente perigoso se não houver certos cuidados e atenção.

_________________
http://fdv.im/ManuCaldas


 Mensagem não lidaPublicado: Ter Mai 08, 2018 6:27 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 10127
Eu adoro fazer road trips, mas não no Brasil.

Sempre faço as revisões periódicas no meu carro, então quando pego a estrada só preciso calibrar os pneus.

_________________
http://fdv.im/FlavioBaran


 Mensagem não lidaPublicado: Ter Mai 08, 2018 8:02 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 3538
Estou no mesmo barco do Baran. Só viajo de carro no Brasil se for para um lugar próximo e não tiver voos para lá.

_________________
http://fdv.im/HugoMarcio


 Mensagem não lidaPublicado: Qua Mai 09, 2018 9:26 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 11614
Eu adoro dirigir na Dutra...só vou a SP de avião se for a trabalho...
Tenho lembranças maravilhosas da infância de passear pela Dutra, quando meu avô materno resolvia dirigir um dos caminhões da empresa dele até Resende.. ele tinha um FNM imenso... e parava a todo momento para comermos na estrada..Nasci em Guaratinguetá, quando meu pai servia na Escola de Especialistas da Aeronáutica..e sempre entro na cidade, na volta de SP, para comprar doces cristalizados.....desde criança é feito no mesmo local...melhores doces cristalizados do planeta....quando casei, dias antes do casamento troquei de emprego.. no emprego novo, só tive 3 dias para lua de mel... aí, fomos para Penedo....a Dutra tem uma pavimentação razoável.... só o trânsito é que fica complicado quando chegamos perto de SBC...
O trecho Rio de Janeiro, é cheio de curvas.. já o trecho São Paulo, são aquelas retas imensas...


 Mensagem não lidaPublicado: Seg Jun 11, 2018 8:57 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 38542
Para viajar de carro no Brasil é preciso ter cuidados extras, realmente. Segurança nunca é demais e uma checagem é sempre necessária antes de seguir viagem, para evitar transtornos. Quem planeja, viaja melhor!

_________________
https://fdv.im/GabrielDias


 
 Tópicos Relacionados      Respostas 
Onde estacionar o carro no Porto de Miami | Informações, preços e dicas

em Transporte em Miami

Última mensagem Dom Nov 17, 2019 10:00 am julison3450015774 Ver última mensagem

 

6

Tiradentes: 10 dicas para a sua viagem

em Tiradentes

Última mensagem Dom Jan 19, 2020 11:17 pm JulianaMagalhaes Ver última mensagem

 

3

Alter do Chão: 15 dicas para a sua viagem

em Alter do Chão

Última mensagem Qui Dez 19, 2019 1:53 pm SaraMeirinho Ver última mensagem

 

3

Guia de Toronto | Dicas e roteiro de viagem de 2 dias

em Toronto

Última mensagem Sex Mar 08, 2019 11:40 am JulianaMagalhaes Ver última mensagem

 

2

Guia de Toronto | Dicas e roteiro de viagem de 3 dias

em Toronto

Última mensagem Ter Jun 25, 2019 11:00 am Beatriz Ver última mensagem

 

3

 


Booking.com


Dicas de viagem

Todos os horários são GMT - 3 horas [ DST ]



Ir para:  
 

 

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 19 visitantes