Falando +D

Todos os horários são GMT - 3 horas [ DST ]


Ir para página 1, 2, 3  »

 Página 1 de 3 [ 26 mensagens ] 
 
 Título: E se eu ficar?
Mensagem não lidaEnviado: Dom Fev 22, 2015 10:59 pm 
Mensagens: 1890
E se eu ficar?

Quando viajamos em férias, seja atrás de novas experiências ou simplesmente para descansar, deixamos muitas coisas para trás. Alguns deixam mais do que animais de estimação, faturas da NET com o porteiro e atividades profissionais. Muitos deixam entes queridos doentes, seja em casa sob os cuidados de familiares ou profissionais de saúde ou em hospitais. Isso aconteceu comigo diversas vezes. Só que em 2014 uma pessoa morreu. Uma não. A pessoa. A pessoa mais importante da minha vida até minha filha nascer: minha avó materna.

Deixar uma pessoa nessas condições é uma decisão muito pessoal. E quando a doença é terminal e esperamos apenas a hora que o imponderável vai acontecer? Eu decidi viajar como fiz muitas vezes naquele ano. Antes de viajar com minha mulher e filha deixei o restante dos familiares cientes de que poderiam entrar em contato comigo caso a vovó, que já estava traqueostomizada e esperando a hora dela, morresse na minha ausência. E daquela vez aconteceu.

Estava na cidade de Cincinnatti, no estado do Ohio, mais especificamente na praça de alimentação do Premium Outlets. Recebi a notícia em um Wi-Fi free por WhatsApp. A tecnologia às vezes nos pega com as calças arriadas.

Estava em um momento feliz em família e lembrei de Chico Xavier, que dizem, previu sua própria morte em um momento em que a nação estaria feliz e nem sentiriam sua partida. Partiu quando o Brasil foi campeão do mundo. Quando recebi a notícia pensei: e seu eu ficar? O que poderia fazer diferente se desse um jeito de retornar ao Brasil? Pesei a situação em meio à crise que já sabia de antemão que poderia pairar sobre a minha cabeça.

Carro alugado no Michigan para entregar em Atlanta. Nem imagino como faria para resolver isso. Passagem de volta emitida com Smiles em classe executiva com o assento infant (no colo da mãe) já emitido e pago. Passeios e hotéis no Tennesse e em Atlanta idem.

Em resumo: fiquei. Ela foi tão boa para mim que me poupou de segurar o caixão dela. Estava em Nashville na missa de sétimo dia. Voltei em paz. Realmente uma decisão muito pessoal. Na minha concepção, o ciclo da vida seguiu seu rumo. Não existe uma troca, mas uma velha senhora de 88 anos se foi e um bebezinho chegou. Vovó fez as viagens dela. Eu faço as minhas. E que possamos aproveitar os momentos que temos neste planeta da melhor forma.

E você, já passou por situação semelhante? Retornou às pressas?


 Título: Re: E se eu ficar?
Mensagem não lidaEnviado: Seg Fev 23, 2015 12:48 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 8787Rio de Janeiro- RJ
Cara, eu entendo perfeitamente o que voce passou pois a pessoa mais importante da minha vida tambem foi minha avo materna.

Mas entendo que em situacao analoga, eu tambem nao voltaria pois, alem de nao poder fazer nada, tenho certeza que ela, mais que tudo, desejaria que eu seguisse minha vida e tentasse ser feliz com minha familia.

_________________
http://fdv.im/FabioMacedo


 Título: Re: E se eu ficar?
Mensagem não lidaEnviado: Seg Fev 23, 2015 9:03 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 32102
É realmente uma situação complicada. Nunca passei por isso e não sei o que faria.

_________________
http://fdv.im/GabrielDias


 Título: Re: E se eu ficar?
Mensagem não lidaEnviado: Seg Fev 23, 2015 9:19 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 1015
Vamos a Paris em maio eu e minha esposa e mês passado o médico disse que o avô da minhacesposa está com câncer em estado terminal ele tem 84 anos e o médico deu de 3 a 4 meses de vida, espero que o pior não aconteça durante a viagem mas se acontecer ela pediu que os familiares não avisem ela durante a viagem


 Título: Re: E se eu ficar?
Mensagem não lidaEnviado: Seg Fev 23, 2015 10:14 am 
Mensagens: 1890
Quando sabe que vai acontecer eu acho mais fácil. Consegui me divertir na medida do possível.


 Título: Re: E se eu ficar?
Mensagem não lidaEnviado: Seg Fev 23, 2015 10:32 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 132MG
Situação bem complicada..
Minha avó materna também não esta 100%..
Após cirurgias cardíacas e também por ela não se cuidar,
qualquer hora pode ser hora.

Como viajo agora no sábado, estava pensando nisso esses dias..
SE acontecesse algo, não sei como faria. Seria alto bem tenso!


 Título: Re: E se eu ficar?
Mensagem não lidaEnviado: Seg Fev 23, 2015 10:36 am 
Mensagens: 579
estava com a passagem de volta marcada para 2 semanas após a data de falecimento de um tio meu, que já tinha passado por um tratamento de cancer.

sem condições financeiras para antecipar o retorno fiquei em pvh até a data marcada. não pude confortar meus primos e parentes, mas eles estavam juntos...eu, por outro lado, passei aquele dia sozinho, o que foi muito triste. de todo modo, estava em paz porque tudo o que eu pude fazer por ele eu fiz.

não posso dizer como reagiria em outra situação, do tipo acidente grave, algo inesperado.....mas imagino que sempre farei o possível para retornar.

abs.


 Título: Re: E se eu ficar?
Mensagem não lidaEnviado: Seg Fev 23, 2015 10:48 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 4390
Cada situação é uma situação e não existe regra e muito menos certo ou errado! Cada um reage de um jeito e tem uma necessidade ao passar por uma situação dessa!

dpalma acho que você fez bem! Te entendo perfeitamente.
Graças a Deus ainda não passei por isso!

_________________
http://fdv.im/JulianaMagalhaes


 Título: Re: E se eu ficar?
Mensagem não lidaEnviado: Seg Fev 23, 2015 11:10 am 
Mensagens: 366
Realmente depende muito da situação... Nesse caso você estava "preparado" (nunca estamos preparados pra morte. Mas o fato é que dependendo de quem, do seu papel numa situação dessas, eu sou o filho mais velho e minha mãe já é viúva. Então quando meu avô morreu, eu tinha que dar o suporte pra ela... Muitas vezes temos que estar presentes não pela pessoa que morreu, mas sim pra dar o apoio àqueles que estão passando por um momento difícil.


 Título: Re: E se eu ficar?
Mensagem não lidaEnviado: Seg Fev 23, 2015 11:19 am 
Mensagens: 1890
O grande lance é o sentimento de culpa e a possibilidade ($$$) de cada um. Eu tinha zero culpa e zero possibilidade. Tínhamos visitas na nossa viagem (levei minha sogra junto) e tudo seria ainda mais complicado.

Analisando friamente, aconteceu em 2007 o falecimento de um primo de 30 anos com aneurisma cerebral. Eu estava em Penedo, pertinho de casa. Essa foi simples de resolver, mas estando em outro hemisfério é muito mais complicado.

Ainda tem o caso dos animais de estimação...


Falando +D

Todos os horários são GMT - 3 horas [ DST ]



Ir para:  
 

 

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante