Falando +D

Todos os horários são GMT - 3 horas




 Página 1 de 1 [ 4 mensagens ] 
 
 Mensagem não lidaPublicado: Dom Abr 19, 2020 12:27 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 18797
Administrador
Imagem
Passageiro sendo testado em Dubai antes de embarcar com a Emirates Airline.

Cada país define as suas exigências para receber viajantes internacionais. Na maioria das vezes, o passaporte é exigido - na América do Sul os brasileiros também podem viajar com o RG para alguns países. Muitos países também exigem o visto, que às vezes precisa ser solicitado antecipadamente, como é o caso dos EUA, e outras vezes é concedido no aeroporto.

Outra exigência muito comum é o Certificado Internacional de Vacinação contra a Febre Amarela. Muitos países exigem e, caso você não apresente, não conseguirá sequer realizar o check-in no Brasil. A companhia aérea já irá negar o seu embarque. Acredite: isso acontece muito!

Leia também: Pesquisa revela as expectativas dos brasileiros para viagens após a pandemia do coronavírus

Com a pandemia causada pelo novo coronavírus (COVID-19), poderemos ter uma exigência extra nas viagens, afinal, enquanto não houver uma vacina o vírus continuará sendo uma dor de cabeça para todos os países do mundo. Vale lembrar que foi através das viagens de avião que o coronavírus se propagou com uma velocidade impressionante e jamais vista.

O que pode acontecer?

A criação de um Certificado Internacional de Vacinação contra a COVID-19 só faz sentido quando houver uma vacina. Neste momento, é impossível emitir o certificado, afinal, você pode não estar contaminado hoje, mas pode se contaminar amanhã. Apenas a vacina comprovará que você não tem e não poderá contrair o novo coronavírus.

Até que haja uma vacina, a única maneira de ter certeza é realizando um teste, e existe a opção de teste rápido. Essa pode ser uma exigência tanto para entrar no avião, quanto para entrar em um país. O maior medo dos países é reabrir as fronteiras e receber viajantes infectados, que poderão transmitir o vírus para muitas pessoas.

Um estudo publicado nos EUA indica que uma única pessoa infectada pode transmitir o vírus a 5,6 pessoas e, sem quarentena, o número de casos pode dobrar entre 2,3 e 3,3 dias. Ou seja: realmente há motivo para preocupação dos governos.

Leia também: Devo usar máscara de proteção dentro do avião?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que todos sejam testados, mas o número de testes ainda é insuficiente devido à grande demanda no mundo inteiro. Apesar de não haver recomendação da OMS, várias cidades estão recomendando o uso de máscaras caseiras por toda a população, como uma proteção extra. As máscaras profissionais e descartáveis devem ser usadas pelos profissionais de saúde.

É viável testar os viajantes nos aeroportos?

O teste rápido permite saber o resultado em aproximadamente 10 minutos. A Emirates Airline começou a fazer testes no Aeroporto de Dubai (DXB), como divulgamos aqui. É bem provável que muitos países passarão a exigir o teste antes do embarque. O teste na chegada não é o indicado, afinal, a pessoa contaminada passará várias horas dentro do avião e poderá transmitir o vírus para outros passageiros.

O Aeroporto de Florianópolis (FLN) é o primeiro do Brasil a realizar testes de coronavírus em passageiros. A iniciativa é da Prefeitura de Florianópolis em parceria com a Floripa Airport, concessionária do aeroporto, e tem como foco testar os passageiros sintomáticos, que desembarcam no aeroporto. Desde 21 de março, todas as pessoas que chegam ao aeroporto passam por uma barreira sanitária, com aferição de temperatura e preenchimento de questionário sobre seu estado de saúde. Aqueles que apresentam sintomas para COVID-19 são atendidos, avaliados e orientados a manter isolamento.

Leia também: Vai ter férias em julho de 2020?

Os testes foram adquiridos pela Prefeitura de Florianópolis e serão feitos pela equipe da Vigilância Municipal de Saúde. A Floripa Airport irá fornecer toda a infraestrutura para os testes: ambulatório para atendimento e coleta de exame; frigobar para armazenagem dos testes e das coletas; e a cada testagem, a equipe de limpeza do aeroporto faz a desinfecção de todo o espaço utilizado.

O teste rápido do coronavírus é seguro?

O teste rápido usa o sangue para procurar por anticorpos produzidos pelo organismo após o contato com o vírus. Ele detecta a presença de dois tipos de anticorpos: o IgM e o IgG. O primeiro é considerado um marcador para a fase aguda da doença e começa a ser produzido entre 5 e 7 dias após a infecção. Já o segundo é um anticorpo mais específico que permanece circulando mesmo após o fim da fase aguda, o que pode indicar que a pessoa está protegida - não há certeza ainda entre os pesquisadores.

Os testes não são 100% confiáveis e, como existem várias empresas que criam os testes, a porcentagem de eficácia pode variar. Ou seja: mesmo se um viajante testar negativo, não é possível ter 100% de certeza que ele não está contaminado com o coronavírus.

Vale sempre lembrar que a maioria das pessoas são assintomáticas, ou seja, não desenvolvem a doença e vivem normalmente, às vezes sem sintoma nenhum. Outras pessoas podem ter sintomas tão leves que pode ser confundido com uma gripe ou resfriado. O governo chinês estima que 30% dos portadores do país não apresentam sintomas.

A literatura sobre o assunto também apresenta outros dados. "Estima-se que entre 5% e 80% das pessoas com teste positivo para o Sars-CoV-2 possam ser assintomáticas", comenta Tânia Vergara, infectologista presidente da Sociedade de Infectologia do Rio de Janeiro.

Leia também: Coronavírus não foi a primeira e nem será a última | Conheça as 10 maiores epidemias da história

Quando será seguro viajar de avião?

Algumas companhias aéreas que suspenderam voos já estão retomando lentamente as rotas. As viagens de lazer ainda não estão acontecendo, mas viagens essenciais continuam sendo possíveis em muitas empresas. Fronteiras estão fechadas no mundo inteiro e ainda não há definição sobre a abertura. O teste rápido, realizado em aeroportos, pode ser fundamental para gerar segurança entre os viajantes, além da melhoria na higienização de aeroportos e aeronaves.

Leia também:
- Quando será possível realizar uma nova viagem para os EUA depois do coronavírus?
- Quando será possível realizar uma nova viagem para a Europa depois do coronavírus?

O Falando de Viagem sempre lhe incentivou a viajar e explorar o mundo. Quando for seguro, nós seremos os primeiros a incentivar novas viagens.

Imagem
ImagemImagemImagemImagemImagem

_________________
Participe do melhor grupo de descontos do WhatsApp. Acesse: https://fdv.im/Descontos11



 Mensagem não lidaPublicado: Dom Abr 19, 2020 1:19 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 40437
Com certeza teremos, quando houver a vacina, o Certificado Internacional de Vacinação contra a COVID-19.

_________________
Você já conferiu as últimas matérias do Falando de Viagem? Acesse: https://fdv.im/materias


 Mensagem não lidaPublicado: Seg Abr 20, 2020 11:33 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 5877
Vem aí uma nova maneira de viajar! Rezando por essa vacina e por dias melhores para todos nós. Acho que testar no aeroporto certamente não será sustentável a médio prazo.

_________________
http://fdv.im/JulianaMagalhaes


 Mensagem não lidaPublicado: Qua Abr 22, 2020 9:36 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 2006
É... ninguém mais vai se importar com o de febre amarela, kk.

_________________
http://fdv.im/BeatrizSoares


 
 Tópicos Relacionados      Respostas 
Movimento #2em2: faça o teste da COVID-19 para saber se você tem anticorpos

em Falando +D

Última mensagem Ter Jul 14, 2020 2:10 am emmanuelkalispera Ver última mensagem

 

9

Vai viajar para Portugal? O teste da COVID-19 é obrigatório para o embarque

em Notícias

Última mensagem Ter Ago 11, 2020 5:50 pm GabrielDias Ver última mensagem

 

2

Pesquisa FDV: Covid-19 x Viagens

em Informações sobre o Falando de Viagem

Última mensagem Seg Abr 13, 2020 3:59 pm Ajudante Ver última mensagem

 

4

Pesquisa FDV: Covid-19 x Cruzeiros

em Cruzeiros

Última mensagem Sex Abr 24, 2020 10:06 am GabrielDias Ver última mensagem

 

2

Air France-KLM toma medidas excepcionais em continuação da crise do COVID-19

em Notícias

Última mensagem Qua Abr 22, 2020 1:25 pm Ajudante Ver última mensagem

 

3

 


Booking.com
Falando +D

Todos os horários são GMT - 3 horas



Ir para:  
 

 

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 3 visitantes