O retorno aos restaurantes do Rio de Janeiro depois de 4 meses sem comer fora

O idealizador do Falando de Viagem escreve sobre suas viagens, experiências e dá valiosas dicas.

Avatar do usuário
GabrielDias Mensagens: 41566
Seg Jul 20, 2020 9:52 am
Imagem
A bela vista do terraço do VillageMall.

A minha última viagem terminou no dia 5 de março. Depois disso, ainda fui comer fora algumas vezes, e em meados de março a pandemia trancou todo mundo em casa. Os restaurantes foram fechados, assim como shoppings e outros locais não essenciais. O delivery ganhou força mais do que nunca. E o isolamento ajudou no controle do coronavírus (COVID-19). Felizmente, o vírus perdeu força, e o Rio de Janeiro está com queda em número de casos e de mortes, por isso começou a sua reabertura.

Depois de 4 meses, reservei o último final de semana para retomar o programa. Todo mundo gosta de comer fora, né? É sempre um passeio agradável, onde além de comer bem podemos fazer compras e nos divertir nos shoppings. As coisas ainda não estão como antes, claro, mas aos poucos tudo irá se normalizar.

Reservei dois restaurantes que gosto muito no VillageMall:
- Capim Santo;
- Adega Santiago.

Leia também: Guia gastronômico do Rio de Janeiro | Os melhores restaurantes bairro a bairro

Almoço de sábado no Capim Santo

Imagem

Mesa reservada para sábado ao meio-dia (gosto de almoçar cedo). O shopping está com limitação de pessoas, mas o VillageMall é sempre um shopping mais vazio, onde há muitas lojas de luxo, então se antes da pandemia não tinha aglomerações não seria agora que ocorreria. Na entrada, checagem de temperatura e álcool em gel - o básico do básico.

No Capim Santo as mesas (50% a menos) estão com maior distanciamento, como deve ser, e os funcionários todos usam máscara de proteção e protetor facial de acrílico. O ambiente do restaurante é todo fechado e os clientes podem ficar sem a máscara. Achei um pouco estranho e só tirei a minha quando a bebida e as entradas chegaram. A máscara também tem um efeito psicológico de proteção, então tirá-la passa a sensação de que estamos inseguros.

O movimento foi crescendo aos poucos e, ao final do almoço, quase todas as mesas estavam ocupadas. O movimento do delivery estava impressionante. O restaurante, que no almoço tinha um bufê self-service, removeu a opção. Agora é tudo à la carte. Outras mudanças estão no cardápio, que é plastificado e sempre é higienizado antes de ser entregue aos clientes, e os talheres e guardanapo, que ficam enrolados em um plástico. Nada fica exposto, como era comum em qualquer restaurante. O ambiente, claro, é sempre higienizado antes da sua abertura.

De resto, tudo igual. Aos poucos fui relaxando e aproveitando o almoço. De vez em quando, passava álcool em gel na mão, que é um hábito comum quando estou na rua. Em casa, dou sempre preferência para água e sabão. A sensação de ver o restaurante aberto, os funcionários trabalhando e clientes felizes em compartilhar momentos gostosos com os familiares ou amigos é ótima. Foi um excelente almoço, que durou em torno de 2 horas - já não lembrava como um almoço poderia durar tanto tempo.

Veja alguns dos pratos idealizados pela chef Morena Leite:

Imagem

Imagem

Imagem

Leia também: Onde comer na Barra da Tijuca | Capim Santo

Almoço do domingo na Adega Santiago

Imagem

No domingo, voltei ao VillageMall, mas dessa vez para almoçar na Adega Santiago, um dos meus restaurantes preferidos no Rio de Janeiro. No shopping, os procedimentos são os mesmos, mas vale ressaltar que o VillageMall instalou vários purificadores de ar, para aumentar a qualidade do ar.

Na Adega Santiago as mesas também estão com maior distanciamento (50% a menos) e, como opção, tem uma área externa, que é bem agradável e tem uma vista muito bonita para a lagoa. Como não está calor, é agradável, mas acabei sentando na área interna, pois meu filho queria uma mesa com sofá.

Todos os funcionários usam máscaras, mas não o protetor facial. Em todas as mesas havia álcool em gel 70% - o que não havia no Capim Santo. O cardápio é físico, plastificado e higienizado antes de ser levado a mesa, mas também tem a opção de usar o QR Code com o celular - exposto em todas as mesas. O restaurante está com novo chef - Durval Francisco Alves - e também com novidades no cardápio.

Com ótimos pratos de frutos do mar, além de bons rótulos de vinho com foco nos vinhos portugueses e espanhóis, você vai passar umas 2 ou 3 horas curtindo a comida, os vinhos e a ótima música ambiente. O tempo passou sem eu sentir, ou seja, já estava mais relaxado do que no sábado.

Veja alguns dos deliciosos pratos do restaurante:

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Leia também: Onde comer na Barra da Tijuca | Adega Santiago

E os preços?

Logo de cara notei que o preço do estacionamento no VillageMall aumentou. Custa R$ 17,00 para duas horas e R$ 23,00 para três horas. Nos restaurantes, também notei um aumento dos valores, o que era de se esperar, pois para funcionarem com segurança estão com mais custos. Porém, nada de anormal nos aumentos.

É seguro visitar os shoppings?

Acho que sim. Claro que seguro mesmo tudo será apenas quando tivermos uma vacina ou um medicamento realmente eficaz contra o coronavírus, mas acho que frequentar shoppings, supermercados, lojas e aeroportos não é perigoso tomando todos os cuidados. Todos os frequentadores do shopping e dos restaurantes estavam obedecendo as regras de distanciamento e, sempre ao sair da mesa, colocavam a máscara. Os cuidados de higiene são essenciais. O distanciamento também.

Claro que se você está no grupo de risco talvez seja melhor evitar sair para locais fechados ou dar preferências para restaurantes com áreas ao ar livre. Cada um sabe o que faz e não quero aqui dizer o que você deve ou não fazer. O vírus ainda é desconhecido e há muitas incertezas, mas considero que aos poucos podemos a voltar a realizar o que fazíamos antes da pandemia.

O que você pode fazer é minimizar os riscos de contaminação:
- Usar sempre máscara;
- Fazer a correta higiene das mãos;
- Usar álcool em gel com frequência quando estiver na rua;
- Evitar aglomerações;
- Manter sempre uma distância segura de outras pessoas;
- Escolher estabelecimentos que estejam cumprindo e sendo transparentes em relação às novas condutas de higiene.

Ainda posso pedir o delivery?

Sim, pode. Os dois restaurantes continuam funcionando com força total no delivery. O ideal, é pedir diretamente ao restaurante, pois assim você evita as altas comissões que eles precisam pagar aos apps iFood, Uber Eats e Rappi. Apesar da reabertura, o momento ainda é delicado para os restaurantes, e assim você os ajuda. Infelizmente, temos dezenas ou até centenas de restaurantes que fecharam as portas de vez na Cidade Maravilhosa.

Telefone do delivery do Capim Santo: (21) 3252-2528 e (21) 99959-3048.
Telefone do delivery da Adega Santiago: (21) 3900-1605.

Leia também:
- 11 deliveries de pizzarias locais no Rio de Janeiro que vale pedir em casa
- 10 deliveries de comida japonesa no Rio de Janeiro que vale pedir em casa
- 10 deliveries de hamburguerias locais no Rio de Janeiro que vale pedir em casa

Planeje a sua próxima viagem

Para você não ter trabalho, nós fizemos selecionamos as melhores empresas, com os melhores preços e totalmente confiáveis, para você reservar on-line e com opção de parcelamento.

- Quer pegar a estrada? Alugue um carro clicando aqui.
- Prefere ir de avião? Compre sua passagem aérea clicando aqui.
- Hotel de luxo ou custo-benefício? Escolha a melhor hospedagem clicando aqui.
- Quer curtir sem preocupações? Garanta o seguro de viagem clicando aqui.
- Quer ficar 24 horas on-line? Compre seu chip de internet clicando aqui.
- Quer comprar moeda estrangeira? Receba em casa ou escritório clicando aqui.
- Ingressos para as principais atrações? Compre on-line e parcele clicando aqui.
- Precisa de uma mala nova? Compre on-line e parcele clicando aqui.

Leia também:
- Grupos do Falando de Viagem no WhatsApp
- Grupos do Falando de Viagem no Telegram

Conclusão

Foi libertador sair para comer fora de casa. Para mim, sempre foi um hábito comum, e ia comer fora pelo menos uma vez por semana. Estava sentindo falta desse programa, que gosto tanto no dia a dia, quanto nas viagens. Por outro lado, fico feliz em ver os restaurantes reabrindo e os clientes entrando. Confesso que fiquei feliz em ver os salões cheios, a alegria dos funcionários em nos atender e o clima de descontração em todas as mesas.

Bom apetite!

E você, já está frequentando os restaurantes da sua cidade? Acha que é seguro ou considera que é cedo? Conte para nós a sua opinião!
Imagem
ImagemImagemImagemImagemImagem
Conheça os grupos pagos do Falando de Viagem no WhatsApp: https://fdv.im/grupospagos
Avatar do usuário
JulianaMagalhaes Mensagens: 6016
Seg Jul 20, 2020 1:51 pm
Interessante saber desses novos protocolos. Acho que esse retorno deve ser estranho mesmo mas aos poucos a vida vai voltando ao normal!
Avatar do usuário
Beatriz Mensagens: 2037
Seg Jul 20, 2020 8:25 pm
Bom ver tudo retomando e com segurança...
Adriana Mensagens: 2169
Ter Jul 21, 2020 8:42 am
É muito bom voltar a comer em restaurantes, eu retornei nestes dois últimos finais de semana.
Mesmo com todos o protocolos nos tirando da rotina, é realmente gostoso.
manucaldas Mensagens: 1404
Qua Jul 22, 2020 6:47 pm
Ainda não me sinto segura em dar esse passo, mas quando for o caso, vou optar por um restaurante com varanda e na rua. Me sinto com o dobro de risco dentro de shoppings.



Booking.com

Voltar para “Coluna do Gabriel Dias”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante


Anúncio