Falando de Viagem entrevista: Daniel Palma

Entrevista do Falando de Viagem.
O Falando de Viagem, dando continuidade a nova série de entrevistas com os amantes de viagens, que são pessoas que viajam tanto que muitas vezes até se confundem quando vão mostrar suas fotos, pois são tantos destinos seguidos que dá para confundir mesmo.

O entrevistado da semana é um de nossos colaboradores: Daniel Palma. Carioca, físico de formação e profissão, gostou bastante de dividir com a gente um pouco de sua paixão.

Vamos começar?

Sabemos que gosta bastante de viajar, quantos países já conheceu? E cidades? Já fez essa conta?

Conheci 27 países, 52 cidades na América do Norte, 52 cidades na Europa, 3 cidades na África e 37 cidades na América do Sul, totalizando 144 cidades. Detalhe importante: trouxe um imã de geladeira de todas elas e sem contar cidades próximas ao Rio de Janeiro tais como Búzios, Penedo e Petrópolis, por exemplo.

E no Brasil, quantos estados já visitou? E cidades?

Visitei 14 estados e 27 cidades brasileiras.

Há quantos anos que você tem esse costume de viajar bastante?

A Caixa de Pandora foi aberta em 2005 quando conheci minha esposa e pegamos a estrada pela primeira vez rumo ao Nordeste. Desde então descobri que com um pouco de estudo e organização é possível planear viagens baratas e divertidas. Lá se vão nove anos.

O que o fez despertar a paixão por viagens?

Minha mãe faleceu muito cedo e aprendi que a vida pode ser muito curta. Descobri que com a companhia certa, ou talvez até sozinho, não viajar é perder tempo e oportunidade de conhecer um pouco mais nosso vasto planeta. É assim que eu penso.

Algumas das viagens foram à trabalho, ou todas somente de turismo?

Devido a minha profissão, muitas de minhas viagens são profissionais. Elas me deram a oportunidade de conhecer cidades fora do roteiro turístico como Charlotte e Raleigh na Carolina do Norte ou Halden, na Noruega. Mas a grande maioria foi a turismo com a ajuda das milhas que fatalmente acumulo em minhas viagens a trabalho.

Quando viaja, normalmente qual é o foco das viagens? O que mais te chama atenção para escolher um destino? (riqueza cultural, paisagens bonitas, promoções, contato com a natureza, compras, badalações).

Geralmente o foco das minhas viagens é se deslocar e conhecer o maior número de locais diferentes e “conquistar” meus imãs. Outro critério importante é que eu nunca pago caro para estar em lugar algum. Por isso conheci a Costa do Pacífico no inverno, Las Vegas e o estado do Arizona no verão entre outros exemplos. Gosto de otimizar minhas férias semestrais com alguns dias na Europa finalizando nos Estados Unidos para aproveitar compras e franquia de bagagem superior ao retornar.

O que me chama atenção em um destino é a arquitetura e belezas naturais, e destinos de praia geralmente estão em último lugar em minha lista de prioridades.

Você busca informações e indicações com pessoas que já estiveram anteriormente no mesmo lugar? Em caso positivo, as dicas normalmente são compatíveis ou não?

Atualmente a internet fornece toda informação necessária, embora até hoje compre livros e revistas sobre os roteiros de meu interesse. Normalmente é possível filtrar as opiniões sinceras e racionais do colaborador totalmente deslumbrado e parcial. Ou seja, sim, procuro indicações com pessoas que já conheceram o lugar. Inclusive foi assim que acabei “achando” o Falando de Viagem.

Como monta seu roteiro?

Essa é a parte mais divertida. Primeiro vejo onde posso ir com as minhas milhas e se posso voar algum trecho em classe executiva. Normalmente faço de “trás pra frente” e vejo onde posso ir para depois organizar meu roteiro. Procuro deixar compras para o final. Faço uma planilha com custo de deslocamentos, aluguel de carro (que é uma das maiores diversões) e hospedagem. Procuro me estabelecer o maior número de dias em uma cidade que me permita fazer sempre o maior número de bate-voltas possíveis. Foi assim que escolhi Sevilla para conhecer boa parte do sul da Espanha, e Nice para explorar o sul da França, dentre tantas outras. Se puder conjugar com algum trecho de trem sempre o faço.

Qual foi sua última viagem?

Minha última viagem começou com oito noites na Alemanha onde conheci cidades que eu ainda não havia conhecido, como Frankfurt, Dusseldorf, Colônia e Bonn, todas muito próximas uma das outras, e conduzi familiares para visitar outras que já havia conhecido. Depois fomos passar cinco noites no Canadá conhecendo Toronto, Ottawa e Mont-Tremblant, além das Cataratas de Niágara.

Para fechar, passamos oito noites percorrendo Buffalo, parte do estado da Pensilvânia até o estado de Ohio onde visitamos Cleveland, Toledo e alguns outlets. Em cada fase da viagem alugamos um automóvel, que considero essencial e parte da experiência.

Qual será sua(s) próxima(s) viagem(s)?

Com uma criança pequena o foco das viagens mudou um pouco e procurei fazer algo mais light nos Estados Unidos. Vamos alugar um carro em Detroit e ir para o Sul até Atlanta. Faremos bases mais prolongadas em Cincinnati, Nashville e Chattanooga. Voltaremos a Atlanta, primeira cidade que conhecemos nos Estados Unidos.

Qual a viagem dos sonhos?

Eu sou apaixonado por trens, porém acho a transiberiana um exagero de tempo e custo. Uma viagem de trem que ainda irei fazer no final do outono do hemisfério norte é a que liga Chicago a Denver, parando em Denver por uma semana para explorar as redondezas, incluindo o Monte Rushmore e depois seguir até Salt Lake City e, se o clima permitir, dirigir até o Parque Yelowstone.

De todos os lugares que já conheceu, qual que mais gostou e gostaria de voltar?

Não necessariamente o lugar que mais gostei seria um lugar que eu gostaria de voltar, devido ao fato de eu ter visto tudo o que eu queria ver. Um dia ainda voltarei é Half Moon Bay (Califórnia) para assistir as gigantes Mavericks de 100 pés, embora o lugar que mais gostei de conhecer tenha sido o Parque Yosemite, na Califórnia.

Já teve algum lugar que lhe surpreendeu positivamente e que foi muito melhor do que estava esperando que fosse?

Eu gostei muito de Seattle. Fomos no inverno e por sorte não peguei um dia de chuva dos três que dormimos lá. E olha que visitamos Seattle só por causa do seriado Greys Anatomy e a torre que sempre aparecia.

Algum lugar te decepcionou? Qual foi o motivo?

Eu achei que iria gostar muito de Mont-Tremblant. Fui durante o outono, fora da temporada de Ski, e não havia nada na cidade. O lago morto e o famoso complexo hoteleiro aos pés da estação mais badalada jogado as traças. Não tinha nem uma loja de souvenir aberta para eu comprar um imã de geladeira. Tive que comprar um chaveiro e adaptar um imã. Decepção total.

O que é indispensável em uma viagem?

Acho que disposição para caminhar e paciência para se adaptar a situações inusitadas, e possíveis frustrações. Um pouco de dinheiro ajuda muito também.

O que pode estragar uma viagem em sua opinião? (Filas, chuva, hotel ruim, trânsito, pessoas mal educadas)

Filas imensas e trânsito ruim tiram a minha paciência de forma desproporcional. Preços injustos que me fazem sentir que estão se aproveitando do turista é algo que pode me fazer odiar o local.

Qual a maior dica que pode dar para os “marinheiros de primeira viagem”?

Dentro do limite da sanidade, compre suas passagens o quanto antes. Muitas vezes ela é o começo de tudo. Se organize e aproveite a vida. Conheça novos lugares, novos pratos e culturas diferentes. Recarrego as minhas baterias a cada novo passeio pelo Brasil ou pelo mundo.

Agora vamos ver algumas das fotos dos lugares que mais o encantaram?

Imagem
Jardim Japonês, Portland, EUA.

Imagem
Parque Muir, San Francisco, Califórnia, EUA.

Imagem
Mariposa Grove, Yosemite Park, Califórnia, EUA.

Imagem
Sedona, Arizona, EUA.

Imagem
Space Needle, Seattle, EUA.

Imagem
Estátua da Liberdade, Nova York, EUA.

Imagem
Chateau de Frontenac, Quebec, Canadá.

Imagem
Parlamento, Ottawa, Canadá.

Imagem
Cataratas do Niágara, Vista a partir do Canadá.

Imagem
Cataratas de Foz do Iguaçu.

Imagem
Nassau, Bahamas.

Imagem
Mesquita de Casablanca, Marrocos.

Imagem
Cadiz, Espanha.

Imagem
Toledo, Espanha.

Imagem
Castelo de Neuschwanstein, Alemanha.

Imagem
Fontana de Trevi, Roma, Itália.

Imagem
Jardim do Palácio de Versailles, França.

Imagem
Stonehenge, Salisbury, Inglaterra.

Imagem
Lago Léman, Genebra, Suíça.

Imagem
Subida de Jungfrau, Suíça.

Lindas as fotos, concorda?

E você, também é uma dessas pessoas? Gostaria de ser entrevistado pela nossa equipe, nos mostrar suas fotos e contar um pouco de alguns lugares que você indicaria como imperdível para visitar?

Então escreva para nós!
Imagem
ImagemImagemImagemImagemImagem

Avatar do usuário
falandodeviagem Mensagens: 19646 Administrador
Ter Abr 22, 2014 1:49 pm
Excelente!

Estou vendo que o único desorganizado com a contabilidade aqui sou eu.

Avatar do usuário
Fabio Mensagens: 8897
Ter Abr 22, 2014 6:00 pm
Fabio, os imãs me ajudam muito nesta contabilidade !!! Estou voltando a postar em breve. Retornei hoje de Poços de Caldas com crianças. O foco mudou muito, mas não morri !!!

dpalma Mensagens: 1891
Ter Abr 22, 2014 6:20 pm
http://fdv.im/DanielPalma" onclick="window.open(this.href);return false;
Dpalma,

Muito legal o seu relato de viajante, a diversidade de lugares que conheceu e as lindas fotos.

Realmente, com criança o foco e, consequentemente, os destinos das viagens mudam bastante. Não tem como pensar em um roteiro sem levar em conta as limitações e necessidades das crianças, dependendo, certamente, da idade do(s) pimpolho(s). Do contrario, a viagem deixa de ser prazerosa e torna-se um fardo para ambos (pais e filhos).

eduardocf Mensagens: 366
Ter Abr 22, 2014 11:58 pm
Tem que se deslocar menos e ter mais rotina pra criança/bebe não sentir tanto. Mas tem o lado bom que estamos todos juntos o tempo todo.

dpalma Mensagens: 1891
Qua Abr 23, 2014 12:04 am
http://fdv.im/DanielPalma" onclick="window.open(this.href);return false;
" Gosto de otimizar minhas férias semestrais com alguns dias na Europa finalizando nos Estados Unidos para aproveitar compras e franquia de bagagem superior ao retornar. "
Daniel, não entendi o raciocínio da afirmação acima. Pode me explicar?


Geni

geniramosveras Mensagens: 345
Qua Abr 23, 2014 6:42 am
Isto é, entendi sobre as compras.... Gostaria da explicação sobre a franquia de bagagem.


Geni

geniramosveras Mensagens: 345
Qua Abr 23, 2014 6:43 am
É porque quando vamos para Europa em classe econômica temos direito a uma peça de 23kg. Quando voltamos pelos Estados Unidos são 2 peças de 32kg. Isso significa uma diferença de 2x32-23= 41kg a mais de coisas que uma pessoa pode trazer na mala. Agora imagine 2...

dpalma Mensagens: 1891
Qua Abr 23, 2014 9:59 am
http://fdv.im/DanielPalma" onclick="window.open(this.href);return false;
Lindos os lugares Daniel! O Jardim Japonês em Portland principalmente!

Adorei seus relatos! ;)

Patricia Mensagens: 2384
Qua Abr 23, 2014 5:26 pm
http://fdv.im/PatriciaLemos" onclick="window.open(this.href);return false;




Booking.com

Voltar para “Entrevistas”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes


Anúncio