Destinos - Europa
Espanha
Barcelona

Todos os horários são GMT - 3 horas [ DST ]




 Página 1 de 1 [ 3 mensagens ] 
 
 Mensagem não lidaPublicado: Sex Jun 14, 2019 9:23 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 18725
Administrador
Imagem

Barcelona é uma das cidades mais famosas da Espanha e do mundo, disputando com Madrid o coração de muitos viajantes. Em um ponto a cidade se destaca, pois além de suas várias atrações, ainda tem uma bela praia que faz bastante sucesso entre os turistas, principalmente durante o verão europeu. Selecionamos algumas dicas importantes para que você programe sua viagem, bem como um roteiro sobre o que fazer em Barcelona em 3 dias.

Leia também: Barcelona ou Madrid?

Quanto tempo ficar na cidade?

O mínimo que recomendamos na cidade é 2 dias inteiros e mesmo assim sabendo que precisará selecionar com calma os locais que quer visitar, e ciente de que muitas atrações terão de ficar para uma próxima oportunidade. Com apenas 1 dia será possível ter apenas um vislumbre de Barcelona e, neste caso, sugerimos eleger um ou dois locais de interesse e se concentrar neles. Sendo possível dedicar 3 ou 4 dias inteiros, você já conseguirá visitar grande parte dos locais mais interessantes da cidade, passear com calma pelas ruas e quem sabe até curtir uma prainha no verão.

Leia também: 10 passeios imperdíveis em Barcelona

Quando ir em Barcelona?

Barcelona, por ficar às margens do Mediterrâneo, tem a sua altíssima temporada durante o verão (junho a agosto), quando muitos turistas a visitam em busca de praias, dias mais longos, altas temperaturas e agitação. O ponto ruim é que neste período os preços sobem muito e os locais ficam lotados, sendo essencial comprar ingressos com bastante antecedência.

O inverno (dezembro a fevereiro) também é altíssima temporada, principalmente porque as temperaturas em Barcelona não são muito baixas, chove pouco e a cidade fica animada com as festividades do final de ano.
Espere pagar mais nas hospedagens e encontrar muitos turistas nas ruas e atrações. Se você não gosta do calor muito intenso do verão, pode ser uma boa opção.

A primavera (março a maio) e o outono (setembro a novembro) possuem temperaturas amenas, dias com duração semelhante àquela que temos no Brasil e preços de hospedagem mais baixo. Nesses períodos, para quem não gosta de adquirir entradas com antecedência, já pode arriscar a compra na hora da visita, assim como tentar ir em alguns restaurantes mais famosos sem reserva.

Leia também: Ingressos para atrações em Barcelona | Compra antecipada, filas e lotação

Onde ficar em Barcelona?

Existem vários bairros em Barcelona, mas se você quer ficar numa posição central, em um lugar agradável de se passear a qualquer hora do dia, nossa recomendação é se hospedar na Avenida Paseig de Gràcia. Quem se hospeda lá pode ir a pé para Casa Batlló, Casa Milà, Ramblas e até a Sagrada Família. E com uma rápida corrida de metrô, chegará no Camp Nou e no Parque Güell. A nossa recomendação para quem deseja a melhor experiência possível é o Mandarin Oriental, Barcelona, um 5 estrelas que é referência de charme e elegância em todo o mundo todo. Mesmo que você não se hospede no Mandarin Oriental, sua localização é tão privilegiada que pode servir de referência para escolher onde ficar. Ou seja, quanto mais próximo do Mandarin Oriental, melhor.

Leia também: Mandarin Oriental, Barcelona | Luxo e elegância no coração de Barcelona

Imagem

Imagem

Outro local muito procurado pelos turistas é nas redondezas das Ramblas, que não chega a ser ruim, mas é mais indicado para quem gosta de festas, agitação e baladas e não se importa com um fluxo constante de pessoas durante praticamente todo o dia. A Barceloneta só indicamos para quem quer mesmo curtir a praia, pois apesar da área ter sido totalmente recuperada nos últimos anos, fica muito distante das áreas centrais, exigindo constantes deslocamentos de táxi ou com transporte público. O bairro Gótico, com suas ruas estreitas, prédios históricos e hotéis com bons preços, é uma opção intermediária, pois está perto de vários locais importantes, mas exige caminhadas mais longas.

Como se locomover na cidade?

Se você seguiu os nossos conselhos sobre onde se hospedar, poderá fazer praticamente tudo a pé em Barcelona. Inclusive, essa é a melhor maneira de se locomover, pois permite não apenas curtir a cidade como descobrir praças e lugares pelo caminho que irão surpreender. E quando tiver de se deslocar para lugares mais distantes, como é o caso do Camp Nou ou Parc de Montjuïc, utilize o eficiente serviço de metrô. O ideal é adquirir o ticket que possui 10 passagens, pois proporciona mais economia do que os bilhetes individuais. A oferta de táxis na cidade é muito grande, enquanto que o Uber é praticamente inexistente, sendo dificílimo encontrar um carro.

Leia também: A praia de Barcelona é boa?

Experiências gastronômicas em Barcelona

Barcelona possui uma grande oferta de bons restaurantes, vários deles com estrelas Michelin e de renome internacional. Por outro lado, também é possível comer num fast food por 5 euros ou comprar um pão com presunto ibérico por 7 ou 8 euros.

Caso queira fazer uma refeição diferenciada, uma ótima opção é o Blanc, instalado dentro do Mandarin Oriental Barcelona. Lá você encontrará um ambiente elegante, atendimento impecável e uma opção de menu-degustação, onde são servidos 5 pratos, devidamente harmonizados com vinhos e acompanhado de água, ao custo de 85 euros por pessoa.

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Leia também: Jantar no Blanc, o renomado restaurante do Mandarin Oriental, Barcelona

Se tratando de Barcelona, é um preço muito razoável para um restaurante deste nível. Durante a nossa estadia em Barcelona tivemos a chance de comer também no famoso Tickets Bar, do chef Albert Adrià, mas a experiência não foi tão interessante quanto aquela que tivemos no Blanc. O Tickets é disputadíssimo e fizemos a reserva com 60 dias de antecedência. Chegando lá, fomos recebidos e levados para uma mesa agradável, mas num estilo despojado. O restaurante serve as famosas tapas, que no caso do Tickets representam porções diminutas. Já os sabores, em nossa opinião, foram instáveis, indo desde alguns deliciosos até outros ruins. Experimentamos praticamente tudo que queríamos, pagando uma conta de 180 euros, e mesmo assim, apesar de não estarmos com fome, não saímos de lá plenamente satisfeitos.

Imagem

Cada um tem seu estilo e gosto culinário, aqui destacamos as experiências que mais nos marcaram na cidade, de maneiras distintas. No geral a gastronomia em Barcelona é muito boa, sendo extremamente fácil ter boas refeições.

Leia também: El Nacional | Prove todos os sabores da Espanha em um excelente complexo gastronômico em Barcelona

Barcelona é um lugar perigoso?

Barcelona é uma cidade muito segura, não sendo comum encontrarmos notícias de incidentes que envolvem violência. No entanto, em determinados locais precisamos ficar atentos por causa de batedores de carteira. Eles são rápidos e em um momento de descuido podem atacar, e você provavelmente só descobrirá o ocorrido algum tempo depois.

Um dos locais mais visados são as Ramblas, devido ao grande movimento de pessoas, por isso tente levar pouco dinheiro, e mantenha sempre bolsas e carteiras junto ao corpo. Ou seja, os cuidados que temos que ter em Barcelona não diferem muito daqueles que precisamos adotar em locais com grandes aglomerações, como shows e eventos.

Leia também: Barcelona | 2 dias na vibrante e bela cidade espanhola

Roteiro de 3 dias em Barcelona

Dia 1

Comece visitando a Casa Milà, também conhecida como La Pedrera, localizada na Paseig de Gràcia, apenas 5 minutos andando desde o Mandarin Oriental. Os ingressos podem ser comprados antecipadamente, e valem para todo o dia, não sendo necessário selecionar um horário específico.

Construída no início do século XX, esta casa foi desenhada pelo famoso arquiteto Antoni Gaudí e traz uma arquitetura única e diferenciada. Separe um bom tempo para explorar a cobertura, que é simplesmente deslumbrante.

Imagem

Imagem

Na sequência faça passeie calmamente pela Paseig de Gràcia até a Praça Catalunha, a maior de Barcelona e sempre repleta de turistas e moradores locais. Caso queira fazer alguma compra, ali perto está uma enorme unidade da loja de departamentos El Corte Inglês.

Imagem

Prossiga até as Ramblas, tendo um cuidado especial com bolsas e carteiras, pois esta região está sempre lotada, e é um dos locais preferidos dos batedores de carteira. Um lugar imperdível nas Ramblas é o Mercado de La Boqueria, onde é possível comer cones de Jamón (presunto ibérico), inclusive acompanhados de queijos da região. Os preços de cada cone variam de 2 a 5 euros e são uma delícia.

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Continue passeando pelo bairro Gótico e depois vá até a praia Barceloneta para conhecer um pouco aquela região.

Particularmente, e essa é uma opinião muito pessoal, a Barceloneta não chegou a nos encantar, pois acreditamos que em termos de praia o Brasil tem lugares muito mais bonitos. Mas ainda assim vale a pena conferir, principalmente no final do dia, quando o sol está se pondo.

Imagem

Termine o dia jantando no restaurante de sua preferência.

Dia 2

Comece o segundo dia visitando a famosa Casa Batlló, um lindo edifício modernista também concebido por Gaudí, localizada na Paseig de Gràcia. Quando da nossa visita em março de 2019 constatamos o local estava em reforma, o que prejudicou a experiência como um todo. Assim, considerando que o ingresso da Casa Batlló é um dos mais caros dentre as atrações de Barcelona, avalie se vale a pena entrar no edifício, ciente de tal situação. As entradas podem ser adquiridas com antecedência, e são agendadas com horário certo.

Imagem

O próximo local a ser conhecido é o Parque Güell, cujos ingresso podem ser comprados pela internet, mas exigem a prévia marcação do horário. O principal problema é que o parque é afastado, e se você deixar para comprar na hora pode ser que somente encontre disponibilidade para entrar algumas horas adiante, sendo que nas redondezas não tem muito o que se fazer.

Por isso, agendando a Casa Batlló para às 10:00, por exemplo, marque a entrada no Parque Güell para às 12:30. Assim, você anda um pouco pela Paseig de Gràcia e depois vai de metrô ou táxi para o parque. Vale destacar que após sair da estação do metrô é necessária uma caminhada de uns 20/30 minutos até o parque.

O Parque Güell foi construído no início do século XX, também idealizado por Gaudí e oferece ao visitante uma linda experiência, por entre ambientes incríveis e diferenciados. Num dia de sol, espere gastar umas 2 horas, ou mais, passeando e conhecendo toda a área do Parque.

Imagem

Imagem

Saindo de lá, nossa sugestão é pegar um táxi (aproximadamente 12 euros) até o Camp Nou, ou se estiver com tempo, ir de metrô.

Compramos as entradas na hora e não enfrentamos qualquer fila, mas por ser uma atração mais distante, nos períodos de alta temporada é importante adquirir os ingressos com antecedência. O passeio durou 1h30m, passando pelo museu, vestiários, arquibancadas, área de imprensa e pelo gramado, que é o ponto alto da visita. Mesmo quem não é fã de esportes deve considerar conhecer este, que é um dos maiores estádios do mundo.

Leia também: Tudo que você precisa saber para visitar o Estádio Camp Nou em Barcelona

Imagem

Nossa sugestão agora é retornar para o hotel e sair à noite para um jantar especial em um restaurante de sua escolha ou simplesmente passear pela Paseig de Gràcia ou pelas Ramblas e comer onde mais lhe agradar.

Dia 3

Último dia do nosso pequeno roteiro, e por isso recomendamos ir direto para um dos locais mais famosos da cidade, a Sagrada Família, um enorme templo idealizado por Gaudí, que desponta como um dos maiores exemplos da arquitetura modernista. A construção teve início no final do século XIX, e a previsão é que seja concluída em 2026, quando das comemorações do centenário da morte de Gaudí.

O estilo único da Sagrada Família divide opiniões, mas nossa sugestão é andar com calma ao seu redor, observando cada uma das fachadas, que adotam estilos diferentes, dando a sensação de serem vários templos em um. Os entalhes nas pedras e o trabalho dos artesãos são impressionantes, exibindo cenas da vida de cristo, eventos históricos, símbolos religiosos, dentre várias outras referências.

Leia também: Sagrada Família | A maior atração turística de Barcelona encanta com sua beleza e imponência

Imagem

Imagem

Imagem

Na sequência, visite a Catedral de Barcelona e pegue o metrô em direção à Praça de Espanha, onde é possível fazer um agradável passeio até a Fonte Mágica de Montjuic, ou mesmo conhecer o Museu Nacional.

Imagem

Imagem

Imagem

Ao lado da praça está o centro de compras Arenas de Barcelona, um pequeno shopping instalado no local onde era a antiga Plaza de Toros, desativada desde que a Catalunha proibiu as touradas. Explore a região, tendo-se a opção de ir até o Centro Olímpico, ou então pegue um táxi até o Funicular de Montjuic, a partir de onde é possível subir até o castelo.

Já no final do dia, retorne ao seu hotel e programe passar a noite naquele cantinho de Barcelona que mais lhe agradou, o que no nosso caso foi a charmosa Paseig de Gràcia.

Conclusão

É quase impossível não se apaixonar por Barcelona, pois a cidade oferece um ambiente alegre, várias atrações incríveis, além de locais únicos no mundo, como é o caso da Sagrada Família. No nosso caso, não exploramos as baladas, mas é quase unânime que as festas e boates de Barcelona são excelentes, sendo este um dos motivos pelos quais a cidade atrai tantos jovens. O ideal é inserir Barcelona em um roteiro de viagem que também inclua Madrid e a região da Andaluzia, de forma que se faça uma rota circular, evitando deslocamentos desnecessários. Após 3 dias inteiros na cidade, a conclusão que chegamos é que ainda temos muitos motivos para voltar.

Boa viagem!

Texto e fotos: Hugo Medeiros.

O Falando de Viagem viajou para Espanha com apoio do Turismo da Espanha.

E você, conhece a cidade de Barcelona? Gostou? Como foi o seu roteiro? Conte para nós a sua experiência!

Imagem
ImagemImagemImagemImagemImagem

_________________
Participe do nosso grupo no Telegram. Entre agora mesmo, pois estamos Falando de Viagem: https://t.me/falandodeviagem



 Mensagem não lidaPublicado: Sex Jun 14, 2019 10:16 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 3367
Barcelona é um lugar incrível, repleto de atrações e passeios interessantes. Acredito que 2 dias por lá seja o mínimo para começar a conhecer a cidade. O ideal mesmo são 3 ou 4.

_________________
http://fdv.im/HugoMarcio


 Mensagem não lidaPublicado: Seg Jun 24, 2019 3:40 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 5448
Conheço Ibiza, Maiorca, Menorca, Formentera mas não conheço Barcelona. hehhe tenho que mudar isso urgentemente. Todo mundo ama! Tenho certeza que irei gostar - mas não quero ir no frio.

_________________
http://fdv.im/JulianaMagalhaes


 
 Tópicos Relacionados      Respostas 
Guia de Toronto | Dicas e roteiro de viagem de 3 dias

em Toronto

Última mensagem Ter Jun 25, 2019 11:00 am Beatriz Ver última mensagem

 

3

Guia de Toronto | Dicas e roteiro de viagem de 5 dias

em Toronto

Última mensagem Ter Jun 25, 2019 11:05 am Beatriz Ver última mensagem

 

2

Guia de Ronda | Informações, dicas e roteiro de viagem de 1 dia

em Espanha

Última mensagem Dom Jun 30, 2019 11:38 am Ajudante Ver última mensagem

 

3

Guia de Toronto | Dicas e roteiro de viagem de 4 dias

em Toronto

Última mensagem Qui Mar 28, 2019 12:12 pm GabrielDias Ver última mensagem

 

3

Guia de Toronto | Dicas e roteiro de viagem de 2 dias

em Toronto

Última mensagem Sex Mar 08, 2019 11:40 am JulianaMagalhaes Ver última mensagem

 

2

 


Booking.com


Destinos - Europa
Espanha
Barcelona

Todos os horários são GMT - 3 horas [ DST ]



Ir para:  
 

 

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante