Destinos - Europa
Alemanha

Todos os horários são GMT - 3 horas




 Página 1 de 1 [ 7 mensagens ] 
 
 Mensagem não lidaPublicado: Ter Abr 21, 2020 10:57 am 
 Atualizado: Sáb Set 12, 2020 4:42 pm 
Mensagens: 2101
Imagem
Grafite no Muro de Berlin - a frase combina com a situação em que vivemos

O novo coronavírus (COVID-19) caiu como uma bomba no mundo todo. Muito se fala sobre o vírus e as opiniões de especialistas não são unânimes. Quanto mais notícias são divulgadas, maior é o medo. A pandemia já atingiu quase todos os países do planeta. Cada país vem desenvolvendo as suas estratégias de combate ao vírus: isolamento social, fechamento de fronteiras, fechamentos de escolas e negócios, entre outras medidas.

Dentre os países que veem se destacando no combate a crise está a Alemanha, por isso vou contar um pouquinho como está sendo a crise vista de dentro do país, como moradora.

Até o dia 20 de abril a Alemanha apresentava os seguintes números:
- Infectados: 147.065 pessoas;
- Mortos: 4.862 pessoas;
- Curados: 95.200 pessoas.

Os números são altos em número de infectados - a Alemanha é o quarto país do mundo - e acreditam que é devido ao fato de ser um hub de viajantes na Europa e também pela proximidade com a Itália. Felizmente, cai para a posição 9 no número de mortos.

A cronologia da doença dentro da Alemanha

7 de janeiro: começou a notícia de que havia uma "nova gripe" na China.

11 de janeiro: primeiro falecimento pela "nova gripe" em Wuhan. Por azar, exatamente quando meu marido chegava em Wuhan para uma viagem de negócios pela China. Ele tomou as devidas medidas de precaução, mas mesmo assim foi uma viagem que nos deixou apreensivos.

Leia também: Fui para China em época de Coronavírus | Relato de viagem para Wuhan, o foco da epidemia

23 de janeiro: meu marido retorna da China, mas por Peking. Wuhan já está fechada.

24 de janeiro: primeiros casos do coronavírus na Europa. Meu marido, por precaução, faz o teste. Felizmente, deu negativo, mas mesmo assim ele ficou trabalhando de home office por 14 dias.

28 de janeiro: primeiro caso na Alemanha - contágio em uma empresa por um visitante da China. Em seguida, a maioria das empresas cancelam viagens para a Ásia e a também a vinda de visitantes da Ásia. Na decorrência apareceram novos casos e todos ficaram em quarentena no hospital, sendo todas as pessoas de contato direto testadas para a COVID-19.

29 de janeiro: começam os cancelamentos de voos para a China e o controle nos aeroportos é intensificado.

1.º de fevereiro: como Wuhan está fechada, um avião do exército alemão viaja para resgatar mais de 100 alemães que estão na cidade. Na chegada à Alemanha, todos ficam por 15 dias em quarentena em uma base do exército. Aumentam o número de casos, o rastreamento de todas as pessoas contaminadas fica muito difícil e mais testes são realizados.

25 de fevereiro: aumento significativo de casos. As pessoas contagiadas e suas famílias ficam em quarentena domiciliar e não mais no hospital. A polícia controla a infração das normas, podendo ter até 2 anos de prisão. Primeiros eventos sendo cancelados devido à doença. Começam os rumores de que estabelecimentos serão fechados e a corrida pelo papel higiênico. Sim, isso aconteceu aqui também - um fenômeno mundial.

9 de março: primeiros falecimentos pela COVID-19 na Alemanha;

10 de março: todos os eventos com mais de 1.000 participantes cancelados.

11 de março: a chanceler alemã, Angela Merkel, fala à nação, o que é bem raro. Ela comentou sobre a crise, que é uma questão de prioridade e que o governo fará o que for necessário, mas que uma alta porcentagem da população provavelmente será infectada pelo vírus. Pede a colaboração de todos.

15 de março: fechamento das fronteiras.

16 de março: início do fechamento das escolas - cada estado tem sua própria data.

20 a 22 de março: mais de 18.000 pessoas na Alemanha estão infectadas e 55 delas morreram. Portanto, o governo federal decide que reuniões de mais de duas pessoas estão terminantemente proibidas (autorizado somente pessoas que vivem em uma mesma casa).

Uma distância de um metro e meio deve ser observada em público. As empresas devem tentar ao máximo a possibilidade de home office. As escolas continuam fechadas. Lojas, hotéis, academias de ginástica, clubes e restaurantes são fechados - autorizados somente to go e deliveries. Em resumo, quase tudo fechado. Caminhar ou exercitar-se ao ar livre está liberado, desde que sozinho ou família (que moram na mesma casa). Multas podem ser aplicadas a quem desobedecer às regras.

12 de abril: a taxa de contágio do vírus inicia um decréscimo.

20 de abril: as lojas de até 800 metros quadrados podem reabrir, com algumas medidas de controle de entrada e distanciamento. Em alguns estados é recomendado e em outros é obrigatório o uso de máscaras em estabelecimentos e nos transportes públicos.

As aulas deverão voltar gradativamente a partir de 4 de maio, bem como outros estabelecimentos a serem definidos até 30 de abril. Isto tudo dependerá se o nível de contágio continuar baixo.

Leia também: Coronavírus não foi a primeira e nem será a última | Conheça as 10 maiores epidemias da história

Como está a resposta da população em geral às medidas?

Todos ficaram preocupados. Com quase 20% de sua população com mais de 65 anos é de se esperar. Embora reclamando, a maioria está seguindo as determinações do governo e do Instituto Robert Koch, responsável pela questão da epidemia no país.

Houve vários problemas com grupos de jovens que se revoltaram contra as medidas, mas isso diminuiu. Não sei dizer se pelo efeito da pressão policial ou por consciência.

A população está engajada na ajuda aos vizinhos e às pessoas em dificuldade.

Como está o sistema de saúde na Alemanha?

O sistema de saúde está dando conta dos doentes e até mesmo indo buscar doentes graves na Itália e na França para ajudar. Todas as cirurgias e procedimentos não emergenciais foram cancelados. A partir desta semana começarão a serem remarcadas, mas com muitos cuidados extras e restrições.

Como está sendo o nosso isolamento?

Até que não está terrível e estamos encarando bem. Claro que amamos viajar e comer fora, o que é impossível no momento. Como não temos filhos, a questão de escola para nós é mais tranquila. O home office está funcionando e saio para fazer compras uma vez por semana. O serviço de entregas na Alemanha é excelente, então podemos comprar o que precisarmos pela internet e no máximo em dois dias está em casa.

Moramos em uma área bem calma, então podemos caminhar tranquilamente. O contato com amigos e família está sendo somente por internet, o que é chato, mas necessário. Mesmo com as lojas abrindo, tentarei não ir - somente em uma situação realmente de necessidade.

A vida na Alemanha voltará ao normal?

Eu acho que vai demorar. Vou reproduzir aqui as palavras da Angela Merkel de 20 de abril:

"Não devemos perder de vista o fato de que, apesar de tudo, ainda estamos no começo da pandemia e estamos longe de atravessar a montanha. Seria uma pena uma recaída, colocando em risco o nosso primeiro sucesso. E é por isso que não devemos ser frívolos ou imprudentes por um segundo. Devemos permanecer vigilantes e disciplinados."

Ela também informou que se o contágio voltar a subir as medidas antigas retornarão. As férias de verão (julho-setembro) provavelmente serão canceladas.

O primeiro-ministro da Baviera, Markus Söder, e o prefeito de Munique, Dieter Reiter, informaram hoje (21/04) consternados à imprensa que este ano a Oktoberfest em Munique - 19/09 a 04/10, está oficialmente cancelada. Não é a primeira vez que a festa, que recebe cerca de 6,3 milhões de visitantes anualmente, é cancelada por motivo de uma doença. Isso também ocorreu em 1854 e 1873, então pela epidemia de cólera na Europa.

Leia também: Vai ter férias em julho de 2020?

Espero que o surto seja contido e que os infectados sejam rapidamente identificados e que recebam o tratamento adequado. Informe-se e seja responsável consigo e com os outros. Logo tudo se normalizará e você poderá continuar a explorar o mundo! Enquanto isso não ocorre, o Falando de Viagem tem várias matérias sobre destinos incríveis para você se inspirar para as suas próximas viagens.

Imagem
ImagemImagemImagemImagemImagem

_________________
http://fdv.im/AdrianaRuhmke



 Mensagem não lidaPublicado: Ter Abr 21, 2020 11:43 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 5877
Sou fã da Angela Merkel. Que a Alemanha sirva de exemplo para muitos.
Concordo que ainda vai demorar para vida voltar ao normal.

_________________
http://fdv.im/JulianaMagalhaes


 Mensagem não lidaPublicado: Ter Abr 21, 2020 12:08 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 40444
Angela Merkel é cientista. Isso faz a diferença. Estou acompanhando e desejando sucesso nessa retomada. Pensamento positivo!

_________________
Você já conferiu as últimas matérias do Falando de Viagem? Acesse: https://fdv.im/materias


 Mensagem não lidaPublicado: Qua Abr 22, 2020 9:01 am 
Mensagens: 2101
Juliana, também sou fã da Angela Merkel é realmente uma pena que ela irá se aposentar.

_________________
http://fdv.im/AdrianaRuhmke


 Mensagem não lidaPublicado: Sex Abr 24, 2020 9:56 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 40444
Ontem o Jornal Nacional anunciou que as escolas estavam voltando. E reportagem durou 5 segundos. Lamentável.

_________________
Você já conferiu as últimas matérias do Falando de Viagem? Acesse: https://fdv.im/materias


 Mensagem não lidaPublicado: Seg Abr 27, 2020 6:44 am 
Mensagens: 2101
Gabriel, somente algumas séries retornam às aulas.

_________________
http://fdv.im/AdrianaRuhmke


 Mensagem não lidaPublicado: Qua Mai 06, 2020 6:06 pm 
Mensagens: 17569
Primeira fase da pandemia de coronavírus na Alemanha

Após uma reunião com os 16 líderes estaduais da Alemanha, Merkel disse que "a primeira fase da pandemia está atrasada".

A Alemanha está agora em um ponto "em que podemos dizer que alcançamos o objetivo de diminuir a propagação do vírus", afirmou Merkel. Mas ela acrescentou que ainda há uma "longa luta" pela frente.

Até o momento, houve um total de 167.000 infecções por coronavírus na Alemanha (na quarta-feira, 6 de maio), com cerca de 6.990 mortes, segundo dados da Universidade Johns Hopkins. Um total de 135.200 pessoas teriam se recuperado.

Notícia completa, em inglês: https://www.thelocal.de/20200506/first-phase-of-coronavirus-pandemic-in-germany-behind-us-says-merkel

_________________
Participe do melhor grupo de descontos do WhatsApp. Acesse: https://fdv.im/Descontos11


 
 Tópicos Relacionados      Respostas 
Air France-KLM toma medidas excepcionais em continuação da crise do COVID-19

em Notícias

Última mensagem Qua Abr 22, 2020 1:25 pm Ajudante Ver última mensagem

 

3

Como está ocorrendo a abertura dos restaurantes na Alemanha após a quarentena

em Alemanha

Última mensagem Seg Ago 03, 2020 10:21 am GabrielDias Ver última mensagem

 

3

6 medidas que a GOL Linhas Aéreas está adotando em razão da pandemia de coronavírus

em Companhias aéreas

Última mensagem Sex Mar 20, 2020 8:59 am GabrielDias Ver última mensagem

 

5

LATAM Pass está estendendo a validade dos status por causa do coronavírus

em LATAM Fidelidade

Última mensagem Qua Abr 01, 2020 11:15 am Ajudante Ver última mensagem

 

4

Você está preso no exterior por causa do coronavírus? Preencha o formulário da ANAC

em Falando +D

Última mensagem Dom Mar 22, 2020 11:52 am GabrielDias Ver última mensagem

 

3

 


Booking.com
Destinos - Europa
Alemanha

Todos os horários são GMT - 3 horas



Ir para:  
 

 

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes