Destinos - Europa
Áustria

Todos os horários são GMT - 3 horas




 Página 1 de 1 [ 5 mensagens ] 
 
 Mensagem não lidaPublicado: Dom Fev 09, 2020 8:46 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 19010
Administrador
Imagem

Todo mundo tem curiosidade de saber como é dormir em um iglu. Por ter essa experiência e compartilhar com viajantes que têm esse sonho, o Falando de Viagem viajou para a Áustria, para a vila de Kühtai, nos Alpes Austríacos, um dos poucos locais do mundo que oferecem a opção de hospedagem em iglus.

Kühtai está localizada a 2.020 metros de altura, a cerca de 36km ou 40 minutos de carro de Innsbruck. No passado, foi uma área de caça da nobreza austríaca e hoje é um vilarejo de 29 habitantes que tem sua população muitas vezes multiplicada pelos turistas. No verão, pelos amantes da natureza que visitam a área para trekking e caminhadas nas montanhas. No inverno, pelos amantes dos esportes e da neve - é quando a área bomba e os hotéis ficam lotados com meses de antecedência. O chamado Ski Resort conta com 85km de pistas em duas áreas, 11km de pista para esqui cross-country e 2,5km de pista para tobogã (com iluminação noturna), além de vários quilômetros para caminhada na neve. Em Kühtai você sai dos hotéis e cai diretamente na pista.

No entanto, desta vez não fomos praticar esportes de inverno, fomos conhecer uma outra atração do vilarejo, o Iglu Dorf, uma vila de 12 iglus para hospedagem. Iglu Dorf é uma cadeia de iglus villages, ou seja, vilas de iglus. Todos os anos estas vilas são reconstruídas. Atualmente, são 5 vilas localizadas na Suíça, na Alemanha e o de Kühtai, na Áustria. São necessárias 2 mil toneladas de neve e entre 2 e 3 mil horas de trabalho até os iglus ficarem prontos para receberem os seus hóspedes. Os trabalhos começam no início de dezembro. As temporadas podem variar de ano para ano, mas geralmente é de 25 de dezembro até o início de abril. Depois disso, os equipamentos, decorações e materiais como portas, cabos, lâmpadas e etc são retirados e as vilas derretem - o campo volta a seu estado original.

A localização é boa?

É excelente! O Iglu Dorf fica bem próximo a área central de Kühtai e com acesso direto às pistas de esqui.

Imagem

Como chegar até o Iglu Dorf?

A melhor maneira de chegar a Kühtai e no Iglu Dorf é de carro. São 36 km de distância da cidade de Innsbruck. O estacionamento é gratuito e fica a poucos metros de distância dos iglus, bastando seguir as placas indicativas. Para quem não se sente apto para dirigir em regiões com neve, uma opção é pegar um ônibus local desde Innsbruck e descer no ponto Kühtai Jagdschloss. Depois basta caminhar uns 3 minutos até o Iglu Dorf.

Você pode conferir os horários de ônibus clicando aqui.

Leia também: Dicas para alugar um carro e dirigir na neve

Como é a vila de iglus?

A vila é composta de 12 iglus, um restaurante-bar que serve também de recepção, uma sauna e uma área externa onde estão localizados os banheiros.

Veja algumas fotos externas da vila:

Imagem

Imagem

Imagem

Só o restaurante já vale uma visita até a vila. A construção é feita de vários iglus interligados. As paredes são todas esculpidas - realmente obras de arte na neve e no gelo. É incrível a criatividade, a técnica e os detalhes. Temos certeza que muitas das horas de trabalho são destinadas à decoração das paredes do restaurante.

Veja algumas fotos do seu interior:

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Como são os iglus?

Os iglus não são grandes em metragem - têm cerca de 10m² -, mas eles são altos e o sofisticado sistema de iluminação nos dá uma sensação de espaço. Você entra e meio metro para frente está o bloco de gelo que é a cama. Sobre ele está um colchão térmico e sobre o colchão, peles e sobre elas o saco de dormir, que pode ser individual, ou pode ser unido caso seja um casal. Na cabeceira "da cama" existe um interruptor para você controlar a iluminação do iglu sem sair do saco de dormir e onde também há um conector USB para carregar o telefone durante a noite. Nas paredes existem alguns ganchos para você pendurar a sua roupa.

Cada iglu está decorado com uma escultura diferente. O tema desta temporada em Kühtai é o prado alpino, por isso vemos flores, águias, sapos, caracóis e carneiros nas paredes, o mesmo tema do restaurante.

Não existe espaço no iglu para colocar mala, por isso já na reserva você recebe a informação de que deverá levar no máximo uma mochila com os seus pertences, que ficará ao seu lado na cama. Se você está em viagem com malas, deverá deixá-las no carro ou no seu hotel caso ainda se hospede na região.

Veja algumas fotos internas dos iglus:

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

O Iglu Dorf não possui Wi-Fi e dentro dos iglus o sinal de telefone e internet é bem fraco, então você deverá aproveitar e realmente se desconectar do mundo.

É frio dentro dos iglus?

As temperaturas dentro do iglu são relativamente constantes, entre -2 e 2 graus. O importante é vestir-se adequadamente para a estadia. Com os sacos de dormir (para até -40 graus) e a roupa certa você não deve sentir frio.

Um ponto importante é que você deverá dormir com roupas térmicas ou pijama quente, meias (se estiver muito frio até dois pares) e gorro na cabeça. Uma dica é que você coloque a roupa que irá utilizar no dia seguinte, caso não estejam úmidos, dentro do saco de dormir, assim no dia seguinte a roupa não estará tão gelada para você vestir. É importante também que se você suar muito dentro do saco de dormir deve trocar a roupa e não ficar com ela úmida, para evitar ficar doente.

Leia também: 10 dicas para viajar para neve com bebês e crianças

Com são os banheiros?

Os banheiros são simples, mas funcionais. O único problema é que ficam a cerca de 150 metros dos iglus. Então, se você precisa ir ao banheiro no meio da noite, deverá vestir-se totalmente para sair do iglu. A vila de iglus Kühtai tem um ponto positivo que outras não têm. Ela tem duchas, então você pode tomar um banho quente durante a sua estada.

Imagem

Imagem

Imagem

Como é a experiência?

Diferente de um hotel normal em que você pode fazer o check-in a qualquer momento, a partir de um determinado horário, no Iglu Dorf, você deverá fazer o check-in às 17:00 em ponto, caso se atrase, você deverá informar. Sendo assim, chegamos no horário e fizemos o check-in. Como você já passa todas as informações na reserva, na verdade é apenas avisar que você chegou. Neste momento, você recebe um chá ou um vinho quente de boas-vindas.

Imagem

Assim que todos os hóspedes que entrariam aquele dia fizeram o check-in, a guia reúne todos, se apresenta e nos informa que a nossa principal tarefa para a noite é nos mantermos aquecidos. Claro que como brasileiros já ficamos um pouco receosos e já nos questionamos se o que tínhamos levado de roupas seria o suficiente para encarar a missão. Ela nos passa as instruções de segurança, nos conta sobre a história sobre a construção dos iglus e explica como a nossa noite irá se desenrolar.

Como o grupo era pequeno, todos nos apresentamos, inclusive o pequeno Louis de 4 anos, o hóspede mais novo que o Iglu Dorf já recebeu, que estava tendo uma aventura papai com filho. Seguimos então para visitar os iglus. Foi possível entrar em todos e apreciar as suas esculturas. Depois retornamos e recebemos o número do nosso iglu. Sim, número, porque os iglus não têm chave, o que significa que você dorme sem trancar a porta. Claro que este é outro fator estranho para nós brasileiros, mas é realmente bem seguro.

Deixamos nossas mochilas no iglu, nos agasalhamos bem e retornamos para a recepção para uma outra fase da experiência, a caminhada com as chamadas raquetes de neve. Saímos da vila de iglus e subimos um pouco a montanha. Foi uma experiência bem agradável ver Kühtai iluminada. Mesmo estando -4 graus você não sente o frio por causa do exercício. Embora no momento seja fácil andar com as raquetes, a neve pesa e no dia seguinte você sentirá os músculos das pernas.

Imagem

Imagem

Imagem

Retornamos após cerca de uma hora e fomos para o restaurante jantar. O cardápio é fixo: caldo de legumes de entrada, fondue de queijo suíço de prato principal e brownie de chocolate de sobremesa.

Imagem

Imagem

Após o jantar você fica livre para ir já para o seu iglu, ficar tomando vinho quente no bar, que recebe muitos visitantes da vila durante a noite, ou aproveitar a sauna. Desde que não esqueça da sua tarefa para a noite: manter-se aquecido.

Se optar pela sauna, saiba que ela é seca e fica fora da área dos iglus, em um contêiner perto da área dos banheiros. Vale lembrar que na Áustria, bem como em outros lugares da Europa, a sauna é mista e as pessoas ficam nuas. Você poderá se trocar nos banheiros ou dentro do contêiner em uma área antes da sauna.

Imagem

Imagem

Imagem

Antes de ir dormir você deverá pagar (em dinheiro) as bebidas consumidas durante e após o jantar. Neste momento, você recebe um lençol-saco de dormir de algodão. Ele será a barreira entre você e o saco de dormir.

No dia seguinte a guia bate na porta do iglu às 07:30 da manhã, entra no iglu e você recebe uma xícara de chá ainda na cama - quer dizer, no saco de dormir. Depois disso, você tem meia hora para higiene e para arrumar as suas coisas.

Às 08:00 da manhã todos se encontram na frente da recepção e seguimos já com todas as nossas coisas (você pode optar por deixá-las no carro também) para o café da manhã no Hotel Jagdschloss, cujo valor está incluso na diária do iglu.

O hotel oferece um café da manhã variado e bastante completo, com opções quentes e frias - pães, frios, frutas, sucos variados, ovos e iogurtes com cereais são algumas das opções. Logo que todos estão servidos, a guia se despede de todos e a experiência termina.

Imagem

O que devo levar?

A recomendação é levar:
- Roupa quente, impermeável (como para esquiar);
- Sapatos impermeáveis, confortáveis e quentes (como botas de caminhada de cano alto ou botas de neve);
- Luvas grossas e impermeáveis (como para esquiar);
- Meias extras, roupas térmicas compridas ou pijama quente;
- Dois gorros (uma para usar fora e outro para dormir);
- Toalha, chinelo e itens de higiene pessoal;
- Dinheiro vivo (você pagará a experiência direto na reserva, mas precisará de dinheiro para pagar as bebidas);
- Óculos de sol e protetor solar;
- Goggles (óculos de esqui - contra o vento).

Extra: no iglu não há travesseiro. No nosso caso sentimos muita falta, então levar algo para servir de travesseiro. Uma boa ideia é levar aquelas almofadas para pescoço que usamos em avião, como as vendidas pela FOM, que são ótimas tanto no dia a dia, quanto em qualquer viagem.

Quanto custa?

Os valores variam de acordo com o Iglu Dorf que você irá se hospedar, das datas, o tipo do iglu: de grupo, de casal ou de família e também se você deseja incluir algum extra no pacote. Você pode consultar a tabela de preços clicando aqui.

Em Kühtai, os valores variam de 129 euros até 309 euros por pessoa (adulto).

Caso você queira a indicação de um agente de viagem, envie e-mail para [email protected].

Quais são as redes sociais?

O Iglu Dorf tem perfil no Instagram e no Facebook.

Sugerimos que você siga os perfis para ficar por dentro das novidades.

Vale a pena a experiência de dormir em um iglu?

Sim! Com certeza vale, pois a experiência é muito diferente e interessante. Todo o programa é muito bem pensado e nossa guia foi superatenciosa. Conversamos pela manhã com o pequeno Louis e ele nos falou que gostou muito, que era frio, que ele havia dormido agarrado ao pai, mas que mesmo assim ele havia gostado muito e indicava para as crianças irem dormir lá. Um fofo!

Foi confortável?

Não. Sinceramente, uma cama macia e quentinha de um hotel vai ser mais confortável. O gelo é bem duro, mas isso não desmerece a experiência. Apenas não seria o caso de pernoitar mais de uma noite no iglu. Eles mesmos não indicam que você faça isso.

Um detalhe importante: se você realmente não estiver em grupo, reserve o iglu de casal. Embora cada pessoa durma fechada em seu saco de dormir, você dorme muito próximo de um estranho. Não é como em um hostel, onde há uma boa distância entre as camas.

Não achamos que vale a pena pagar o extra de "Plus ou Love Nest", a não ser que você tenha um sonho de construir um iglu, não compensa a diferença de preços.

É uma experiência que tem um custo alto, mas um valor imenso, algo que com certeza irá marcar a sua viagem. Longe do turismo de massa é algo realmente especial.

Boa viagem e não se esqueçam: mantenham-se aquecidos!

Texto e fotos: Adriana Ruhmke.

O Falando de Viagem se hospedou no iglu a convite do Iglu Dorf.

E você, conhece o Iglu Dorf? Já dormiu em um iglu? Gostou? Onde foi? Recomenda? Tem dicas? Conte para nós a sua experiência!

Imagem
ImagemImagemImagemImagemImagem

_________________
Participe do melhor grupo de descontos do WhatsApp. Acesse: hhttps://fdv.im/DescontosG10



 Mensagem não lidaPublicado: Seg Fev 10, 2020 11:13 am 
Mensagens: 2131
Experiência bem marcante.

_________________
http://fdv.im/AdrianaRuhmke


 Mensagem não lidaPublicado: Seg Fev 10, 2020 7:03 pm 
Mensagens: 1404
Adorei acompanhar essa experiência! Realmente de conforto tem nada, mas é algo único! Faria super.

_________________
http://fdv.im/ManuCaldas


 Mensagem não lidaPublicado: Ter Fev 11, 2020 7:49 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 5947
Que experiência sensacional. Certamente farei isso um dia. Agora estou mais animada do que nunca! Tem vezes que o conforto vira apenas um detalhe e vale a pena.

_________________
http://fdv.im/JulianaMagalhaes


 Mensagem não lidaPublicado: Ter Fev 18, 2020 2:29 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 40762
Incrível! Quero fazer um dia. E, realmente, uma noite é mais do que o suficiente.

_________________
Você já conferiu as últimas matérias do Falando de Viagem? Acesse: https://fdv.im/materias


 
 Tópicos Relacionados      Respostas 
Vale a pena dormir a primeira noite em um hotel barato em Cancún?

em Hotéis em Cancún

Última mensagem Sáb Nov 07, 2020 7:41 am Adriana Ver última mensagem

 

3

Air Europa melhora a experiência Wi-Fi de seus passageiros

em Internet

Última mensagem Qui Jul 23, 2020 5:12 pm manucaldas Ver última mensagem

 

1

Reabertura de Monte Verde, em Minas Gerais | Nossa experiência de viagem

em Monte Verde

Última mensagem Dom Set 20, 2020 11:05 am Ajudante Ver última mensagem

 

5

Minha experiência remarcando passagem com a Copa Airlines durante a pandemia do coronavírus

em Coluna do Fabio Macedo

Última mensagem Qua Abr 01, 2020 12:58 pm GabrielDias Ver última mensagem

 

1

Bateaux Parisiens: como é a experiência de jantar navegando pelo Rio Sena em Paris

em Onde comer em Paris

Última mensagem Seg Jun 01, 2020 12:08 pm GabrielDias Ver última mensagem

 

2

 


Booking.com
Destinos - Europa
Áustria

Todos os horários são GMT - 3 horas



Ir para:  
 

 

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante