Destinos - Europa
Itália

Todos os horários são GMT - 3 horas


Ir para página 1, 2  »

 Página 1 de 2 [ 14 mensagens ] 
 
 Mensagem não lidaPublicado: Seg Abr 03, 2017 8:19 am 
 Atualizado: Ter Jul 14, 2020 9:38 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 18903
Administrador
Imagem

Viajar com crianças é uma oportunidade única para mostrar novos lugares, sabores, conhecimentos, culturas e comportamentos aos pequenos viajantes. É um enorme prazer ver o brilho nos olhos deles a cada descoberta e a alegria que demonstram de forma tão genuína ao aprenderem coisas novas, indo além daquilo que lhes é ensinado nas salas de aula, nos livros, televisão e também nas histórias que contamos.

É muito comum escutarmos das pessoas, e de certa forma antes da primeira viagem com nosso filho também pensávamos assim, que viagens com crianças precisariam ser pensadas apenas em roteiros voltados para eles, e que seria uma tarefa extremamente difícil viajar para locais como a Europa, que proporciona principalmente atrações que não chamam atenção dos pequenos. Entretanto, desde a primeira vez que tomamos coragem de enfrentar este desafio, quando ele tinha apenas 3 anos, fomos surpreendidos por uma experiência maravilhosa.

Mas não adianta nos enganarmos, pois viajar com crianças também apresenta seus desafios, pois o ritmo da viagem é outro. Além disso, tudo precisa ser planejado com muito mais cuidado e atenção, e não foi diferente durante a nossa jornada pela Itália.

Fizemos todo o percurso na companhia do Davi, um animado viajante de apenas 5 anos, e agora vamos trazer para vocês algumas dicas que facilitaram o nosso dia a dia, bem como alguns truques que fizemos durante a viagem para que a experiência fosse boa para toda a família.

1) Organizar bem o roteiro do dia

Principalmente as atrações que desejam visitar, o local em que serão feitas as paradas para refeições mais longas, os meios de transporte que irão utilizar. Em qualquer viagem, não apenas com crianças, um roteiro sempre ajuda, mas com crianças fica mais difícil improvisar. Claro que a ideia aqui não é ter um roteiro rígido, que não indicamos para qualquer situação, mas uma boa noção do que se planeja fazer no dia.

2) Ficar atento aos deslocamentos a pé

Lembre-se que para cada passo de um adulto uma criança precisa dar 2 ou 3 passos. Com isso, por mais disposta que ela seja, ela irá se cansar muito mais cedo que você. Exatamente por isso coordenamos o nosso roteiro de forma que os deslocamentos a pé não fossem muito longos, mesmo que para isso fosse necessário abrir mão de desfrutar a cidade a pé, que na nossa opinião é uma ótima forma de explorar o destino. Sempre que percebíamos que o gás dele estava acabando, optamos por usar algum meio de transporte sem sofrer com esta decisão.

Temos que ter em mente que o mais importante é que todos aproveitem o passeio dentro dos seus limites, e sempre pensamos que teremos a oportunidade de voltar ao local um dia e ver, ou rever, aquelas atrações que não pudemos ir agora.

3) Voltar para o hotel de táxi

No final do dia opte sempre por voltar para o hotel de táxi. Mesmo que sejam apenas 5 ou 6 quarteirões, se não tiver nada de interessante para se ver no caminho é a hora ideal de dar um merecido descanso para o seu filho e filha.

4) Pausa para descanso

Quando viajamos sozinhos, com amigos ou em casal é comum sair cedo e só retornar para o hotel no início da noite.
No entanto, com uma criança é interessante fazer uma pausa por volta das 15:00/16:00, de forma que ela possa relaxar um pouco no hotel antes do jantar. O Davi aproveitou muito esses momentos para brincar ou descansar na banheira dos hotéis. E nada mais justo, principalmente quando consideramos que na Itália não temos tantos atrativos para as crianças.

5) Acorde cedo

Na Itália, como no resto do mundo, os museus e as principais atrações são muito mais tranquilos pela manhã. E toda criança gosta de andar, explorar e parar de tempos em tempos, atividades que não combinam com grandes aglomerações. Por isso, selecione as atrações mais concorridas da cidade onde você está e se programe para visitá-las o mais cedo possível. Assim, quando o lugar estiver ficando cheio de gente, você estará indo embora.

6) Compre os ingressos com antecedência

A grande maioria dos museus vende os ingressos pela internet com antecedência. Com isso, você não precisa aguardar na fila para efetuar a compra, o que, dependendo do dia, pode ser algo bem demorado.

7) Hotel com piscina ou banheira

Cada criança é única, mas a maioria delas adora nadar. O melhor é quando o hotel oferece piscina, mas pelo que vimos durante nossa viagem isso não é comum na Itália, principalmente nos hotéis localizados dentro dos centros históricos. Mas em todos os hotéis tivemos banheira no quarto e isso foi suficiente para proporcionar algumas horas de diversão para o Davi.

Mesmo após passeios de 6/7 horas, ele adorava ficar 1 ou 2 horas na banheira (isso mesmo, todo este tempo!), e saia de lá pronto e relaxado para o jantar. É preciso apenas ficar atento com a temperatura da água, que não pode estar muito quente para não ter problemas, como, por exemplo, queda de pressão arterial.

8) Lembrancinhas nos hotéis

Mudar de hotel e cidade pode ser algo chato, e por isso, na Itália, adotamos uma estratégia que funcionou muito bem. Em viagens anteriores compramos pequenos Legos, em torno de 5 euros cada um, e avisamos para o Davi que cada novo hotel deixaria para ele um presentinho.

Com isso, no dia de mudarmos de hotel, ele ajudava a arrumar tudo, fechava as malas e adorava ir para o próximo destino, onde receberia um novo presentinho. Sempre é uma farra chegar no novo quarto e procurar a lembrancinha escondida.

9) Peça o prato das crianças primeiro

Logo ao chegar ao restaurante já pedíamos o prato do Davi e só depois escolhíamos os nossos. O que ele mais gostava era massa à bolonhesa ou ao sugo, e quando o prato chegava tínhamos tempo para auxiliá-lo, evitando que se sujasse, e depois podíamos comer com tranquilidade.

10) Tablet, livros e brinquedos

Ao sair para restaurantes sempre leve algo para que seu filho se distraia em algum momento durante a refeição. Afinal de contas, o tempo no restaurante costuma ser longo e pode se tornar um momento cansativo para eles. Entretanto, tínhamos o cuidado de não deixá-lo o tempo todo distraído e alheio ao momento que estávamos desfrutando. Assim, reservávamos um tempo para um bate papo sobre os principais eventos que vivemos naquele dia, incluindo a experiência dos sabores que estávamos desfrutando durante a refeição e sobre o que nos aguardava no dia seguinte.

11) Tenha sempre um lanche e uma garrafa de água à mão

Até mesmo por andarem muito, as crianças têm muita fome durante o dia. E nessas horas uma torrada, banana ou biscoito são ideais para segurar o apetite até a próxima refeição. Outro fator importante é sempre oferecer água, mesmo quando o tempo está mais frio.

12) Paradas estratégicas para saborear um deliciosos Gelato

Quando percebíamos que o Davi estava ficando cansadinho e impaciente, fazíamos paradas para um descanso e para saborear os famosos gelatos. Ele adorava e logo recobrava as energias!

13) Ritmo da viagem

Tenha em mente que o ritmo da viagem necessariamente será mais lento. Aliás, as viagens com o Davi têm nos trazido este maravilhoso aprendizado. Muitas vezes somos pressionados a ver todas as atrações, conhecer todos os museus, e a viagem que era para ser um momento de descanso passa a ficar muito desgastante. Assim, organize o roteiro do dia e tente não ficar frustrado se algo não puder ser feito, o mais importante é que a viagem seja prazerosa.

14) Carrinhos de bebê podem ser um problema

Cidades como Veneza são um pesadelo para carrinhos de bebê, pois os passeios são irregulares e as pontes surgem a cada esquina. E mesmo nas demais cidades, como Florença, Siena e Roma, não é uma tarefa muito fácil superar os obstáculos que surgem pelo caminho. O ideal mesmo é usar um canguru, mas se o carrinho for uma necessidade, pegue um modelo leve, que possa ser facilmente carregado quando necessário.

15) Estimule a imaginação das crianças

Antes de embarcarmos já tínhamos mostrado para o Davi vídeos, fotos e lido textos sobre Veneza, o Davi de Michelangelo, as cidades muradas da Toscana, o Coliseu, Vaticano e outras atrações. Dessa forma, quando chegamos, ele já estava curioso por ver as novidades, fez dezenas de perguntas e realmente aproveitou e aprendeu muito com a viagem.

Planeje sua viagem para a Itália

Para você não ter trabalho, nós fizemos selecionamos as melhores empresas, com os melhores preços e totalmente confiáveis, para você reservar on-line e com opção de parcelamento.

- Quer pegar a estrada? Alugue um carro clicando aqui.
- Prefere ir de avião? Compre sua passagem aérea clicando aqui.
- Hotel de luxo ou custo-benefício? Escolha a melhor hospedagem clicando aqui.
- Quer curtir sem preocupações? Garanta o seguro de viagem clicando aqui.
- Quer ficar 24 horas on-line? Compre seu chip de internet clicando aqui.
- Quer comprar moeda estrangeira? Receba em casa ou escritório clicando aqui.
- Ingressos para as principais atrações? Compre on-line e parcele clicando aqui.

Boa viagem!

Texto e fotos: Hugo Medeiros.

E você, já viajou com crianças para a Europa? Tem outras dicas? Conte para nós a sua experiência!

Imagem
ImagemImagemImagemImagemImagem

_________________
Participe do melhor grupo de descontos do WhatsApp. Acesse: https://fdv.im/Descontos12



 Mensagem não lidaPublicado: Seg Abr 03, 2017 10:19 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 40564
Excelentes dicas! Adorei a oitava, dos presentinhos. Vou adotá-la :D

_________________
Você já conferiu as últimas matérias do Falando de Viagem? Acesse: https://fdv.im/materias


 Mensagem não lidaPublicado: Seg Abr 03, 2017 11:32 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 5919
Excelentes dicas! Quanto tiver filho já vou ser uma expert com essas dicas! rs

A 8 foi a que mais me chamou atenção também! rs A 9 e a 11 são essenciais também!

_________________
http://fdv.im/JulianaMagalhaes


 Mensagem não lidaPublicado: Seg Abr 03, 2017 12:51 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 3666
Viajar com crianças é um constante aprendizado. Cada vez descobrimos algo novo.

_________________
http://fdv.im/HugoMarcio


 Mensagem não lidaPublicado: Seg Abr 03, 2017 2:33 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 581
Adorei as dicas!! Ainda estou longe de ter filhos, mas vejo pelo meu irmão menor o quanto ele aproveitava essas viagens para a Europa e relacionava com o que estava aprendendo na escola! Ele sabia até mais do que eu e meus pais kkk Certamente levaria meus filhos pequenos para o Velho Continente!!


 Mensagem não lidaPublicado: Seg Abr 03, 2017 5:03 pm 
Mensagens: 95
Uma dica que posso compartilhar para aqueles com mais de 5 anos é optar pelo "Family Audioguide" nos museus do Vaticano.

O diferencial deste audioguia para os demais é que neste caso consiste em uma brincadeira de caça ao tesouro, com um mapa e pelo menos 30 itens a serem descobertos.

Quando fui não tinha audio em português, mas tinha em espanhol. Como a linguagem é razoavelmente simples, eles até entendem alguma coisa.

Foi o passeio em museu mais tranquilo que fiz. Valeu muito à pena!


 Mensagem não lidaPublicado: Ter Abr 04, 2017 7:37 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 11604
Parabéns Hugo...
Todas essas dicas demonstra que vc e sua esposa amam muito seu filho.. é sempre legal ver pais preocupados, nos mínimos detalhes com o bem estar dos filhos... para muito além dos aspectos de segurança, preocupação com saúde do pequeno, tem esta parte do "bem estar"...piscina é algo mágico com crianças... todas adoram...
Se para um adulto o mundo é enorme, imagina para uma criança...
Todas as suas dicas são perfeitas...
A dica 8, a compra do Lego, eu já adoto com uma pequena variação:
Quando eu e esposa viajamos sozinhos, meu filho fala assim: "puxa... lua de mel, de novo ???" :)
Ele sente muitas saudades de nós não estarmos com ele na hora de dormir... então, nós sempre passamos na Ri-Happy e compramos Legos de saquinho... ah... como temos outra "criança" de 22 anos tb, minha esposa compra alguma maquiagem pra ela....
Funciona sempre... ;)


 Mensagem não lidaPublicado: Ter Abr 04, 2017 7:45 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 11604
Hugo...
Uma dica... não específica para a Itália, mas para viagens em geral:
Antes da viagem, quando já tenho o roteiro pronto, eu pesquiso em todos os locais onde vamos, onde tem emergências de adultos e crianças...faço uma planilha com nome do hospital/clínicas, endereço, telefone e especialidades.
A preocupação maior é sempre com locais para atendimento de emergência...
Diante de uma emergência, as pessoas costumam ficar nervosas.. preocupadas.. então, uma planilha com tudo resumido, ajuda muito...
Logo depois que deixamos a mala nos quartos, eu vou na recepção e mostro a planilha com os locais de emergências.. e pergunto se o local é OK ou se o hotel indica algum local melhor... quando eles indicam, de noite eu tenho verificar se o seguro que eu contratei tem atendimento para o local...


 Mensagem não lidaPublicado: Ter Abr 04, 2017 9:00 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 3666
Zardox, viajar com os filhos é uma experiência incrível. Nós adoramos e ele é super companheiro. E a todo momento pensamos em coisas que deixem a viagem interessante para todos.

Essa dica do hospital é excelente. Eu não fazia isso, mas vou começar. Realmente, na hora da emergência, é difícil manter a cabeça no lugar, ainda mais quando se trata dos nosso filhos.

_________________
http://fdv.im/HugoMarcio


 Mensagem não lidaPublicado: Ter Abr 04, 2017 9:50 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 11604
Essa do hospital já fui obrigado umas duas vezes. a pior nesta história..:
Estávamos em Itaipava: eu/esposa/filhos e a sogra..
A sogra abusou do sal numa feijoada... de noite, teve um pico de pressão: 28 por 14...
Eu já tinha na mão os hospitais do plano de saúde (o dela era Unimed)... minha filha ficou com o filho no hotel e corremos para o hospital levando a sogra (ela tava igual panela de pressão...rsrs)..
Como eu estava com muita dificuldade de achar o hospital, parei num ponto de taxi e paguei para o cara ir no carro dele e eu segui.. rapidamente chegamos em Petrópolis e ela teve atendimento imediato... mais um pouco ela podia ter um AVC.. (ela já teve uma isquemia leve, que é o pessoal diz que é uma espécie de mini AVC...)
Imagina se na hora ainda tenho que saber qual é o hospital que aceita Unimed ???


 
 Tópicos Relacionados      Respostas 
7 dicas para viajar com crianças

em Família

Última mensagem Seg Set 21, 2020 2:51 pm JulianaMagalhaes Ver última mensagem

 

3

Louvre com crianças: 5 dicas para tornar a visita dos pequenos ainda mais especial

[ Ir para página: 1, 2 ]

em Paris

Última mensagem Sáb Mai 16, 2020 6:11 pm Ajudante Ver última mensagem

 

12

Itália ou Portugal?

em Destinos - Europa

Última mensagem Sex Set 11, 2020 4:37 pm manucaldas Ver última mensagem

 

2

Documentos exigidos para entrar na Itália

em Itália

Última mensagem Qua Jul 29, 2020 4:25 pm manucaldas Ver última mensagem

 

4

Little Venice: um pequeno e charmoso pedaço da Itália em Londres

em Londres

Última mensagem Dom Mai 24, 2020 7:12 pm Beatriz Ver última mensagem

 

3

 


Booking.com
Destinos - Europa
Itália

Todos os horários são GMT - 3 horas



Ir para:  
 

 

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes