Vale a pena fazer um bate e volta de Paris até o Vale do Loire?

Troca de informações sobre destinos no Vale do Loire.

Avatar do usuário
falandodeviagem Mensagens: 19372 Administrador
Qua Mai 06, 2020 9:42 am
Imagem

Paris é uma das mais incríveis cidades do mundo e na sua primeira visita merece no mínimo 7 dias exclusivos. Da segunda vez em diante, pelo menos 5 dias não são exagero. O ideal é realizar um roteiro de viagem apenas para a França, pois além de sua capital há outros destinos incríveis, como Marselha, Beaune, Bordeaux, Riviera Francesa, Estrasburgo, Annecy e o Vale do Loire.

Caso você vá apenas a Paris, mas queira conhecer outros destinos, é possível fazer um bate e volta de carro, trem ou contratando um receptivo local. Não recomendamos o avião, pois perde-se muito tempo com os trâmites burocráticos nos aeroportos.

Leia também: 6 cidades para você fazer um bate e volta a partir de Paris

É possível conhecer o Vale do Loire em apenas um dia?

Não é possível. É muito pouco tempo e a região é enorme, com várias atrações turísticas. O ideal, é passar pelo menos 2 ou 3 noites na região, para aproveitar melhor. E, neste caso, a melhor opção é alugar um carro, para ter total mobilidade. O automóvel é a única forma eficiente de explorar a região.

No nosso caso, ficamos 10 dias em Paris, o que é acima da média, mas como foi uma viagem em família, com o Felipe de 6 anos, o ritmo do roteiro de viagem precisou ser mais devagar. A ida para o Vale do Loire, em grande parte, também foi por causa do Felipe, pois ele estudou sobre pintores famosos na escola e queria conhecer o castelo onde morou Leonardo da Vinci e onde ele estava enterrado.

Como fazer o bate e volta?

De Paris até o Vale do Loire são pelo menos 2 horas de viagem de carro, por isso é preciso acordar cedo. O dia precisa render, então quanto antes você sair, mais tempo útil terá para aproveitar. Viajamos no inverno, quando o dia escurece mais cedo, então era ainda mais necessário um bom planejamento. Em outras épocas, com o sol indo até mais tarde, você ganha mais tempo para curtir.

Você pode:
- Alugar um carro e ir dirigindo, usando o GPS;
- Contratar uma empresa, com carro e motorista.

O problema de alugar um carro é que você perde tempo com a retirada e a devolução do veículo, além de ter que se preocupar com a logística de chegar aos locais e estacionar. Contratar um motorista é melhor, ainda que seja mais caro.

Vale a pena contratar um guia?

Sim, vale a pena! Um guia enriquece a sua viagem e, além de bolar o roteiro, estará com você em todos os momentos passando informações importantes. Ainda que alguns locais ofereçam áudio-guia, não é a mesma coisa. Alguns guias são especialistas em famílias e fazem com que as crianças curtam ainda mais o passeio.

Nós indicamos a Clau Gazel, guia brasileira que mora há anos em Paris, e conhece tudo da cidade. WhatsApp da Clau: +33 6 47 70 71 05.

Roteiro de 1 dia no Vale no Loire

Aqui vale uma explicação: você pode montar vários roteiros. Não tem certo ou errado, dependendo exclusivamente do seu interesse maior. Não vai ser possível conhecer tudo, então planeje locais próximos, para não perder muito tempo com os deslocamentos.

Primeira parada: Château Royal d'Amboise.
Segunda parada: lanche no Maison Bigot Amboise.
Terceira parada: Château Du Clos Lucé.
Quarta parada: almoço no L’Auberge du Prieuré.
Quinta parada: Château de Chenonceau.
Última parada: lanche no Auberge du Bon Laboureur.

Château Royal d'Amboise

O Castelo Real de Amboise é um dos castelos do Loire, na França, localizado na margem daquele rio em Amboise, no departamento de Indre-et-Loire. É nesse local que está sepultado Leonardo da Vinci e você pode visitar o túmulo dentro da capela. Não é impactante para as crianças, então pode ir com seu filho.

Amboise é uma cidade histórica cheia de charme dominada pelo Castelo Real. Foi a sede do 1º Tribunal de Reis Charles VIII e François. Numerosos homens e mulheres e europeus ficaram em Amboise, a convite dos soberanos, assim como Leonardo da Vinci.

Pegue o tablet para seu filho, pois ele poderá fazer uma caça ao tesouro virtual, encontrando objetos escondidos nas salas. É diversão garantida - O Felipe amou!

Imagem

Imagem

Maison Bigot Amboise

Essa pâtisserie é simplesmente fantástica. Imperdível. É aquele lugar que você deve visitar mesmo sem estar com fome, afinal, são mais de 100 anos de tradição. No interno, sentar e tomar um chocolate quente com um croissant é uma delícia. Já no verão, vale tomar um refrescante sorvete e comprar alguns chocolates. Os donos são de uma simpatia ímpar.

Imagem

Imagem

Château Du Clos Lucé

Foi no Château du Clos Lucé, a convite de François I, que Leonardo da Vinci passou os últimos três anos de sua vida, dedicando seu tempo a aperfeiçoar as suas invenções. Prolífico e inspirado, ele trabalhou como engenheiro, arquiteto e até como coordenador de entretenimento, organizando festividades para a corte.

Em sua residência, a apenas 300 metros do Castelo Real, ele elaborou planos para um castelo modelo para François I em Romorantin, e projetou a escada de dupla hélice no Castelo de Chambord. O Castelo do Clos Lucé é agora um parque cultural onde os visitantes podem obter uma melhor visão do universo do mestre italiano.

Aqui vale destacar três locais que o Felipe mais curtiu:
- O quarto original onde vivia o Leonardo da Vinci;
- A projeção bem realista de Leonardo da Vinci conversando com seu assistente;
- Uma réplica da Mona Lisa, onde dá para tirar uma foto próxima e sem o tumulto do Museu do Louvre.

Imagem

Imagem

Onde comer: L’Auberge du Prieuré

O L’Auberge du Prieuré é um restaurante localizado dentro do castelo, por isso é a opção ideal após o tour pela atração turística. Sua proposta é realizar uma viagem gastronômica para a época de Leonardo de Vinci, no convento do século XV, com seus quartos renascentistas e terraço sombreado no coração do jardim. Ele oferece "muitos prazeres do paladar" das receitas renascentistas.

As mesas são compartilhadas, os funcionários se vestem a caráter e o menu é com preço fixo, sendo bastante interessante. Não é uma refeição inesquecível, mas dentro da proposta é uma boa refeição e entretenimento.

Preço: 18 € ; 20 € ; 25 €.

Imagem

Château de Chenonceau

O Castelo de Chenonceau, também conhecido como Castelo das Sete Damas, é um convite para você descobrir um dos lugares mais belos da região, com sua arquitetura única no mundo e um destino peculiar. O primeiro castelo foi construído no local de um antigo moinho, em posição dominante sobre as águas do Rio Cher, algum tempo antes da sua primeira menção em um texto, no século XI. O atual palácio foi construído pelo arquiteto Philibert Delorme, e a sua história está associada a sete mulheres de personalidade forte, duas das quais rainhas de França.

Em 1576, de acordo com os planos de Philibert de l'Orme, Catarina de Médici construiu um magnífico salão de baile em uma galeria sobre a ponte de Diane de Poitiers. Esta possui sessenta metros de comprimento por seis de largura e é iluminada por dezoito janelas. O pavimento está coberto por ladrilhos de ardósia e o teto tem as traves expostas.

A imensa área verde é uma delícia para um picnic e para as crianças brincarem nos dias mais quentes. Carros e carruagens antigas, patos e cisnes, além do rio, completam o ambiente. Antes de ir embora, leve o seu filho para conhecer o labirinto no jardim. Ele vai curtir o desafio e vai se divertir bastante.

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Auberge du Bon Laboureur

O Auberge du Bon Laboureur, localizado bem pertinho do Château de Chenonceau, é o local ideal para você se hospedar na região. O hotel, de 4 estrelas, é extremamente aconchegante e charmoso. Os quartos são interessantes e tem boa área de lazer, inclusive com piscina e jacuzzi aquecida. Antes de voltarmos para Paris, fizemos um tour pelo hotel, além de tomarmos um chocolate quente com alguns quitutes para não sentir fome no retorno.

Imagem

Imagem

Como ir para Paris

A Air France opera atualmente 27 voos semanais entre a França e o Brasil – são 3 para Fortaleza (FOR), 10 para o Rio de Janeiro (GIG) e outros 14 para São Paulo (GRU). Junto com a KLM forma o grupo Air France-KLM, líder em tráfego internacional partindo da Europa, e que oferece uma malha aérea que abrange 318 destinos em 118 países, com 546 aeronaves. Em 2019, transportou 104,2 milhões de passageiros.

Você pode, por exemplo, voar na ida com a Air France e na volta com a KLM, voltando por Amsterdã, pois as empresas são do mesmo grupo. Clique aqui para ver como comprar a passagem aérea usando essa opção. No Brasil, o grupo tem como parceira estratégica a GOL Linhas Aéreas, juntas desde 2014, transportando mais de 1 milhão de passageiros e cobrindo 99% da demanda entre o Brasil e a Europa.

Leia também:
- Como é voar na Classe Executiva da Air France no Boeing 777-200ER
- Como é voar na Classe Executiva da Air France no Boeing 777-300ER
- Como é voar na Premium Economy da Air France no Boeing 777-300ER

A Air France também é membro da aliança SkyTeam, que possui 19 companhias aéreas associadas, oferecendo aos clientes acesso a uma rede global de mais de 14.500 voos diários para mais de 1.150 destinos em mais de 175 países. Clique aqui para saber mais sobre a aliança aérea e aqui para entender os benefícios do SkyPriority.

Vale a pena o bate e volta?

Definitivamente, valeu muito a pena! O Vale do Loire é realmente único e especial. Dá vontade de passar uma semana inteira na região, curtindo cada uma das suas cidades e explorando os seus castelos. O bate e volta é só para dar um gostinho a mais e planejar o retorno, se hospedando na região.

Planeje a sua próxima viagem

Para você não ter trabalho, nós fizemos selecionamos as melhores empresas, com os melhores preços e totalmente confiáveis, para você reservar on-line e com opção de parcelamento.

- Quer pegar a estrada? Alugue um carro clicando aqui.
- Prefere ir de avião? Compre sua passagem aérea clicando aqui.
- Hotel de luxo ou custo-benefício? Escolha a melhor hospedagem clicando aqui.
- Quer curtir sem preocupações? Garanta o seguro de viagem clicando aqui.
- Quer ficar 24 horas on-line? Compre seu chip de internet clicando aqui.
- Quer comprar moeda estrangeira? Receba em casa ou escritório clicando aqui.
- Ingressos para as principais atrações? Compre on-line e parcele clicando aqui.
- Precisa de uma mala nova? Compre on-line e parcele clicando aqui.

Leia também:
- Grupos do Falando de Viagem no WhatsApp
- Grupos do Falando de Viagem no Telegram

Boa viagem!

O Falando de Viagem viajou para a Paris a convite da Air France.

E você, conhece o Vale do Loire? Se hospedou na região ou fez um bate e volta? Gostou? Recomenda? Conte para nós a sua experiência!
Imagem
ImagemImagemImagemImagemImagem
Conheça os grupos pagos do Falando de Viagem no WhatsApp: https://fdv.im/grupospagos
Avatar do usuário
Fabio Mensagens: 8865
Qui Mai 07, 2020 2:06 am
Fui duas vezes ao Vale do Loire. Em cada uma delas, passei dois dias. E achei pouco. Ainda faltaram varios castelos.
Adriana Mensagens: 2165
Qui Mai 07, 2020 8:32 am
Realmente um bate e volta é bem pouco, mas me pareceu que pelo seu roteiro deu para ter um gostinho que do que é o vale, para voltar em um próxima oportunidade.
Avatar do usuário
GabrielDias Mensagens: 41449
Seg Mai 11, 2020 4:09 pm
Meu filho AMOU. Foi um excelente dia. Recomendo muito!
Conheça os grupos pagos do Falando de Viagem no WhatsApp: https://fdv.im/grupospagos
Avatar do usuário
Beatriz Mensagens: 2029
Seg Jun 01, 2020 11:11 am
Essa região é realmente muito especial. Os castelos impressionam demais.



Booking.com

Voltar para “Vale do Loire”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante


Anúncio