Roteiro de 7 dias na Ilha da Madeira

Troca de informações sobre a Ilha da Madeira, em Portugal.
Avatar do usuário
falandodeviagem Mensagens: 19677 Administrador
Qua Ago 03, 2022 10:47 am
Imagem

A Ilha da Madeira, região autônoma de Portugal, foi premiada por seis anos consecutivos como o melhor destino insular do mundo pelos World Travel Awards. O arquipélago da Madeira é formado pelas ilhas Madeira, Porto Santo, Selvagens e Desertas, sendo que as duas últimas não são habitadas. A Ilha da Madeira, que é a principal do arquipélago, possui 57 km de comprimento e 22 km de largura e tem atrações para todos os gostos. Há excelentes opções de monumentos históricos, hotéis e restaurantes. Além disso, você poderá se aventurar em passeios de barco, trilhas, escalada, canyoning, parapente, asa delta, ir a praias e piscinas naturais.

Exatamente por serem tantas atrações disponíveis, e também pelo fato de elas estarem espalhadas por todo o território da ilha, o Falando de Viagem recomenda sete dias como o tempo ideal para explorar com calma tudo de melhor que o destino tem para oferecer. Montamos um roteiro de sete dias para te ajudar na programação da sua viagem para a Ilha da Madeira, confira!

Leia mais:
10 motivos para incluir a Ilha da Madeira na sua viagem a Portugal

Dia 1

Como você vai desembarcar em Funchal, que é a capital da ilha, o primeiro dia será dedicado a explorar a cidade.

Leia mais:
Como ir para a Ilha da Madeira, em Portugal


O centrinho dos destinos é sempre uma parada obrigatória. No centro de Funchal, você encontra lindos casarões e prédios históricos, jardins, a tradicional calçada de pedras portuguesas e grafites coloridos.

Como são paradas rápidas, você pode bater perna conhecendo várias atrações de uma só vez. O Teleférico do Monte é imperdível: você sobe por um percurso que leva de 15 a 20 minutos e, ao chegar ao topo, você admira a vista e depois faz a descida em um carro de cesto. Você também pode visitar a Fortaleza de São Tiago, o Mercado dos Lavradores, o Museu CR7, a Sé Catedral de Nossa Senhora, o Palácio de São Lourenço, o Teatro Municipal Baltazar Dias, o Parque de Santa Clara e o Jardim Municipal do Funchal (Jardim Dona Amélia).

Após abrir o apetite, siga o passeio pela Rua Santa Maria para apreciar os grafites que estampam a rua e também para conhecer bons restaurantes. Sugerimos que você escolha um deles para almoçar.

Depois do almoço, vá ao Parque de Santa Catarina, que tem um belíssimo jardim e vista do porto. Depois, siga para a Igreja da Sé, que é a catedral mais emblemática do destino.

Para finalizar o dia, vá para a Fábrica de Bordados Bordal. O bordado da ilha é uma forte tradição local e tem reconhecimento mundial. Nesse passeio, você conhece mais sobre o funcionamento e a fabricação à mão dessa tradição centenária. Além da visita, você também pode fazer um curso de bordado com duração de 1h30 na própria fábrica.

Dia 2

Como o primeiro dia foi focado apenas em Funchal, recomendamos que, no segundo dia, você tenha uma visão mais ampla do território. Para isso recomendamos o Jeep Tour.

Esse passeio é fornecido por várias empresas, mas todos costumam começar cedo, por volta das nove da manhã. O Jeep dá uma volta na ilha, te apresentando à vegetação Laurissilva, picos, praias e muito mais. Por ser um 4x4, o veículo acessa estradas alternativas, o que torna a atração diferenciada e com mais emoção.

A ideia aqui é que você conheça os principais pontos da ilha para depois voltar com calma aos seus lugares favoritos. Por exemplo: o tour de Jeep passa pelas Piscinas Naturais de Porto Moniz, mas acreditamos que essa seja uma atração que merece mais tempo, em uma ida exclusiva, então será preciso voltar outro dia para apreciar com mais dedicação. O mesmo vale para miradouros, praias e outros lugares que você se encantar e quiser voltar.

Como o tour dura o dia inteiro, aproveite a estrutura do seu hotel para relaxar no restante da tarde e noite.

Leia mais:
15 atrações que você precisa conhecer na Ilha da Madeira

Dia 3

Após conhecer Madeira através da garupa de um 4x4, é hora de movimentar o corpo! Aproveite a disposição do início de viagem para se aventurar nas trilhas.

As Levadas da Ilha da Madeira têm dezenas de trilhas com visuais de tirar o fôlego das praias, cachoeiras, vegetação e montanhas. São mais de 2.000 km de trilhas com diferentes níveis de intensidade: algumas mais simples, que duram menos de uma hora, e outras mais complexas, com até sete horas de duração. Escolha a categoria que mais se encaixa no seu perfil.

Através das trilhas você consegue acessar mirantes com vistas belíssimas da cidade. As trilhas mais famosas são: Caldeirão Verde, Pico Ruivo - que é o ponto mais alto de Madeira - e 25 Fontes.

Dia 4

O dia seguinte às trilhas é uma ótima oportunidade para descansar a bordo de um barco. E não é qualquer passeio! Em Madeira, essa atividade é especial. Primeiramente porque a maioria das praias são compostas por pedras, e não areia. Portanto, ir diretamente para o oceano pode ser sua única oportunidade de mergulhar, dependendo do roteiro que você seguir. Mas existe um motivo ainda mais especial: ao fazer um passeio de barco, você verá baleias, golfinhos, tartarugas e vários outros animais marinhos.

Ter a oportunidade de encontrar animais selvagens, em seu habitat natural, é uma das experiências mais mágicas que os viajantes podem ter, e são poucos os destinos que podem proporcionar. A Ilha da Madeira é um ótimo lugar para observação de baleias e golfinhos. As águas da Madeira são lar ou rota de 28 espécies de cetáceos. Isso acontece porque o mar atinge uma profundidade elevada bem perto da costa do arquipélago - são mais de 3.000 metros de profundidade a apenas cinco quilômetros da terra firme.

No fim do dia, faça uma degustação de vinhos locais em um wine bar. Na ilha, a especialidade é o vinho Madeira. A bebida é caracterizada por ser fortificada, com alto teor alcoólico e ser ideal para ser servida como aperitivo ou digestivo (no início ou final das refeições).

Leia mais:
Vinícolas para degustar o famoso vinho Madeira

Dia 5

Para explorar o local além da Ilha da Madeira, visite a Ilha de Porto Santo, que faz parte do arquipélago. Lá, você pode ir a Ponta da Calheta, ao Pico do Castelo - que é o ponto mais alto da ilha -, ao Porto das Salemas e ao Miradouro da Portela ou Miradouro das Flores. Além disso, não deixe de ir à praia de Porto Santo. É importante não deixar esse passeio para o último dia porque é bom visitar a ilha com o tempo ensolarado.

Leia mais:
Vale a pena viajar para a Ilha da Madeira no inverno?

Dia 6

Você começará o dia explorando Porto Muniz e as piscinas naturais, um dos principais cartões-postais da ilha. A geografia da ilha combina o oceano com relevos montanhosos, e essa dinâmica resulta em piscinas naturais. Elas são formações de lava vulcânica na beira do oceano que são preenchidas naturalmente pela água salgada cristalina que entra diretamente pelo movimento do mar.

Após curtir o mergulho, vá ao Miradouro do Véu da Noiva para apreciar a Cascata do Véu da Noiva. Em seguida, siga para mais uma cachoeira, a Lagoa das 25 Fontes.

Para assistir ao pôr do sol, você poderá ir até ao Ponta do Sol, que é um pequeno vilarejo colorido que fica na beira do mar, ou então ir ao Jardim do Mar.

Dia 7

Para o último dia da sua viagem, pensamos em atrações que ficam próximas uma da outra

Comece o dia nas casas típicas da região de Santana, que são triangulares e conhecidas por serem um dos cartões portal da ilha. Em seguida, vá para o Parque Florestal das Queimadas, que fica a apenas 10 minutos de carro. Por fim, percorra a Levada do Caldeirão Verde , que fica bem ao lado do parque, e aproveite o momento com a natureza.

Leia mais:
Quantos dias ficar na Ilha da Madeira?

Boa viagem!
Imagem
ImagemImagemImagemImagemImagem





Booking.com

Voltar para “Ilha da Madeira”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante


Anúncio