Guarapari: a cidade Saúde

Guias e troca de informações sobre destinos do estado do Espírito Santo.
rpoggi Mensagens: 3
Ter Nov 13, 2012 9:04 am
Localizada a aproximadamente 55 quilômetros ao sul da capital capixaba, Vitória, esse delicioso balneário é conhecido pela alegria contagiante presente em suas lindas praias, de todos os tipos e para todos os gostos, desde aquelas cercada por recifes, passando por enseadas de águas plácidas até as com ondas perfeitas, que fazem a alegria dos surfistas vindos de todo o país.

A Praia do Morro, uma das mais famosas, é conhecida como “a praia dos mineiros”, devido à preferência que o povo de Minas Gerais dá a ela quando vai passar as férias na cidade. A Praia dos Namorados, no Centro, é a preferida das famílias, com suas pedras que formam piscinas naturais. Logo ao lado está a Praia das Castanheiras, que tem esse nome devido às árvores ali plantadas há mais de meio século. Um grande recife separa a faixa de areia do mar aberto e faz a alegria da criançada. Após a Pedra do Siribeira, onde há um clube com o mesmo nome, está a Praia da Areia Preta, preferida pelos jovens, uma enseada que é leva esse nome devido à presença da areia monazítica (de cor preta), com propriedades medicinais. Aliás, Guarapari é um dos poucos lugares do mundo que têm essa areia!

Imagem
A praia das Castanheiras, vista a partir das pedras da Praia dos Namorados.

Imagem
Praia das Castanheiras, ao fundo o Clube Siribeira.

Imagem
Praia dos Namorados com a maré cheia.

Mais afastado da cidade, estão as Praias da Enseada e Nova Guarapari, frequentada pelos endinheirados locais. Um pouco mais distante fica a famosa Meaípe, linda enseada onde se pode alugar caiaques, passear de banana boat, comer o famoso “bolinho” de Aipim (falarei dele mais adiante) e curtir um fabuloso pôr-do-sol. As Três Praias ficam mais ao norte da cidade e são um programa perfeito para passar com a família, amigos ou mesmo namorar.

Conhecida como Cidade Saúde, Guarapari, obviamente, não se resume apenas as praias. Quando o sol se põe, a agitação continua. Para as moças de todas as idades que não resistem às compras, a feirinha de artesanato perto da ponte é um delírio para elas, com roupas, saídas de praia, sandálias e bijuterias. O comércio em si é bastante diversificado na cidade, que conta até com um shopping center. Mas é nas ruas da cidade, principalmente na Rua Joaquim da Silva Lima (conhecida como “Rua Principal”), que se encontram as melhores lojas.

Mas a diversão da cidade vai além das praias e das compras. A vida noturna de Guarapa, como os moradores e turistas carinhosamente a chamam, é bem movimentada. A garotada adolescente costuma ficar concentrada no famoso “beco da fome” (ou “beco do mijo”, não me perguntem porquê), localizado entre a Joaquim Silva e a Praia das Castanheiras (uma das praias do Centro), paquerando, bebendo e comendo. Mas se você for maior de 18 anos, a dica é seguir para as boates, que ficam mais afastadas. As mais famosas são “Lua Azul” e “Mais”, localizadas em Meaípe. Música, gente bonita e diversão garantida! A cidade também recebe muitos shows. Artistas como Ivete Sangalo, Jota Quest, Elba Ramalho e O Rappa já se apresentaram por lá.

Outra característica marcante da cidade é sua gastronomia, recheada de bares e restaurantes. Há pratos para todos os gostos e bolsos, desde restaurantes a quilo e pensões que servem o bom e velho P.F. (prato feito), passando pelo peixe Peruá (ou Peixe-Porco) servido em quiosques nas praias, às mais requintadas casas que servem a deliciosa moqueca capixaba (e me perdoem os baianos, mas essa sim a verdadeira moqueca!). Se você escolheu passar um dia em Meaípe, não se esqueça dos “bolinhos” de aipim. Aliás, bolinho é só no nome, porque um deles é uma verdadeira refeição. Coma o de camarão, sem medo! Mas se você é alérgico, o de frango é outra excelente pedida. No Centro, quase em frente ao “beco da fome”, está a doceria “Sonho de Mel”, que não é bem apenas uma doceria. Chope gelado e salgadinhos também são servidos – e bem servidos.

Imagem
Bolinho de Aipim recheado de camarões, em Meaípe.

Imagem
Praia de Meaípe.

Imagem
Caiaque em Meaípe.

A época ideal para se visitar Guarapari é no verão, obviamente, mas se você quer um pouco mais de tranquilidade, aconselho a ir após o Carnaval, quando mais de 90% dos turistas já terão ido embora e a cidade fica verdadeiramente vazia. O mês de dezembro costuma ser chuvoso na cidade, chuva essa que cai quase sempre ao final da tarde até mais ou menos a primeira semana de janeiro. Outro fator a ser levado em consideração é a falta d’água. A cidade cresceu muito nos últimos 25 anos e não houve muitos investimentos (ou quase nenhum) por parte da prefeitura em infraestrutura. Então, dependendo de onde você esteja hospedado, pode sim faltar água em algum momento. Em compensação, a brisa que sopra do mar é constante e as noites costumam ser bastante frescas, dispensando o uso do ar-condicionado, principalmente na orla.

O Carnaval costuma ser bem cheio, como em todo o verão, mas ao contrário das cidades vizinhas, como Iriri, Piúma e Marataizes, onde adolescentes e jovens fazem a farra, literalmente, a festa em Guarapa é bem familiar, com desfile de blocos e até escolas de samba. Ótima pedida para quem quer brincar sem muita preocupação. Digo sem muita porque, afinal de contas, é Carnaval e mesmo sendo a festa na cidade mais familiar, há aqueles que se excedem um bocado. E há também registros de assaltos, mas o policiamento nessa época é mais ostensivo e mesmo eu já tendo sido vítima de um meliante há alguns anos, nunca presenciei ou fiquei sabendo de algum incidente mais grave. E olha que eu frequento a cidade desde criança!

Para se chegar a Guarapari, pode-se ir de avião até Vitória e lá alugar um carro e seguir para a cidade pela Rodovia do Sol, linda autoestrada a beira-mar que vai da capital até o sul do estado. Ou pode-se pegar um táxi no próprio aeroporto. Os motoristas costumam cobrar um preço fixo, não tabelado (em torno dos R$150,00), então se você for em família ou com os amigos, a corrida pode valer a pena, principalmente se você levar em consideração que nem todos os prédios e hotéis da cidade possuem garagem e estacionar um carro pode ser um fardo. Pode-se também chegar de ônibus na cidade, mas tome cuidado com os taxistas na rodoviária; eles costumam sim “meter a mão” na corrida sem taxímetro. Uma boa conversa é necessária aqui. O serviço de ônibus na cidade é deficiente, então dependendo de onde você for ficar hospedado, pode-se ter que andar um bocado após saltar do coletivo. Você não precisa necessariamente de carro para circular por Guarapari. A cidade toda pode ser conhecida a pé, a não ser, claro, aquelas praias mais distantes, como Nova Guarapari, Meaípe, Setiba e Três Praias. Para essas pode-se ir de ônibus (mas lembre-se de que você vai precisar andar um pouco mais).

Boa viagem!
Imagem
ImagemImagemImagemImagemImagem

davilenz Mensagens: 514
Qui Nov 15, 2012 3:04 am
Excelente resenha, só faltou citar o Restaurante Guaramare, considerado há anos o melhor de pescados do Brasil. Para quem for a Fortaleza minha dica é ir no Vojnilô, que é do sobrinho do chef Bojovski e no mesmo estilo. Abaixo a descrição da Veja Beber&Comer:

"São raros os restaurantes que fazem o cliente se sentir na casa de um amigo, mas Vicente Bojovski pode se gabar desse feito. Com a mesma desenvoltura apresentada na elaboração das receitas de pescados, o proprietário, chef e anfitrião do Guaramare recebe a clientela, sugere os pratos e bate um papo animado à mesa. História para contar é o que não falta: nascido na Macedônia, ele também acumula experiências como jornalista e artista plástico. Dividindo espaço com a residência e o ateliê de Vicente, o restaurante ainda tem a atmosfera caseira reforçada por um serviço familiar - a esposa, Nádia, ajuda no atendimento e a irmã, Risina, elabora o gostoso pavê de pêssego servido de sobremesa. Da cozinha saem carrinhos que levam o misto de pescados assados na brasa ou a paella até as mesas. Não faltam camarões VG, lagostas graúdas nem peixes vistosos, comprados diretamente dos pescadores, assim como os leves molhos de alho e alcaparra, feitos à base de manteiga. "Além do frescor, o cozimento é o grande segredo para o preparo de um bom pescado", ensina o chef. Na grelha dali, os peixes só recebem o calor da brasa protegidos por suas escamas e sem tempero, para não ressecarem."

RABUGENTO Mensagens: 1902
Qui Nov 15, 2012 8:34 am
A lagosta e os bombons de jaca também são atração no restaurante Gaeta. ;)

rpoggi Mensagens: 3
Qui Nov 15, 2012 1:06 pm
Bom-bons de jaca são a especialidade da região! Vende em qualquer ambulante pelo calçadão da Praia das Castanheiras! Bom demais!

betogilberto Mensagens: 148
Ter Jul 22, 2014 5:33 pm
Não pode deixar de comer a moqueca capixaba, indico o gaeta e curuca em meaipe

Avatar do usuário
zardox Mensagens: 11619
Sex Jan 12, 2018 11:40 am
Nós íamos muito a Guarapari..., mas sempre de carro...fomos 4 vezes e em todas presenciei acidentes horríveis na estrada no trecho que fica no ES... depois do último, em que uma família inteira morreu, desisti..
Quando privatizaram a estrada ficamos animados com a possibilidade da duplicação da rodovia... mas já viu, né ?? Privatização, quer dizer, concessão meia boca feita pela turma da alma mais pura do universo...
Pelo visto isso vai ficar para os netos ou bisnetos...

Avatar do usuário
GabrielDias Mensagens: 41747
Sex Jan 12, 2018 11:46 am
Tem um parque aquático nessa região, né? Alguém já foi? É legal?

Avatar do usuário
zardox Mensagens: 11619
Sex Jan 12, 2018 12:05 pm
Tem sim Gabriel..É do SESC - ES...Justamente nós fomos lá 4 vezes.. o local é legalzinho...
Mas, o melhor é se hospedar em outro local e usar o parque..
As hospedagens no SESC são muito simples, mas os quartos são muito bem limpos...
A comida servida nos refeitórios são bem fraquinhas.. mas em termos de nutrição/equilíbrio, são perfeitas.. tem sempre 2 ou 3 opções de proteína... e tudo é de uma limpeza impressionante...
Mas, o melhor parque aquático do SESC - ES é o de Formosa.. é imenso...
Só que fica perto de Aracruz e não tem hotéis por perto.. tem que se hospedar no SESC mesmo...
SESC GUARAPARI
https://www.tripadvisor.com.br/Hotel_Review-g941641-d2658845-Reviews-SESC_Centro_De_Turismo_De_Guarapari-Guarapari_State_of_Espirito_Santo.html#photos;geo=941641&detail=2658845&ff=215151374&albumViewMode=hero&aggregationId=105&albumid=105&baseMediaId=215151374&thumbnailMinWidth=50&cnt=30&offset=-1&filter=7&autoplay=" onclick="window.open(this.href);return false;
SESC PRAIA FORMOSA
https://www.tripadvisor.com.br/Hotel_Review-g2343649-d3895461-Reviews-Centro_de_Turismo_de_Praia_Formosa_SESC-Aracruz_State_of_Espirito_Santo.html#photos;geo=2343649&detail=3895461&ff=238433918&albumViewMode=hero&aggregationId=105&albumid=105&baseMediaId=238433918&thumbnailMinWidth=50&cnt=30&offset=-4&filter=7&autoplay=" onclick="window.open(this.href);return false;

Na verdade, chamar os dois de parque aquático é um pouco de otimismo ou marketing smiliano...

Avatar do usuário
GabrielDias Mensagens: 41747
Sex Jan 12, 2018 12:14 pm
Não é esse não. Achei aqui: Parque Aquático Acquamania http://www.acquamania.com.br" onclick="window.open(this.href);return false;

Conhece?

Avatar do usuário
zardox Mensagens: 11619
Sex Jan 12, 2018 12:21 pm
Não...
Esse sim, parece ser um parque aquático....





Booking.com

Voltar para “Espírito Santo”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante


Anúncio