Página 1 de 1 [ 6 mensagens ] 
 
 Mensagem não lidaPublicado: Qua Dez 25, 2013 3:28 pm 
 Atualizado: Qua Jun 12, 2019 10:51 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 18718
Administrador
A região: O local onde se pratica esse esporte é perto de Três Rios, uma pequena cidade distante 200 quilômetros ou cerca de duas horas e meia do Rio de Janeiro. Esse lugar conta com uma mata exuberante e a natureza rege o local de modo a criar uma harmonia sem igual. É o único Delta triplo da América do Sul. Esse Delta é formado pelo encontro dos rios Paraibuna, Paraíba do Sul e Piabanha, criando a condição ideal para a prática do esporte.

Delta é definido como uma região de vários canais ou braços de rio. O Rio Paraibuna sediou o Campeonato Brasileiro de Rafting em 2004. Os bambuzais e jequitibás que crescem às margens, juntamente com as ilhas naturais e a mata atlântica, sempre ao fundo, criam uma vista marcante. A pesca é atividade comum, ao longo de todo o rio é possível ver pescadores atrás de peixes grandes como o dourado.

Imagem
O encontro dos três rios.

O esporte: Rafting ou caiaquismo é um esporte muito pouco divulgado no Brasil, apesar de o público ficar perplexo ao assistir vídeos das loucuras que esses atletas vivem. Esse esporte pode ser praticado mais perto do que se imagina. A atividade se resume em dominar as corredeiras e águas travessas dos rios. Não se engane, pois as águas podem atingir velocidades extremas e nos levar a fadiga muito rápido.

Existem algumas empresas especializadas que operam o rafting ao longo do Rio Paraibuna. Contando com profissionais especializados, conseguimos aproveitar a adrenalina ao máximo, sempre com a segurança garantida. Para o sucesso da aventura a equipe deve ser sincronizada.

Cada bote inflável leva até oito pessoas sem contar com o guia.

Uma vez equipados, cabe ao instrutor ensinar as técnicas necessárias para descer as corredeiras. A adrenalina se mistura com a felicidade de se estar em um ambiente completamente diferente de tudo aquilo que estamos acostumados, com um visual nunca antes visto pela maioria dos que se arriscam pela primeira vez.

Imagem
O cenário impressiona logo no início.

O percurso: A descida se alonga por 20 quilômetros. A Mata Atlântica cresce às margens dos rios, nos permitindo entrar em um ambiente natural com uma fauna e flora muito rica. A adrenalina fica por conta das 22 corredeiras, sendo 6 quedas mais emocionantes, encontradas nesse trecho do rio. A sensação de ver as águas sumirem a sua frente com o estrondo que a faz ao se chocar com a parte do rio logo abaixo da corredeira é de tirar o fôlego.

Como se não bastasse apenas o rafting, o passeio conta com uma ponte abandonada, antiga linha férrea, que permite um salto de uma altura de sete metros. Os mais audaciosos se equilibram na ponte até chegar ao local do salto. O coração bate forte e depois do salto as diferentes expressões nos rostos dizem a mesma coisa: “Quero pular de novo!”.

Um pouco mais abaixo tem outro local de parada, logo após o tobogã, como os locais chamam uma corredeira. Essa queda permite a descida sem o bote. Uma vez dadas às instruções é hora dos corajosos encararem essa correnteza por conta própria, é preciso ouvir com atenção todas as ordens, pois com segurança não se brinca. Essa descida só é recomendada para as pessoas que conseguem nadar com mais facilidade.

O percurso inteiro varia de três a cinco horas e pode ser percorrido durante todo o ano, pois existem botes específicos para a época de cheia e de seca.

Imagem
Remando na parte tranquila do rio.

A empresa: A mais tradicional do local é a Aventur. Criada em 1982, já tem mais de trinta anos de história sem nenhum acidente. O proprietário Edson Médici se esforça em manter uma forte relação com a natureza, preservando ao máximo a ecologia local. Fato que é completamente notável quando vemos as famílias de saguis que vem se alimentar em nossas mãos.

Imagem
Sagui se alimentando ao lado do fogão a lenha.

Imagem
Edson Médici alimentando o Gregório, tucano que sempre está por perto.

Estrutura/Dinâmica: A base da Aventur é instalada exatamente no Delta. O passeio tem início em sua base. Logo no começo já nos deliciamos com um café da manhã caseiro, como naqueles hotéis fazenda. As refeições são servidas em um aconchegante deck, que tem vista para um açude cercado de mata.

Após o café reforçado para aguentar o passeio, o carro leva os aventureiros rio acima, até o ponto de início. A partir daí é só aproveitar enquanto o passeio não acaba. Após chegar remando na base novamente contempla-se um delicioso almoço mineiro feito no forno a lenha. Realmente um passeio com início, meio e fim.

Imagem
Todos prontos para ir ao ponto inicial rio acima.

Como chegar? O caminho para a aventura é bem simples, saindo do rio deve-se pegar a Linha Vermelha. Depois pegue a Avenida Washington Luiz, onde se permanece até o local. Passando por Petrópolis, chegando próximo de Três Rios deve-se virar à direita no quilômetro 22 da BR040, ao ver o posto policial, então você deve seguir mais um pouco até chegar ao encontro dos três rios. Há placas indicando o local.

Imagem
Visão geral da rota a ser seguida saindo da Cidade Maravilhosa.

Imagem
Acesso a Avenida Washington Luiz.

Imagem
Saindo da estrada BR040 para pegarmos o ultimo trecho da viagem.

Veja mais algumas fotos da aventura!

Imagem
Momentos de adrenalina nas corredeiras do Rio Paraibuna.

Imagem
Parada para o salto da ponte.

Imagem
O salto.

Imagem
O tobogã, corredeira em que é possível descer sem o auxílio do bote inflável.

Imagem
O delicioso almoço mineiro preparado no forno a lenha. Melhor recompensa para aqueles que completam a aventura no Rio Paraibuna.

Imagem
O charmoso deck, onde são realizadas as refeições.

O passeio é ideal para grandes grupos. Muitas empresas fogem da rotina neste dia atípico. As famílias também são frequentes, bem como festas de aniversário.

Texto e fotos: Daniel Morelenbaum.

Boa viagem!

Imagem
ImagemImagemImagemImagemImagem

_________________
Participe do nosso grupo no Telegram. Entre agora mesmo, pois estamos Falando de Viagem: https://t.me/falandodeviagem



 Mensagem não lidaPublicado: Qua Dez 25, 2013 4:14 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 10041
Legal! Adoro rafting e já fiz vários, mas nunca esse de Três Rios.

Estou para escrever uma matéria sobre um que fiz em Bariloche. Farei assim que encontrar o CD com as fotos. :)

_________________
http://fdv.im/FlavioBaran


 Mensagem não lidaPublicado: Qui Dez 26, 2013 9:50 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 5448
Que legal!

Sou louca pra fazer rafting! Muito boa a matéria!
:D

_________________
http://fdv.im/JulianaMagalhaes


 Mensagem não lidaPublicado: Ter Jan 06, 2015 9:18 am 
Avatar do usuário
Mensagens: 1713
Sempre tive vontade de fazer, mas nunca tomei coragem...

_________________
http://fdv.im/BeatrizSoares


 Mensagem não lidaPublicado: Sex Set 25, 2015 7:33 pm 
Mensagens: 2425
Fiz Rafting alguns meses atrás e adorei! Agora que fazer em Três Rios, já tinham me indicado esse destino para isso.


 Mensagem não lidaPublicado: Sáb Set 26, 2015 2:26 pm 
Avatar do usuário
Mensagens: 37716
Não conheço Três Rios, apesar de ser bem pertinho do Rio.

_________________
https://fdv.im/GabrielDias


 
 Tópicos Relacionados      Respostas 
Três novos prêmios para a South African Airways

em Notícias

Última mensagem Seg Fev 25, 2019 1:48 pm GabrielDias Ver última mensagem

 

2

Safári no deserto de Dubai: uma aventura repleta de emoções

em Dubai

Última mensagem Qua Jan 30, 2019 3:13 pm GabrielDias Ver última mensagem

 

1

Os melhores destinos para esportes e aventura no Brasil

em Destinos - Brasil

Última mensagem Ter Mar 26, 2019 9:15 pm GabrielDias Ver última mensagem

 

2

Harrison's Cave | Diversão e aventura no complexo de cavernas de Barbados

em Barbados

Última mensagem Sáb Dez 22, 2018 7:34 pm GabrielDias Ver última mensagem

 

1

 


Booking.com




Ir para:  
 

 

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes